CRISES ECONÔMICAS

Páginas: 9 (2159 palavras) Publicado: 30 de setembro de 2014
UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ – UNIVALI
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E JURÍDICAS – CEJURPS
CURSO: RELAÇÕES INTERNACIONAIS
DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA
PROFESSOR: PAULO JONAS GRANDO






ENTENDENDO AS CRISES ECONÔMICAS







Bruna Maia dos Santos
Bruna Nascimento Teixeira
Gabriela Rossato

Balneário Camboriú, 21 de outubro de 2013.
Na economia marxiana, a crise docapitalismo, crise econômica ou simplesmente crise se refere ao que é a designação dada, por alguns setores político-econômicos, para as oscilações em torno de uma média nos níveis de negócios da economia em nações democráticas com sistema econômico liberal. Tais oscilações são chamadas pelos economistas de ciclos econômicos podendo também ser chamadas por crises financeiras. Devido a variedade decausas que provocam as crises e a não existência de um padrão de tempo entre dois eventos, a teoria econômica não tem uma definição definitiva sobre a origem das crises. 
O objetivo deste trabalho é aprofundar o conhecimento sobre crises econômicas segundo a corrente teórica de Karl Marx e John Maynard Keynes. Primeiramente, foi abordado o assunto principal do texto que são as crises econômicas.Em um segundo momento, de acordo os dois autores será explicado por que as crises econômicas acontecem no capitalismo, as características do fenômeno, suas consequências, e as soluções que os autores apresentam. Finalmente, a visão dos alunos sobre a atual crise econômica que afeta os EUA e a maioria dos países europeus.
POSSÍVEIS CAUSAS DAS CRISES ECONÔMICAS
As crises do capitalismo ocorrerame ocorrem maioritariamente devido a uma superprodução, com grande aumento de estoque, grandes quebras na procura ,que provocam falências, desemprego, quebra de preços e consequentemente a destruição dos estoques. Além disso, estas crises ocorriam e ocorrem em cadeia, dada a interdependência dos produtos econômicos. Nunca atingiram apenas um setor, mas toda a sociedade, dada a interligação daeconomia com a política.
Os períodos de crise coincidiram sempre com fases de recessão demográfica, aumento da criminalidade e da marginalidade, agitação social intensa (greves, atentados, revoluções) e conflitualidade entre as nações dado as ligações econômicas existentes entre os países serem mais intensas desde o início do capitalismo.
As grandes crises do capitalismo do século XIX e do iníciodo século XX foram determinadas pela prática do liberalismo econômico. Este coloca o estado num papel de mero coordenador da economia, preparando a infra-estrutura mas não intervindo diretamente na economia.
Segundo Karl Marx o modo de produção ou o modo de produção da vida material formado pelas relações de produção e pelas forças materiaisconstituia a base da vida social, política, jurídica ereligiosa. Na ampliação e aperfeiçoação da produção para satisfazer a demanda social ocorrem modificações nas forças produtivas que gerariam diversos conflitos sociais políticos e econômicos. Marx faz crítica ao capitalismo destacando que nesse sistema todos estão subordinados á sua lógica, agindo segundo princípios da competição. Marx usou o termo alienação para explicar porque os homens sesubmetiam à ditadura do capital. Além disso, Marx cria teoria do valor-trabalho e da mais-valia para explicar que, ao se submeterem à lógica da competição, os homens passam à explorarem-se mutuamente. (GRANDO, 2008, p. 2)
A teoria de John Maynart Keynes é baseada no princípio de que os consumidores aplicam as proporções de seus gastos em bens e poupança, em função da renda. Quanto maior a renda, maiora porcentagem desta é poupada. Assim, se a renda agregada aumenta em função do aumento do emprego, a taxa de poupança aumenta simultaneamente; e como a taxa de acumulação de capital aumenta, a produtividade marginal do capital reduz-se, e o investimento é reduzido, já que o lucro é proporcional à produtividade marginal do capital. Então ocorre um excesso de poupança, em relação ao investimento,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • a crise economica
  • crise economica
  • Crise economica
  • Crise economica
  • crise economica
  • crise economica
  • Crise economica
  • Crise economica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!