Conar - Autorregulamentação publicitaria

Páginas: 5 (1214 palavras) Publicado: 20 de setembro de 2013








Nossa missão
‘’Impedir que a publicidade enganosa ou abusiva cause constrangimento ou prejuízo a consumidores e empresas’’.
Fundado em 1980 e composto por publicitários e cidadãos de outras profissões, o Conar é uma organização não governamental que atende a denúncias de consumidores, autoridades, associados ou formuladas pela própria diretoria. As denúncias são julgadas peloConselho de Ética,garantindo-se amplo direito à defesa e ao contraditório às partes. Se a denúncia tiver procedência, o Conar recomenda alterar ou sustar a veiculação do anúncio. O Conar não exerce censura prévia sobre peças de publicidade; ocupa-se apenas do que já foi veiculado. O Conar é mantido pela contribuição das principais entidades da publicidade brasileira e seus filiados – anunciantes,agências e veículos. Os membros dos Conselhos Superior e de Ética trabalham voluntariamente para o Conar.


Entidades fundadoras do Conar
• ABA – Associação Brasileira de Anunciantes
• ABAP – Associação Brasileira de Agências de Publicidade
• ABERT – Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
• ANER – Associação Nacional de Editores de Revistas
• ANJ – Associação nacional deJornais
• CENTRAL DE OUTDOOR


Entidades Aderentes
• ABTA – Associação Brasileira de Televisão por Assinatura
• FENEEC – Federação nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas
• IAB Brasil – Interactive Advertising Bureau (mídia interativa)

Números Do Conar em 2013 (Até 09/05)
• Processos abertos :142
• Processos julgados :125
HISTÓRIA
Contra a censura na publicidade
O CódigoBrasileiro de Autorregulamentação Publicitária nasceu de uma ameaça ao setor: no final dos anos 70, o governo federal pensava em sancionar uma lei criando uma espécie de censura prévia à propaganda.
Se a lei fosse implantada, nenhum anúncio poderia ser veiculado sem que antes recebesse um carimbo “De Acordo” ou algo parecido.
A criação do departamento para controle da publicidade exigiria acontratação de algumas centenas de funcionários. As implicações burocráticas seriam inimagináveis ainda assim desprezíveis diante do retrocesso que tal controle representaria para um país que reconquistava a duras penas seu direito à liberdade de expressão.
Diante dessa ameaça, uma resposta inspirada: autorregulamentação, sintetizada num Código, que teria a função de zelar pela liberdade de expressãocomercial e defender os interesses das partes envolvidas no mercado publicitário, inclusive os do consumidor. A idéia brotou naturalmente a partir do modelo inglês e ganhou força pelas mãos de alguns dos maiores nomes da publicidade brasileira.
Com o risco de se cometer alguma injustiça, vale lembrar Mauro Salles e Caio Domingues, reconhecidos como principais redatores do Código, secundados porPetrônio Correa, Luiz Fernando Furquim de Campos e Dionísio Poli, representando respectivamente as agências, os anunciantes e os veículos de comunicação. Foram os três que articularam longa e pacientemente o reconhecimento do Código pelas autoridades federais, convencendo-as a engavetar o projeto de censura prévia e confiar que a própria publicidade brasileira era madura o bastante para seauto-regulamentar.
A missão revelou-se um sucesso em Brasília e no resto do Brasil. Num espaço de poucos meses, anunciantes, agências e veículos subordinaram seus interesses comerciais e criativos ao Código, solenemente entronizado durante o III Congresso Brasileiro de Propaganda, em 1978. Nunca mais o abandonariam.
Logo em seguida, era fundado o Conar, Conselho Nacional de AutorregulamentaçãoPublicitária, uma ONG encarregada de fazer valer o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária. Desde então e até esta data, o Conar já instaurou mais de 7 mil processos éticos e promoveu um sem-número de conciliações entre associados em conflito. Nunca foi desrespeitado pelos veículos de comunicação e, nas raras vezes em que foi questionado na Justiça, saiu-se vitorioso.
Rápido e inimigo do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • CONAR
  • Relatório: conar – conselho nacional de auto regulamentação publicitária anúncios de empregos e oportunidades
  • Conar
  • Conar
  • CONAR
  • Conar
  • CONAR
  • CONAR

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!