Conflito de geraçoes

Páginas: 8 (1807 palavras) Publicado: 11 de maio de 2012
UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO
ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO E TECNOLOGIA
TECNOLOGIA RECURSOS HUMANOS







CONFLITOS DE GERAÇÕES



MACELA PONTES



RJ. MAIO, 2012




CONFLITOS DE GERAÇÕESResumo/trabalho/artigo apresentado como requisito parcial para aprovação em A1/A2/A3/A4 na disciplina Práticas Investigativa da UCB, sob a orientação do



RIO. MAIO, 2012

1. INTRODUÇÃO

Conflito de gerações já vem de antigamente já consegue reunirquatro gerações distintas no mesmo ambiente de trabalho: a Geração Tradicional, dos nascidos até a década de 1950; a dos chamados Baby Boomers, dos nascidos entre 1951 e 1964; a Geração X, dos nascidos entre os anos de 1965 e 1983; e a famigerada” Geração Y, muito bem representada, nascida a partir de 1984. Nós estamos sempre em conflitos internos como dever ser e o prazer, de imagine pessoasdiferentes com intervalos de 40 anos de idade e percepções de mundo tão diferentes. E bom que os conflitos existam. Mas os profissionais de RH devem buscar políticas práticas, ferramentas que possibilitem a gestão das diferenças de forma que haja uma solução criativa, sinérgica. Isto é algo que garante a perenidade das empresas, até então em poder dos mais antigos, mas que, com o processo de inovação eoxigenação, começa a ir para a mão de quem chega agora. Há alguns anos, a imagem do chefe era a de um senhor, com mais idade e experiência, que liderava jovens com vontade de aprender. Hoje, devido às novas tecnologias e a outras mudanças no mercado de trabalho, essa realidade se modificou e não é raro os mais velhos serem chefiados por pessoas mais novas. Para alguns, a troca é benéfica eenriquecedora. Para outros, motivo de conflitos. Especialistas dizem que causa dos problemas pode estar relacionada com outros fatores que vão além da diferença de idade. Essas diferenças podem trazer uma renovação dentro das empresas, pois se quebram paradigmas estabelecidos há tempos e certas acomodações. Mas nem todos os funcionários vêem a diversidade como algo benéfico, e acabam criando sériosconflitos dentro das corporações. É o jovem executivo que chega com arrogância, é o funcionário antigo que não aceita as ordens de um "pirralho". O funcionário que passa a ter status na empresa muitas vezes tenta sabotar o profissional recém admitido, escondendo informações e duvidando do potencial daquele que chega. No mundo de hoje, Experiência é apenas uma etapa que já foi cumprida e não mais umdiferencial no mercado de trabalho, ávido por cabeças pensantes recém-formadas e por uma carga de energia que nem sempre os mais experientes estão dispostos a fornecer. O que existe são um novo tempo onde as empresas e as pessoas estão muito mais preocupadas com os resultados imediatos do que com o futuro da humanidade e com os conflitos de Gerações. Aliás, se o conflito for bom para o crescimento daorganização, acaba sendo até estimulado, afinal, um pouco de pressão não faz mal a ninguém; ao contrário, acirra os ânimos e amplia a competição. A convivência pacífica entre quatro gerações distintas requer um novo olhar sobre a organização e uma nova forma de liderança. Substituir profissionais apenas pela necessidade de oxigenação é um pensamento simplista demais, além de desumano. Em qualquerempresa existe espaço para todas as gerações embora a maioria delas continue optando pela impetuosidade dos mais novos em nome do imediatismo. Durante décadas a fio, Luiz Fernando dirigiu a sua empresa-Beta, com mãos de ferro. Agora, já idoso e com problemas de saúde, pretende preparar seus dois filhos como futuros sucessores na direção do negocio. Sabe que terá problemas pela frente. Seus filhos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Conflito de gerações
  • conflitos de gerações
  • Conflito de gerações
  • Conflitos entre gerações
  • Conflito de gerações
  • conflito de geraçoes
  • O conflito de gerações
  • Conflito de gerações

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!