Confederação equador

2055 palavras 9 páginas
Confederação do equador O ano de 1824 foi de grande exacerbação patriótica no nordeste, e a Paraíba se envolveu no movimento revolucionário que trazia em seu bojo idéias republicanas e separatistas que foi irradiada na cidade de Recife cuja esfera de influência gravitava na Paraíba. Nesta oportunidade Pernambuco era governado por uma junta presidida por Francisco Paes Barreto, o Morgado do Cabo que foi substituído por outra sob a presidência de Manoel de Carvalho que possuía tendência autonomista.
A qual o governo imperial através de Dom Pedro I que era monarca de formação absolutista não aprovou a nomeação.
E com base na lei de 20 de Setembro de 1823 nomeou Francisco Paes Barreto para presidência da província e dissolveu a assembléia geral constituinte em 12 de Novembro de 1823, e um mês após os deputados retornaram as suas províncias e ao desembarcarem na cidade de Recife Luís Inácio de Andrade Lima, Inácio de Almeida Fortuna, Francisco Muniz Tavares e Venâncio Henriques de Resende deputados de Pernambuco, José Martiniano de Alencar deputado do Ceará e Joaquim Manoel Carneiro da Cunha, José da Cruz Gouveia e Augusto Xavier de Carvalho deputados pela Paraíba assinaram e lançaram um manifesto contra o ato do Imperador Dom Pedro I no exato momento em que os artigos escritos por Frei Caneca eram publicados no Typhis Pernambucano e pelas criticas de Francisco Paes de Andrade que mantinha o ideal de implantar no Brasil uma república confederada e por conta disto censurava abertamente o poder central.
Com isto alastrou-se a agitação em Pernambuco e acabando por exacerbar o antagonismo entre brasileiros e portugueses que acabou sendo abafado em virtude das normas estabelecidas para a administração das províncias e com base na lei foi nomeado Felipe Neri para presidência da Paraíba em 9 de Abril de 1824 que apesar de bem intencionado, pois assegurou a garantia de seus direitos a todos os cidadões e de ter convocado as câmaras das províncias para a eleição dos

Relacionados

  • Confederação do equador
    745 palavras | 3 páginas
  • Confederação do equador
    1232 palavras | 5 páginas
  • Confederação do equador
    617 palavras | 3 páginas
  • Confederação do Equador
    1951 palavras | 8 páginas
  • Confederação do equador
    260 palavras | 2 páginas
  • Constituição de 1824 e Confederação do Equador
    770 palavras | 4 páginas
  • A confederação do equador e a guerra cisplatina
    807 palavras | 4 páginas
  • Insurreição Pernambucana e Confederação do Equador
    1151 palavras | 5 páginas
  • Constituições do Brasil, Confederação do Equador e Voto Censitário
    1051 palavras | 5 páginas
  • Massacre de Brigue Palhaço/ Confederação do Equador/ Guerra da Cisplatina/
    1095 palavras | 5 páginas