Contrato Social - Jean Jacques Rousseu

Páginas: 17 (4123 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
O Contrato Social
Livro I
  “ Eu quero investigar se pode haver, na ordem civil, alguma regra de administração, legítima e segura, que tome os homens tais como são e as leis tais como podem ser.” Aqui se vê uma o objetivo da obra de Rousseau, justiça e utilidade, observa a tentativa do autor em determinar o fundamento legitimo da ordem social.
Capitulo I – Assunto deste primeiro livro.“Enquanto um povo é obrigado a obedecer e obedece, faz bem; tão logo possa sacudir o jugo e o sacode, faz ainda melhor, por que, recuperando sua liberdade por meio do mesmo direito com qual foi arrebatada dele, ou esse lhe serve de base para retomá-lo não se prestava em absoluto para tira - lá dele.” A ordem social, porem, é o fundamento que serve de base a todos os outros, porém, em que se define estaordem social? Desde a antiguidade defendemos nossa independência, e nossa liberdade, a preservação da mesma é necessária para não fazer homens donos das liberdades de outros homens. Já sobre a ordem social, penso que, seria como hoje em dia a nossa constituição, um conjunto de regras e de leis que servem para garantir a harmonia da sociedade.
Vemos então que o conceito de liberdade e o de ordemsocial, tem o mesmo objetivo. Estabelecer de forma harmônica uma sociedade onde preze a liberdade do ser, porém, que não interfira na liberdade de outra pessoa.
Capitulo II – Das primeiras Sociedades
“A diferença toda é que na família o amor que o pai tem aos filhos paga os cuidados que eles lhes dispensa; e no Estado, o júbilo de governar supre o amor que a seus povos não dedica o maioralpolítico.” Para Rousseau a mais antiga sociedade formada e a única natural é a família. Ele ressalta principalmente a semelhança entre a família e o Estado, nela tem-se o pai como o poder máximo, o padrão e os filhos como sendo o povo.
Porém a diferença entre os dois esta bem clara, o Estado domina pelo simples prazer de ser o senhor da liberdade de seu povo, e o pai domina para ser recompensado peloamor dos filhos e pela progressão da família.
“As crianças, em eximida obediência devida ao pai, o pai isento dos cuidados devidos aos filhos, reentram todos igualmente na independência. Se continuam a permanecer unidos, já não é naturalmente, mas voluntariamente, e a própria família apenas se mantém por convenção.” Ou seja, a partir do momento que a criança, filho, se torna independente e autosuficiente, ele perde a necessidade do pai e assim adquire sua liberdade, e seu pai perde sua necessidade com o filho e readquire a sua liberdade.
Capitulo III – Do direito do mais forte
“Se é preciso obedecer pela força, não é necessário obedecer por dever, e se não mais se é forçado a obedecer, não se é a isso mais obrigado. Vê-se, pois, que a palavra direito nada acrescenta à força; nãosignifica aqui coisa nenhuma.”
Uma vez que o mais forte sempre impõe ordens pela força, o conflito que se gera é que se torna necessário obedecer pela força e não pelo dever. E uma vez que se cede a força sempre haverá o desejo de ser o mais forte para mandar e desmandar. Este poder não se legitima por que o mais forte nunca vai ser tão forte para ser sempre o senhor, então assim deverá transformar suaforça em direito e obediência e dever.
Capitulo IV - Da Escravidão
“Renunciar à própria liberdade é renunciar à qualidade de homem aos direitos da humanidade, aos nossos próprios deveres; para quem renuncia a tudo, não há compensação possível, e renúncia tal é incompatível com a natureza do homem, pois rouba às suas ações toda moralidade quem tira a seu querer toda a liberdade.”
Rousseau começadefendendo que o direito de escravidão é nulo, por ser ilegítimo. Um homem que se faz escravo não se da, vende-se, também discursa sobre a alienação, que um homem que submete sua liberdade a outro aliena-se a ele, e há uma grande diferença entre reger uma sociedade e alienar uma grande massa de pessoas.
“Percebe-se que Rousseau é totalmente contrário à escravidão, salvo em caso de guerra,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Jean jacques rousseau
  • Jean Jacques Rousseau Do Contrato Social
  • O contrato social de jean-jacques rousseau
  • O contrato social em jean jacques rousseau
  • Jean-Jacques Rousseau e o contrato social
  • O contrato social- jean jacques rousseau
  • Do contrato social- Jean Jacques Rousseau
  • Jean-Jacques Rousseau e o contrato social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!