Conceitos historiográficos fundamentais

Páginas: 6 (1452 palavras) Publicado: 1 de outubro de 2012
Sistema de Ensino Presencial Conectado
HISTÓRIA

Sistema de Ensino Presencial Conectado
HISTÓRIA



CONCEITOS HISTORIOGRÁFICOS FUNDAMENTAIS

CONCEITOS HISTORIOGRÁFICOS FUNDAMENTAIS



Cruzeiro do Sul- AC
2012

1.Introduçã

O objetivo deste trabalho é elaborar e discutir conceitos historiográficos fundamentais para intendermos os temas abordados pelas diferentes disciplinas nosemestre.
Historiografia “Designa não apenas o registro escrito da História, a memória estabelecida pela própria humanidade através da escrita do seu próprio passado, mas também a ciência da História.”
Para entendermos melhor faremos a comparação entre servidão e escravismo na antiguidade e na modernidade e o colonialismo na América Portuguesa e Espanhola e o estado moderno.

2.Desenvolvimento

1.Conceito pesquisados no dicionário


De fato não e simples da uma definição para o conceito de escravidão. Porem, qualquer definição de escravidão deve ser suficientemente flexível para conter os significados diversos que os historiadores de uma dada época lhe conferiram. Então o conceito de escravidão varia de acordo a época e tempo.
 Em algumas sociedades, desde os tempos maisremotos, os escravos eram legalmente definidos como uma mercadoria. Os preços variavam conforme as condições físicas, habilidades profissionais, a idade, a procedência e o destino.
Mas é fundamental distinguir a escravidão de outras formas de opressão. A escravidão antes de mais nada, define o escravo a partir de status jurídico.
Para Meillassoux, a definição jurídica segundo o qual o escravo édescrito como um objeto submetido, a seu proprietário era uma ficção que mascarava as relações sociais da escravidão, uma vez que a relação pretensamente individual entre o senhor e o escravo (coisa, propriedade) contida li dissimula e neutraliza a relação classe.
Enquanto modo de produção que e dado como escravismo moderno, a escravidão assenta na exploração do trabalho forçado da mão-de-obraescrava.
Opinião apresentada sobre a produtividade do escravo teve o economista Molinaire, citado pelo deputado Pedro Luís, na sessão de 10 de maio de1888, na Câmara dos Deputados do Brasil
“Molinaire diz que, em geral, o trabalho do liberto é um terço menos produtivo que o trabalho do escravo, sendo necessários dez libertos para os serviços que eram feitos por sete escravos. Dá as razões destefato e conclui que, na melhor das hipóteses, continuando os libertos todos nos estabelecimentos rurais, teremos uma diferença de 1/3 para menos na produção!”
Os próprios sistemas legais que definiram o escravo como coisa, como o sistema romano, admitiram a face humana do escravo ao puni-lo por delitos e ao reconhecer. A Igreja Medieval acreditava que a escravidão teve origem na queda do homem.Assim sendo, a escravidão se tornara uma peça fundamental na ordenação do mundo.
Na Idade Moderna, a definição moral da escravidão sai de cena para dar lugar ao pragmatismo dos mais diversos interesses dos Estados europeus escravistas, que julgavam, bastante natural uso de escravos nas zonas colonizadas, enquanto o mundo europeu caminhava cada dia mais para praticas de liberdade.

2. Comparaçãoentre os conceitos


A escravidão é a pratica social em que um ser humano assume direitos de propriedades sobre outro. Nas idades mais antigas a servidão é a condição legal e econômica dos camponeses “ servos” no feudalismo especialmente na pratica do sistema econômico da “ senhoria”. Os servos eram trabalhadores que estavam presos a terra de um determinado senhor, formando assim a classemais baixa da sociedade feudal.
A diferença de uma escravo para um servo e que, um servo não podia ser vendido, trocado ou servi como moeda de troca, pois eram propriedades de ninguém, pois os servos não eram propriedade do senhor feudal, diferente dos escravos.
A servidão implica o trabalho forçado dos servos nos campos dos senhores de terras, em troca de proteção e do direito de arrendar...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Conceitos historiográficos
  • CONCEITOS FUNDAMENTAIS
  • Conceitos fundamentais
  • Conceitos fundamentais
  • Conceitos fundamentais
  • Conceitos fundamentais
  • Conceitos Fundamentais
  • Conceitos Fundamentais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!