cristianismo

Páginas: 9 (2110 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2013
Peter Brown, de origem irlandesa, grande especialista em Teologia e autor de inúmeras obras de investigação no âmbito desta ciência, evidencia-se desta feita, sob a direcção do tão conceituado quão prestigiado historiador Jaques Le Goff, numa obra que tem por objectivo elucidar os leitores sobre a evolução e desenvolvimento do cristianismo desde a sua incursão no oriente até à cristianização daEuropa Ocidental. Dividido em três partes, o autor tenta deste modo elaborar um estudo sobre o cristianismo desde o final da Antiguidade e também nos inícios da Idade Média por forma a demonstrar ao leitor as várias posições adoptadas pelo cristianismo e a forma como este se adaptava a diversas situações, algumas das quais bastante complicadas.
Assim, numa primeira parte intitulada de “O império eas Suas Consequências, 200-500 d.C.”, Brown relata-nos a já conhecida história do Império Romano a Oriente, nomeadamente as suas crises e tentativas de recuperação deste império tão vasto e da necessidade de um maior controlo e responsabilidade assumidas pelo imperador, anteriormente atribuídas a determinados grupos locais. Por outro lado, no ocidente europeu assistimos a uma lenta, massignificativa progressão de um mundo bárbaro que merecerá uma certa precaução por parte do Império Romano. No que concerne ao Cristianismo, é precisamente a oriente que incidem nesta altura as suas maiores dificuldades. Por volta de 312, o Cristianismo já não era uma religião nova e apresentava-se claramente em oposição ao paganismo. Esta posição da igreja cristã leva à criação de inúmeros éditos por partedo Imperador Diocleciano, iniciando-se deste modo uma clara perseguição ao Cristianismo. Bispos, Diáconos e padres cristãos foram severamente atacados, sendo também destruídas todas as escrituras cristãs assim como as suas próprias igrejas. Destruir os locais de veneração cristã, era um claro sinal de que era necessário fazer parar esta instituição que aos poucos se tornava extremamente forte eameaçadora.
No entanto, a chegada do Imperador Constantino permitiu aos cristãos um tempo de paz e prosperidade da igreja cristã. O sinal enviado pelo Deus cristão a Constantino e que, segundo este, terá sido a fonte do seu êxito na batalha junto da ponte Múlvia, possibilitou que os cristãos passassem a ser tolerados dentro do Império Romano. No século III, a Igreja cristã assemelhava-se já a umpequeno império em que todos se encontravam como iguais, precisamente porque todos dependiam das leis de um só deus.
Os deuses pagãos não eram negados pelos cristãos, mas simplesmente considerados como maus, indignos de confiança. Deste modo, o politeísmo existia simplesmente para negar a existência do Deus Cristão, o verdadeiro deus.
Com o passar dos tempos, a incrível transformação da Igrejacristã é notável nos finais do século III, demonstrando agora a grande força e coesão das suas instituições. Era vista como uma instituição capaz de cuidar dos mais desfavorecidos, controlando a riqueza através de um processo religioso de pecado e de penitência.
No Ocidente, as guerras civis dos finais do século IV levam a um enfraquecimento das zonas fronteiriças. A comunidade pagã começa agora afalar de «tempos cristãos», associando esta expressão às novas incursões bárbaras nas províncias ocidentais do Império Romano. Tornava-se muito difícil aceitar que os bárbaros eram cada vez mais parte integrante do sistema. Deste modo, era necessário que fossem leais ao estado romano sendo adoptados como soldados do imperador, usufruindo os mesmo direitos de que os soldados romanos dispunham. Ascidades do ocidente encontravam neste momento a sua estabilidade nos bispos cristãos. A partir deste momento a Igreja local passa a ser o ponto de fixação e estabilidade das populações. As magníficas construções da Igreja demonstram a determinação de cada cidade e a capacidade de sobrevivência de cada comunidade, levando inclusive a uma competição entre vários bispos na construção de esplêndidas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Cristianismo
  • Cristianismo
  • Cristianismo
  • o cristianismo
  • Cristianismo
  • cristianismo
  • cristianismo
  • cristianismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!