Comunicação juridica

Páginas: 6 (1378 palavras) Publicado: 27 de março de 2012
COMUNICAÇÃO JURÍDICA
A comunicação jurídica tem como objetivo expor de forma clara aquilo que está em questão. Ou seja, o entendimento daquilo que está sendo passado.
O homem por ser um ser político, tem a comunicação como uma ferramenta indispensável para sua vida social. Foi através desse convívio, que se viu a necessidade do direito como um “remédio social” para regular, por limites edirecionar as obrigações de ambas as partes de forma justa e recíprocas. O homem é investido de duas formas de comunicações: A verbal e a não verbal. Ambas são importantes. Porem esta, se expressa através da linguagem corporal, fazendo com a pessoa exteriorize aquilo que deseja comunicar. Agora aquela, é a fala vocal, que se for exposta de forma clara e concisa, facilita e muito a vida do comunicador.Baseado nas informações anteriores, o advogado deve- se atentar para o código cultural das expressões gestuais. Pois o falso depoimento pode ser facilmente revelado através de uma transpiração, palidez ou um simples movimento palpebral. O profissional deve também tomar cuidado com gestos que podem trazer a sensação de timidez e ausência de caráter. O operador do direito tem o dever de aprender,treinar, aprimorar e usar técnicas que realmente convença o receptador. Alem das linguagens faladas, existe a linguagem do vestuário. Entre as roupas exigidas em um julgamento, está a toga, que informa subjetivamente a função do juiz e sinaliza a seriedade e compostura através de sua cor preta.
A informação jurídica deve ser precisa, objetiva e denotativa. Ou seja, é uma função referencial. Alinguagem faz parte de todo processo judicial, por isto, os fatos devem ser escritos e o direito que fundamenta o pedido, exposto de forma correta. No ramo do direito penal, existe um principio que se chama VERDADE REAL. (o que significa um maior desapego a prazos rígidos e formulas.) esta verdade se aplica parcialmente no ECA e direito do trabalho. Existe também a inescapável, que é sempre defendida erebatida pela parte contraria. Diante do exposto, o juiz irá valer-se indispensavelmente das partes, as alegações apresentadas e os fatos descritos nos autos.
A “guerra judicial” é como uma “guerra armada”, ou seja, existem campos de batalhas, armas e combatentes. Porem no combate jurídico, o processo, a linguagem mais os inúmeros recursos e os operadores do direito. Substituem respectivamenteos substantivos comparados anteriormente. A disputa judicial se trava a partir da descrição que os advogados fazem para os julgados, daquilo que é entendido por ambas as partes como fatos e que estão descritos e provados com a lei, dentro dos prazos determinados e através das formulas legais.
O advogado é um profissional da comunicação e só poderá exercer sua profissão e defender seus pacientespor meio da linguagem. No exercício da sua atividade, o advogado busca o direito e apresenta os fatos narrando-os e demonstrando suas razões. Dentro deste contexto, o domínio da linguagem será decisivo para um resultado positivo. Não se pode desprezar os ensinamentos ora citados, pois nos autos o operador tem uma chance para pedir, responder e replicar. O juiz no exercício de sua função decideapenas uma vez. Por isso a importância de falar nos autos.
Quando o advogado fala nos autos, ele tem que ter um bom domínio sobre seus argumentos, principalmente os mais importantes. Alem disso deve expressa-los de maneira eficiente.
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO JURÍDICA
Ao aprofundar no assunto, percebe-se que os elementos envolvidos no ato comunicatário estão ancorados em um binômioEMISSOR-RECEPTADOR.
Deve-se lembrar que o juiz praticamente em todas as fases do processo, para se orientar do fato, tem contato com a comunicação jurídica. Por isto é bom o advogado analisar todas as formas de comunicações exigidas no processo seja verbal e não verbal. Em uma sessão de júri, por exemplo, se o juiz não conhecer o código e houver ausência de um interprete a sessão poderá ser suspensa. O...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Comunicação jurídica
  • COMUNICAÇÃO JURÍDICA
  • Comunicação Juridica
  • Comunicação jurídica
  • Comunicação Jurídica
  • Comunicação jurídica
  • Apostila linguagem e comunicação juridica
  • Artigo sobre comunicação juridica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!