concordancia

Páginas: 15 (3552 palavras) Publicado: 16 de novembro de 2014
Disciplina: Língua Portuguesa
Ensino Médio

Série: 3ª

2º Trimestre

Assunto: Roteiro e exercício da Recuperação
Aluno(a):
Professora: Juliane Galindo

Data:22/09/12
Valor:
Nota:

Av Ass. do responsável:

Conteúdo:
- Interpretação
- Concordância nominal e verbal
- Regência verbal e nominal
- Elementos de coesão
Palavra
Em constante evolução e empregando mecanismos de muitacriatividade, uma língua não para
de anexar novos termos, enquanto outros caem no esquecimento
“Diz quem foi que inventou o analfabeto e ensinou o alfabeto ao professor”, indaga o músico e
compositor Chico Buarque na canção Almanaque, de 1981. Quem, como Chico, nunca se perguntou
onde é que nosso bê-á-bá começou? Pelo menos dois campos do conhecimento podem nos desvendar
os segredos daspalavras: a etimologia, que se encarrega de explicar a origem e evolução delas, e a
filologia, que revela a história dos idiomas. Sendo assim, se alguém pode responder à pergunta do
compositor, são os estudiosos dessas áreas. O que se pode adiantar aos interessados no assunto é
que há risco de nunca verem saciada sua curiosidade acerca dos caminhos que levam às origens e aos
significados daspalavras que compõem nossa língua no decorrer do tempo. É como um efeito dominó:
uma dúvida leva a outra que leva a outra...
Até meados de 2004, por exemplo, não se havia ouvido falar da palavra descatracalização, que
pode ser entendida como facilitação – embora um conhecido personagem do cartunista Laerte,
chamado justamente Homem-Catraca, já satirizasse, há muito tempo em tiras no jornal Folha deS.Paulo, as inúmeras dificuldades impostas ao indivíduo e à sociedade. No entanto, de repente, o termo
estava em artigos de jornais, chegou a ser tema de redação do Vestibular 2005 da Fuvest (Fundação
Universitária para o Vestibular) e foi incorporado pela publicidade. Em fevereiro, valendo-se do termo
usado na prova, estudantes que protestavam em frente ao prédio da Fuvest, na CidadeUniversitária,
em São Paulo, atearam fogo a uma catraca. O grupo pedia a descatracalização do ensino superior
público. Ou seja, pediam o fim do vestibular; o maior “catracalizador” para o ingresso às universidades.
Outra invasão recente é a palavra tsunami, que poucas pessoas conheciam até que a onda
gigante assolou parte do litoral da Indonésia, Índia e do Sri Lanka em dezembro de 2004. Hoje, umsistema de busca da internet, como o Google, encontra cerca de 120 mil ocorrências do termo na rede.
No entanto, em boa parte dos contextos em que ele surge, é usado por associação de sentido, em
expressões como tsunami tributário, emocional e até cinematográfico, como detectou o jornalista
Eduardo Martins, autor do Manual de Redação e Estilo do jornal O Estado de S.Paulo. “O crítico
RicardoCalil, no site No Mínimo, arrasou o filme mais recente de Oliver Stone, Alexandre, referindo-se
a ele como um ‘desastre de proporções épicas, um tsunami cinematográfico'”, conta.
A dúvida de muitos é: vocábulos que passamos a ouvir há pouco tempo não existiam antes
disso? Em muitos casos, existiam, sim, escondidos entre os milhares de verbetes de um dicionário. O
Houaiss, por exemplo, acusa aprimeira ocorrência de tsunami em 1897. Ao passo que, em São Paulo,
já há oito anos circula uma revista de quadrinhos com esse nome. No entanto, há vários meios de
enriquecimento do léxico de uma língua. “Esse dinamismo que permite a inovação do vocabulário
ocorre de várias maneiras”, explica o linguista Marcos Bagno, professor da Universidade de Brasília
(UnB). “Pode haver um empréstimo depalavras estrangeiras, atribuição de sentido novo a um termo
que já existe, como é o caso do famoso tsunami, ou ainda a criação de um novo termo com base na
morfologia [parte da gramática que estuda as classes de palavras da própria língua.”

É exatamente nesse último mecanismo descrito pelo linguista que se encaixa a tal da
descatracalização, palavra inventada com base em outra que já existe –...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • concordancia
  • concordancia
  • Concordancia
  • Concordancias
  • Concordância
  • concordancia
  • concordancia
  • concordancia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!