CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA

1032 palavras 5 páginas
SUMÁRIO

1.INTRODUÇÃO

Forças são definidas como grandezas vetoriais na Física. Com efeito, uma força tem módulo, direção e sentido e obedecem as leis de soma, subtração e multiplicação vetoriais da Álgebra. Este é um conceito de extrema importância, pois mostra o movimento ou comportamento de um corpo pode ser estudado em função da somatória vetorial das forças atuantes sobre ele, e não de cada uma individualmente.
Qualquer ponto material fica em equilíbrio quando exerce sobre ele uma força F. Mostrando que o módulo de F seja tal que F = P. Temos assim, atuando sobre o ponto, duas forças de mesmo módulo, mesma direção e sentidos contrários que a resultante das forças atuantes nesse ponto é nula, isto é, R = 0. Pela primeira lei de Newton, é provado que todo ponto material estará em repouso ou em movimento retilíneo uniforme. Se o sistema está em equilíbrio e não apresenta movimento. Conclui-se que nenhuma força resultante age sobre ele. Assim, a força equilibrante Fe anula completamente a força peso F1. Isaac Newton desenvolveu o principio das forças em 1666 dc, tomando como base as leis de Galileu, relativas à queda dos corpos, e às leis de Kepler, a respeito do movimento dos planetas. Essas leis formam o verdadeiro alicerce da física e da engenharia, e consideradas com uma das descobertas cientificas de todos os tempos.

2.OBJETIVOS GERAIS

Determinar a equilibrante de um sistemas de forças não colineares.
E apresentar as forças resultantes, através de métodos gráficos, análise matemática e comprovar o efeito de mudanças de ângulo no modulo da força resultante.
Reconhecer os efeitos da força motora de Px e sua equilibrante (tensão, atrito,etc.)
Reconhecer a dependência de Px e Py como função do ângulo de inclinação da rampa, da massa e da aceleração gravitacional no local
Identificar o plano inclinado como uma maquina simples e determinar a vantagem mecânica Vm

3.MATERIAL NECESSÁRIO

1 Plano inclinado Aragão
1 Conjunto de

Relacionados

  • RECOLHIMENTO DAS CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA
    2453 palavras | 10 páginas
  • RECONHECIMENTO DAS CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA
    1676 palavras | 7 páginas
  • RECONHECIMENTO DAS CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA
    1953 palavras | 8 páginas
  • RECONHECIMENTO DAS CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA
    2246 palavras | 9 páginas
  • Reconhecimento das condições de equilíbrio de um móvel sobre uma rampa
    407 palavras | 2 páginas
  • RECONHECIMENTO DAS CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA
    2279 palavras | 10 páginas
  • Reconhecimento das Condições de Equilíbrio de um Móvel Sobre uma Rampa
    1618 palavras | 7 páginas
  • Reconhecimento das condições de equilíbrio de um móvel sobre uma rampa
    1942 palavras | 8 páginas
  • Condições de equilibrio de um móvel sobre uma rampa - função do plano inclinado como máquina simples
    876 palavras | 4 páginas
  • CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DE UM MÓVEL SOBRE UMA RAMPA – FUNÇÃO DO PLANO INCLINADO COMO MÁQUINA SIMPLES
    761 palavras | 4 páginas