cravos

Páginas: 7 (1597 palavras) Publicado: 18 de novembro de 2014
A revolução dos cravos
25 de Abril de 1974







Índice
Causas e antecedente da revolução ………………………………………….3
O momento da revolução ………………………………………………………..4
O período pós-revolução …………………….…………………………………...6
Web grafia ………………...………………………………………………………….8




















Causas e antecedentes da revolução
Portugal encontrava-se em regime de ditadura (EstadoNovo). Inicialmente, tinha como presidente António de Oliveira Salazar que esteve no poder durante 36 anos (desde 1932 até 1968, ano da sua morte), depois, quem o sucedeu foi Marcello Caetano que manteve os ideais salazaristas.
Durante este regime, Portugal viveu na censura e no medo causado pela PIDE, não tendo direito à liberdade de expressão. As pessoas eram perseguidas, presas e, por vezes,torturadas até a morte. Não se realizavam eleições livres nem era permitido a formação de partidos políticos. Foi criada a Legião Portuguesa - uma organização militarizada que defendia o regime contra a “ameaça comunista” - e também todos os jovens dos 7 aos 14 anos eram ensinados a desenvolver o espírito de obediência ao estado novo e o culto do dever militar, fazendo parte da OrganizaçãoNacional Mocidade Portuguesa.
Nesta época os portugueses viviam muito mal. A maioria da população era analfabeta, não tinha condições de vida dignas, as habitações estavam degradadas e sem quase nenhuma iluminação. As condições de trabalho eram más e para além disso as crianças também eram forçadas a trabalhar.
Devido a este cenário instalado em Portugal, muita gente decidiu emigrar para outrospaíses.
O que também contribuiu para um clima de descontentamento entre os militares e a população foi a guerra colonial. Até a década de 60 as colónias portuguesas estavam dependentes de Lisboa, o que revoltou os povos dessas colónias. No ano de 1961 surgem ataques em Angola a guerrilheiros portugueses, estes pequenos ataques transformaram-se numa grande guerra que acabou por se estender paraMoçambique e Guiné. Foi uma guerra devastadora e difícil, que envolveu um milhão de jovens portugueses e impôs pesados cargos financeiros ao povo português, e que durou 13 anos. O resultado foi cerca de 800 soldados portugueses mortos e também 20 000 feridos e mutilados e um número indeterminado de desaparecidos.
Todos estes fatores contribuíram para um descontentamento crescente entre as forças armada,sobretudo entre os oficiais patentes inferiores, o que levou à organização e concretização de um golpe militar contra o regime do Estado Novo.
O momento da revolução

Aproveitando as vozes discordantes que iam surgindo por todo o país, um grupo de militares – na sua maioria capitães – organizou, em segredo, o Movimento das Forças Armadas (MFA), com o objectivo de preparar um golpe militar quepusesse fim ao regime ditatorial do Estado Novo.
Na madrugada de quinta-feira, 25 de Abril, Portugal dorme. Num posto de comando clandestino em Lisboa, há um aparelho de rádio sintonizado na estação da Rádio Renascença. Á sua volta alguns oficiais das Forças Armadas esperam ansiosos ouvir a senha que confirmará o curso irremediável da revolução planeada. Ela virá sob a forma de uma canção:Grândola, Vila Morena, do cantor José Afonso. Passa meia hora da meia-noite quando a rádio a põe no ar, por todo o país se iniciaram movimentações militares. Os Soldados saem às ruas em tanques, jipes e camiões. É necessária a tomada de posição em pontos estratégicos: Quartéis-generais, pontes, aeroportos, postos de comunicações. Em Lisboa, as colunas militares deslocam-se pela Baixa Pombalina e peloTerreiro do Paço, ocupando o centro da cidade e impedindo a passagem.
Ao longo da manhã a situação vai-se clarificando. Através de comunicados lidos na Rádio Clube Português, em Lisboa, a população é informada de que está em curso uma ação de um Movimento das Forças Armadas (MFA) com vista à libertação do País. As mensagens trazem mais gente à rua, apesar dos apelos dos militares para que a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • cravo
  • Chá de Cravo
  • Cravo da Índia
  • Revolução dos Cravos
  • Cravo da india
  • cristian cravo
  • O cravo colorido
  • Cravo da India

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!