Cosmologia e pluralismo teórico

7333 palavras 30 páginas
scientiæ zudia, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 519-35,
Cosmologia e pluralismo teórico 2004

Cosmologia e pluralismo teórico
Marcelo Byrro Ribeiro & Antonio Augusto Passos Videira

resumo
Este trabalho discute a presença de uma postura dogmática no main stream da cosmologia moderna. Através de uma leitura crítica de alguns textos representativos de pesquisadores da área, constatamos a presença desse espírito dogmático e discutimos o quão negativo ele é para o desenvolvimento da cosmologia, bem como uma possível forma de neutralizar sua influência sobre esse domínio da pesquisa. A solução proposta origina-se no pensamento filosófico do físico austríaco Ludwig Boltzmann (1844-1906). Em particular, utilizamos as suas duas principais teses epistemológicas, o pluralismo teórico e a teoria científica como representação da natureza, para mostrar que, uma vez incorporados esses mesmos princípios à prática científica, não mais permanecem motivos para comportamentos dogmáticos.
Palavras-chave ● Cosmologia. Bolztmann. Epistemologia. Pluralismo teórico. Dogmatismo.
Filosofia da ciência.

Nos estudos cosmológicos, portanto, um conhecimento da história e da filosofia da ciência não é supérfluo, é uma necessidade.
(Herbert Dingle, 1954, p. 513).

Introdução
No dia 22 de maio de 2004, a revista New Scientist1 publicou uma carta aberta dirigida à comunidade científica internacional e assinada por dezenas de cientistas oriundos de várias partes do mundo. Apesar de a maior parte dos signatários dessa carta serem reconhecidamente cientistas que se opõem ao modelo padrão na cosmologia – usualmente designado como modelo do Big Bang –, o principal propósito dessa carta consiste em defender a necessidade de projetos científicos que procuram formular e testar modelos alternativos e, até mesmo, contrários ao chamado modelo padrão serem

1 Consultamos a versão eletrônica da carta, a qual pode ser obtida em .

scientiæ zudia, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 519-35, 2004

Relacionados

  • tales de mileto
    2122 palavras | 9 páginas
  • fichamento do texto intolerancia
    1680 palavras | 7 páginas
  • RESUMO
    3796 palavras | 16 páginas
  • Questões De 01 A 08; Referentes à Unidade 5 – Filosofia Política; Capítulo 21 – Política: Para Quê?
    2831 palavras | 12 páginas
  • Trabalho Multiculturalismo
    2568 palavras | 11 páginas
  • Trabalhos escolares
    2623 palavras | 11 páginas
  • O nascimento da filosofia
    3326 palavras | 14 páginas
  • escolas moralistas e positivistas do direito
    4808 palavras | 20 páginas
  • Introdução a teologia
    3553 palavras | 15 páginas
  • aaaa
    8440 palavras | 34 páginas