Construçao da politica da criança e o adolescente

Páginas: 8 (1793 palavras) Publicado: 13 de setembro de 2012
[pic]









































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4,7

3 CONCLUSÃO 8

REFERÊNCIAS 9

INTRODUÇÃO

O presente trabalho relata o foco da construção da historia da política da criança e do adolescente, e seus contextoshistóricos, seja ele social ou familiar, e suas leis que fundamentaram na construção e na reconstrução do entendimento acerca da criança e do adolescente como sujeito de direito.
A elaboração dessas historia proporciona a percepção de paradigmas salutares no trato com a questão da criança e do adolescente.
O tema prioriza a busca absoluta da garantia dos direitos, nasdiversas áreas das políticas publicas tanto governamentais como não governamentais, consolidando a relação da participação democrática da sociedade civil.


DESENVOLVIMENTO

Na época da colonização no Brasil não se demarca à compreensão da individualização infanto – juvenil, ou seja, a criança não possuía uma caracterização peculiar à sua condição; podendo – ser compreendida como “uma adultoem tamanho pequeno”, tendo que adquirir rapidamente informações para poder ingressar no mundo do trabalho ou mais rápido possível.
Em alguns estantes as crianças eram consideradas “adultos em miniatura”. Propiciaram o seu crescimento, vestindo – a como um adulto, exigindo atitudes de adultos, onde era eliminado o “estado infantil”.
Nessa época o pai tinha o direito de vida e de morte, direito decastigá – lo, de mandar flagelá – lo, de condená – lo à prisão e de excluí – lo da família. Podendo observar então que nessa época não se reduzia apenas ao plano representativo.
O modo de tratar as crianças evidenciou conseqüências. Porque na primeira época prevalecia – se uma maneira rígida, na segunda, evidenciam – se o exagero de considera a criança como um menor. Sendo que a criançavivenciava uma diferença biológica, no desenvolvimento estrutural e corpóreo.
Já na roda dos expostos que passou a existir no século XVIII, sendo inventada nos países europeus para salvar as crianças abandonadas da morte.
Segundo Marcílio (2006), a roda dos expostos foi uma das instituições brasileiras de maior duração, sobrevivendo aos três maiores regimes da nossa história, cumprindo um papelimportante, papel este que seria o de ser assistência a todas as crianças abandonadas no país.
Essa instituição teve duração desde 1756 a 1950, ou seja, prolongo por quase um século e meio, sendo praticamente a única instituição de assistência, quando existiu, em todo o Brasil. Entretanto, esse tipo de assistência, quando existiu, não criou entidade especial para acolher os pequenos desamparados.Surgiu então a filantropia como modelo assistencial, fundamentada na ciência, sendo uma forma de substituir o modelo de caridade. A filantropia, nesse tempo, veio com o objetivo de organizar a assistência dentro das novas exigências sociais, políticas econômicas e morais, as quais apareceram no inicio do século XX no Brasil.
Com essas informações sobre a construção das políticas e atenção as criançase os adolescentes no Brasil e importante então que possamos compreender sobre como e dado o atendimento à criança e ao adolescente em nosso país.
No inicio do século XX, a política para criança e o adolescente existia em caso de pobreza, periculosidade e delinqüência, mas possuíam uma característica de somente exercer um controle da ordem social.
A infância só passou a ser observada quando otrabalho domestica perde o seu caráter e as famílias passam a não conseguir administrar o desenvolvimento do seu filho pequeno. Transformando os mesmo em características de abandonos e delinqüências.
Onde as crianças e os adolescentes passaram a ser amparados por leis que, cada contexto histórico e social, é compreendido diferente.
Foi promulgado em 1927, o Código de Menores, onde passou adaptar...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Processo de construção das políticas sociais de atenção a criança e adolescente
  • Processo de construção das politicas sociais de atenção a criança e adolescente
  • Processo de construção das politicas sociais de atenção a criança e adolescente
  • PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICAS SOCIAIS DE ATENÇÃO À CRIANÇA E ADOLESCENTE
  • PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DAS POLITICAS SOCIAIS DE ATENÇÃO A CRIANÇA E ADOLESCENTE
  • Processo de construção das politicas sociais de atenção a criança e o adolescente
  • Processo de construção das políticas de atenção a criança e adolescente
  • Processo de construção das politicas sociais de atenção a criança e adolescente

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!