Conceitos marxistas

1188 words 5 pages
CONCEITOS MARXISTAS

Aluno: Eduardo Xavier Pereira

TRABALHO: Para Marx não é o trabalho que é comprado pelo capitalista, mas a "força de trabalho" ou a capacidade de trabalho do operário. Esta força de trabalho é paga "pelo seu valor", segundo as normas da economia capitalista. Efetivamente, o salário é o que permite manter e reproduzir a força de trabalho; logo, é a expressão monetária do seu custo em trabalho ou da quantidade de trabalho que a sociedade deve consagrar à manutenção e à reprodução da força de trabalho.
PRODUÇÃO SOCIAL / REPRODUÇÃO SOCIAL: Da perspectiva marxista, a reprodução social é sobretudo de escopo econômico .As relações de produção determinam todas as outras relações que existem entre os homens na sua vida social. As relações de produção são determinadas, por sua vez, pelo estado das forças produtivas.
MODO DE PRODUÇÃO: É a forma de organização socioeconômica associada a uma determinada etapa de desenvolvimento das forças produtivas e das relações de produção. Reúne as características do trabalho preconizado, seja ele artesanal, manufaturado ou industrial. São constituídos pelo objeto sobre o qual se trabalha e por todos os meios de trabalho necessários à produção (instrumentos ou ferramentas, máquinas, oficinas, fábricas, etc.) Existem 6 modos de produção: Primitivo, Asiático, Escravista, Feudal, Capitalista, Comunista O modo de produção da vida material condiciona o processo da vida social, política e espiritual em geral. Não é a consciência do homem que determina o seu ser, mas, pelo contrário, o seu ser social é que determina a sua consciência. . Os homens ao produzirem bens materiais criam, com isso mesmo, um regime para a sua vida. O modo de produção é uma forma determinada da atividade vital dos indivíduos, um determinado modo de vida.
ESTRANHAMENTO DO TRABALHO/ TRABALHO ESTRANHO: O "trabalho estranhado" é uma bem elaborada reflexão sobre o lugar do trabalho na composição da sociabilidade humana, e de como tal composição se

Related