Como fazer teologia da libertação

Páginas: 28 (6787 palavras) Publicado: 9 de fevereiro de 2013
-------------------------------------------------
Gênesis 6:1-12
 
Os Filhos de Deus
O arrependimento de Deus
A origem dos demônios
Os 120 anos

Alexander da Silva Vasconcelos*

“Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso”.[1]
Provérbios 30:5, 6
“Abre tu os meus olhos, para queveja as maravilhas da tua lei”.
Salmo 119:18

 
Com estes imperativos em mente vamos analisar a passagem da Bíblia de Gênesis 6:1-12.

Quando os filhos de Deus tomaram para si as filhas dos homens algo de muito grave aconteceu. Quem eram eles?

Em todas as outras referências no Antigo Testamento onde aparece a expressão “filhos de Deus” sempre se referem aos anjos (Jó 1:6, 2:1, 38:7; Dn3:25). Aqui não é diferente.

Isto está explícito em Judas 6-8 [“6  E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; 7  Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo,sofrendo a pena do fogo eterno. 8 ¶  E, contudo, também estes, semelhantemente adormecidos, contaminam a sua carne, e rejeitam a dominação, e vituperam as dignidades.”], onde o pronome demonstrativo “AQUELES” no v. 7 claramente se refere aos anjos do v. 6, dizendo-nos que os habitantes de Sodoma e Gomorra se entregaram a fornicação como os anjos.

Alegar que a palavra grega neste caso do v. 7 deva sertraduzida por “ESTES” (como acontece nos outros 6 casos de sua aparição: vv. 8,10,12,14,16 e 19), significando que Judas se refira aos “homens ímpios” do v.4, é um grave erro de sintaxe. Leia o v. 7 com o pronome “ESTES” e depois leia o v. 8 e veja se não é confuso!!!

Se Judas falava dos “homens ímpios” (v.4) no v. 7, por que o v. 8 começa com a frase “E, contudo, também estes”?

A conjunção“contudo” liga os exemplos do vv. 5, 6 e 7 com os “homens ímpios” a que Judas se refere exatamente com a idéia de adversidade ou seja, apesar dos exemplos registrados na história bíblica de condenação de hereges, os “homens ímpios” do v. 4 ainda assim repetem os mesmos pecados. Se eles são mencionados no v. 7 por que Judas usou esta conjunção?

Observamos ainda o uso da partícula de inclusão“TAMBÉM” que só seria necessária se Judas NÃO estivesse mencionando os “homens ímpios” anteriormente no v. 7. Judas o faz exatamente para AGORA, no v. 8., contabilizá-los no grupo dos ímpios anteriormente exemplificados.

Ainda perguntamos: onde encaixar os “semelhantemente adormecidos” do v. 8? Os “homens ímpios” do v. 4 seriam semelhantes a eles mesmos já que foram supostamente mencionados no v.7?!!!

Se Judas se referisse aos “homens ímpios” do v. 4 no v. 7, o v. 8 começaria assim: “Estes são adormecidos, contaminam sua carne, ...”. Mas não começa!!!

Sobre Judas basta!!!

Dizer que os anjos não têm sexo é sem fundamento bíblico. Em Mateus 22:30 [c1][c2](e Mc 12:35 e Lc 20:35, 36) Jesus não diz que os anjos não têm sexo. Ele diz que nós (os salvos) seremos como os anjos de Deus NOCÉU.[2] Quando estão aqui na Terra os anjos adquirem forma humana: corpo e aparência.

Em favor dessa conclusão basta ler Gênesis 18 e 19 (em especifico 18:1-3, 16, 22 e 19:1) onde 2 anjos se “materializam” juntamente com Deus, COMEM[3] uma refeição com Abrão e vão até Sodoma tirar Ló de lá.[4] Também vemos em Hebreus 13:3 Paulo dizendo-nos que não devemos esquecer a hospitalidade “porque porela alguns NÃO o sabendo, hospedaram anjos”. Para que nós não reconheçamos um anjo é necessário que ele assuma forma humana.

Ainda podemos mencionar como evidência que os anjos têm sexo a referência a eles por palavras  de gênero masculino, incluindo substantivos próprios: vide  “ o HOMEM Gabriel” em Dn 9:21 e  “o ANJO Gabriel” em Lc 1:26; vide Dn 10:13,21; 12:1; Jd 9; Ap 12:7 (relacionados...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • teologia da libertação
  • Teologia da libertação
  • teologia da libertação
  • teologia da libertaçao
  • teologia da libertação
  • Teologia da libertação
  • Teologia da libertação
  • Teologia da libertação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!