Conhecimento filosofico

Páginas: 6 (1436 palavras) Publicado: 2 de junho de 2014
A partir da razão do homem, o conhecimento filosófico prioriza seu olhar sobre a condição humana.
O texto é fruto de uma experiência de docência de Filosofia no curso de Informática, a partir da qual construímos, em interação com a turma envolvida, um conjunto de reflexões que pretendemos aqui socializar. Não se trata, portanto, da apresentação de respostas à problemática da relação entrefilosofia e informática na universidade e sim da análise de uma experiência docente com o tema, no sentido de contribuir com o debate. Por isso, ao invés de trazer respostas, nossa intenção é fazer perguntas e, com isso, o texto abre mão de boa parte de seu caráter propositivo para se constituir em elemento de problematização da prática delimitada.
No entanto, o que mais impressiona, além dautilização equivocada e a dificuldade de definição conceitual, é a discussão sobre a utilidade da filosofia. Assim, o que mais se pergunta não é sobre “o que é filosofia” mas sim “para que filosofia?”, como se as duas perguntas não estivessem já imbricadas e manifestassem uma mesma preocupação original. Ou será que é possível responder o “para que” de algo que não me atrevo a dizer “o que é?”
A professoraMarilena Chauí em seu livro Convite à Filosofia, questiona o fato das pessoas perguntarem pela utilidade da filosofia, visto que dificilmente alguém ousa perguntar, por exemplo, “para que matemática” ou “para que biologia” ou para que servem outras áreas do conhecimento. Segundo a autora, “o trabalho das ciências pressupõe, como condição, o trabalho da Filosofia, mesmo que o cientista não sejafilósofo. No entanto, como apenas os cientistas e filósofos sabem disso, o senso comum continua afirmando que a Filosofia não serve para nada. Para dar alguma utilidade à Filosofia, muitos consideram que, de fato, a Filosofia não serviria para nada, se ‘servir’ fosse entendido como a possibilidade de fazer usos técnicos dos produtos filosóficos ou dar-lhes utilidade econômica, obtendo lucros com eles;consideram também que a Filosofia nada teria a ver com a ciência e a técnica (...) Verdade, pensamento, procedimentos especiais para conhecer fatos, relação entre teoria e prática, correção e acúmulo de saberes: tudo isso não é ciência, são questões filosóficas. O cientista parte delas como já respondidas, mas é a Filosofia quem as formula e busca respostas para elas” [2] .
A Filosofia deve serexercida necessariamente por filósofos? Essa pergunta remete a uma outra: “quem são os filósofos?” No decorrer da história da humanidade os filósofos são vistos como sujeitos isolados do mundo e que realizam a atividade básica da elaboração teórica. Muitos mitos existem em torno da “figura do filósofo”, como se esse fosse predestinado e contasse com a superioridade intelectual da espécie em simesmo. Estudando a história da filosofia, Sócrates, filósofo grego, foi considerado o homem mais sábio de seu tempo e ele, paradoxalmente, afirmava: “tudo o que sei é que nada sei”. Ou seja, o filósofo não é aquele que sabe, mas o que tem consciência de seu “não-saber” e por isso “procura saber”.
Podemos afirmar, em síntese, que o filósofo é aquele que quer saber. Mas saber o quê? Sobre tudo. E issoé possível? É claro que não podemos saber de tudo, mas em cada área do conhecimento podemos fazer filosofia e, ao fazê-la, estaremos reconstruindo o conhecimento como um todo, não mais fragmentado da forma como a ciência moderna o tem condicionado através da especialização. “O especialista é aquele que se dedicou, a vida toda, a conhecer cada vez mais sobre cada vez menos e que, finalmente, ficousabendo quase tudo sobre quase nada” [4] .
O que podemos dizer rapidamente sobre esse aspecto é que o movimento teórico da filosofia é contrário ao da especialização científica. Ou seja, a função do filósofo na ciência, conforme Samuel Branco, “é recuperar a dimensão humana do conhecimento, inserindo os diversos saberes num contexto global. (...) Hoje em dia, em tempos de rápida mudança dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • conhecimento filosófico
  • conhecimento filosófico
  • Conhecimento filosofico
  • Conhecimento Filosófico
  • Conhecimento Filosófico
  • o conhecimento filosófico
  • Conhecimento Filosófico
  • Conhecimento filosofico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!