Cempre 2009: diferença salarial por nível de escolaridade é maior do que por sexo

Páginas: 11 (2566 palavras) Publicado: 25 de maio de 2011
CEMPRE 2009: diferença salarial por nível de escolaridade é maior do que por sexo
Pela primeira vez, o Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) apresenta informações referentes ao sexo e ao nível de escolaridade das pessoas assalariadas. Em 2009, as 4,8 milhões de empresas e outras organizações integrantes do CEMPRE reuniam 40,2 milhões de assalariados, sendo que 23,4 milhões eram homens (58,1% dototal) e 33,6 milhões não tinham nível superior (83,5% do total). Embora houvesse diferenças salariais significativas entre homens e mulheres – eles ganhavam 24,1% a mais –, a desigualdade era maior entre os trabalhadores com e sem nível superior: aqueles que concluíram faculdade recebiam um salário 225% maior. Os homens eram maioria em 15 das 20 atividades econômicas. As microempresas tinham amaior proporção de mulheres (45,1%) e a menor de assalariados com nível superior (4,7%). As grandes empresas empregavam 57,7% dos assalariados com nível superior e um em cada cinco desses trabalhava na indústria de transformação. Santa Catarina foi o estado com maior participação de mulheres (39,6%) no pessoal assalariado e o Distrito Federal tinha a maior proporção de profissionais com diplomauniversitário (13,2%).
Considerando apenas as entidades empresariais, o número de assalariados aumentou 4,6% na comparação de 2009 com o ano anterior, uma redução no ritmo de crescimento: o acréscimo havia sido de 9,1% em 2007 e de 6,5% em 2008. As indústrias de transformação ficaram em nono lugar na geração de novos empregos em 2009, tendo ocupado a primeira posição em 2007 e a terceira em 2008. OParaná ultrapassou o Rio Grande do Sul em pessoal assalariado nas empresas.
O CEMPRE reúne informações cadastrais e econômicas de empresas e outras organizações (administração pública, entidades sem fins lucrativos, pessoas físicas e instituições extraterritoriais) formalmente constituídas presentes no país e suas respectivas unidades locais (endereços de atuação das empresas e outrasorganizações). A publicação completa das Estatísticas do CEMPRE está disponível na página www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/cadastroempresa/2009/.
As empresas e outras organizações formais ativas cadastradas no CEMPRE ocupavam 46,7 milhões de pessoas em 2009, sendo 40,2 milhões (86,1%) como pessoal ocupado assalariado e 6,5 milhões (13,9%) na condição de sócio ou proprietário. Os salários e outrasremunerações pagos totalizaram R$ 781,9 bilhões. O salário médio mensal foi de R$ 1.540,59, equivalente a 3,3 salários mínimos (o valor médio do salário mínimo mensal era de R$ 461,15).
Na comparação com o ano de 2008, houve um incremento de 5,2% no total de empresas e outras organizações, de 4,6 para 4,8 milhões. O pessoal ocupado total cresceu 4,7%, de 44,6 para 46,7 milhões, e o contingente deassalariados também cresceu 4,7%, de 38,4 milhões para 40,2 milhões de pessoas. O salário médio mensal aumentou 4,7%, em termos reais, passando de R$ 1.471,07 para R$ 1.540,59.
Três atividades econômicas se destacaram no estudo, representando juntas 56,1% do pessoal ocupado total, 56,3% do pessoal ocupado assalariado e 57,9% dos salários e outras remunerações: administração pública, defesa eseguridade social, indústrias de transformação e comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas.
Assalariados com nível superior recebem salário 225,0% maior
Do total de 40,2 milhões de pessoas ocupadas assalariadas nas organizações ativas no CEMPRE, 23,4 milhões eram homens (58,1% do total). Segundo o nível de escolaridade, 33,6 milhões desses assalariados não tinham nível superior (83,5%do total). A diferença salarial por nível de escolaridade se mostrou mais acentuada do que a diferença por sexo:

O salário médio mensal em 2009 era de 3,3 salários mínimos, ou R$ 1.540,59. Os homens recebiam em média 3,6 salários mínimos, 24,1% acima do recebido pelas mulheres (2,9 salários mínimos), ou seja, o salário recebido pelas mulheres correspondia a 80,6% do salário recebido...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O Brasil é o país com a maior diferença salarial entre pessoas com níveis de escolaridade diferentes, de...
  • Diferença salarial
  • Diferença entre os sexos
  • Desnutrição e baixo nivel de escolaridade
  • reclamação trabalhista diferença salarial
  • DIFERENÇA SALARIAL ENTRE GENEROS
  • Apuração de diferenças salariais
  • Diferenças sociais entre os sexos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!