Controle gastos familiar

Páginas: 38 (9274 palavras) Publicado: 29 de abril de 2013
1. INTRODUÇÃO

Apesar de a propaganda existir desde os tempos mais remotos, somente no final do século XIX a profissão de publicitário foi definida e houve expansão da utilização da propaganda com fins comerciais, junto a isso foram fundadas as primeiras agências de publicidade. No início do século XX com a expansão e aprimoramento da tecnologia da indústria e das técnicas de produção tornou-sepossível que um número maior de empresas tivessem capacidade de produção em massa de produtos com qualidade e preços equivalentes (VESTERGAARD; SCHRØDER, 2004).
Esta expansão industrial terminou por acarretar na superprodução e a subdemanda de produtos e chegou-se a um estágio que as indústrias produziam uma quantidade maior de produtos que a procura dos consumidores por eles, tornando aestimulação de mercado necessária. Um fator que influenciou diretamente a expansão das atividades publicitárias foi a criação e difusão da televisão como veículo publicitário, juntamente com o largo crescimento econômico do pós-guerra durante a década de 1950. Estes são dois fatores que causaram a expansão da atividade publicitária. Explicam que para existência da necessidade de propaganda é necessáriotambém que o aparelho de produção de uma sociedade esteja suficientemente desenvolvido a ponto de que pelo menos um segmento da população viva acima das condições de subsistência. Por exemplo, dados da época mostram que na Grã-Bretanha os investimentos em propaganda aumentaram de 0,9% do PIB em 1952, para 1,4% em 1960. Acredita-se que estas são circunstâncias que influenciaram no crescenteinteresse do público por propaganda e pela rejeição dos métodos persuasivos aplicados na sua confecção anterior ao final dos anos 50 e início da década de 60. Especialistas em consumo que precederam esta expansão, como Packard, diziam que a propaganda deveria ser mais informativa, que era persuasiva por ser informativa (VESTERGAARD; SCHRØDER, 2004).
A princípio o anúncio tinha o simples objetivo dedivulgar uma oferta. A essência dos anúncios tinham um caráter estritamente informativo, comunicando basicamente a existência do produto e onde este poderia ser comprado. Devido a estimulação de mercado que gerou a concorrência entre as indústrias pelo consumidor provocou ama mudança na concepção dos anúncios publicitários, deixando de ser tão informativos para passar a utilizar técnicas de persuasão,de forma que atingisse seu consumidor de forma lógica e racional como de forma subjetiva e emocional (PINHO, 2001). Segundo Sant’Anna (2002) somente com o aprimoramento das técnicas de persuasão da propaganda foi possível fazer a grande massa de consumidores se interessar por novos produtos, ainda que suas necessidades básicas (comer, vestir, morar, tratar da saúde) não fossem atendidas.
Aoobservar a evolução da propaganda dos anos 50 até hoje fica perceptível que houve uma progressiva diminuição na quantidade de informações relacionadas ao valor de sua matéria-prima e paralelamente o crescimento da utilização dessas associações a valores sociais. Cada vez mais a propaganda se distancia do apelo informativo e passa a utilizar a persuasão através dos valores de uso social (VESTERGAARD;SCHRØDER, 2004).
A afirmação social associada à marca é uma característica geral de sociedades capitalistas, e que se o anunciante deseja que seja atribuído valores sociais de utilização ao seu produto deve partir para a uma comunicação mais persuasiva, agregando valores simbólicos. A propaganda tende a menosprezar o valor material da mercadoria e ao invés disso salientar, verdadeiramente ou deforma exagerada, a promessa que o consumo de determinado produto proporcionará reconhecimento social, juventude, amor, etc (VESTERGAARD; SCHRØDER, 2004).
Existem necessidades materiais vitais para a sobrevivência, como alimentação e bebidas, ou como necessidades de roupas e abrigo para manter os corpos aquecidos. Também pode-se identificar que existem necessidades que vão além da sobrevivência,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Controle de Gastos
  • Controle de gastos
  • Controle de gastos
  • Controle de gastos
  • Controle judiciário dos gastos públicos
  • Planejamento financeiro e controle de gastos
  • Controle de gastos publicos
  • Planejamento financeiro e controle de gastos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!