Caso Emma

Páginas: 5 (1158 palavras) Publicado: 28 de outubro de 2013
PROJETO PARA UMA PSICOLOGIA CIENTÍFICA (1950 [1895]), Vol. I
PARTE II, PSICOPATOLOGIA [4] A Proton Pseudos [Primeira Mentira] Histérica (1)

Texto sobre a Gênese da sintomatologia histérica.

CASO:
Emma é uma paciente de Freud que chega a seu consultório apresentando a compulsão de não conseguir entrar em lojas sozinha.

No decorrer da análise, apresentou uma lembrança como motivopara isso:

Cena I: Aos 12 anos (pouco depois da puberdade)– Emma entrou em uma loja, lá estavam dois vendedores (um deles ela se lembra) que estavam rindo juntos. Com isso saiu correndo assustada, “espécie de afeto de susto” – em relação a isso se lembra que estariam rindo das suas roupas e confessa que um deles a havia agradado sexualmente.

1a “mentira histérica” - Para Freud essa associaçãoriso/roupa não se coloca logicamente, já que Emma se veste bem. Não faz sentido - “Pq ririam dela?”

Para Freud, essa cena não é suficiente para explicar o sintoma neurótico, visto que desde que se tornou moça Emma vestia-se bem, além disso, seu sintoma não tinha a ver com as roupas, mas com a situação de estar desacompanhada ao entrar na loja.

Apresentava uma fobia em estar sozinha emlojas, como nos casos de agorafobia, até a companhia de uma criança seria suficiente para ela se sentir segura.

o fato de um dos vendedores tê-la agradado também é incongruente para Freud. Para isso, também não faria diferença estar acompanhada ou não. – “as lembranças despertadas não explicam nem a compulsão nem a determinação do sintoma”.

A análise segue até o momento em que emerge umaoutra lembrança, bem mais arcaica, da qual ela nega ter se lembrado no momento da cena da loja.

Cena II: Aos oito anos de idade ela tinha ido duas vezes a uma confeitaria comprar doces. Na primeira vez o dono colocou a mão em seus órgãos genitais, por cima da roupa. Emma não se incomodou com o fato, tanto é que voltou à venda.

No momento em que entrou em contato com esta lembrança,recriminou-se por retornar a confeitaria, pensando que seria uma forma de incentivar a investida do vendedor.

Após saber deste fato, Freud concluiu (e Emma também indica), através de um vínculo associativo que: o riso na Cena I substituía o sorriso do vendedor da confeitaria.

O riso dos vendedores a fez lembrar-se do sorriso com o que o dono da confeitaria acompanhou sua investida.

O riso dosvendedores evocou inconscientemente a lembrança do dono da confeitaria. + uma semelhança: estava sozinha nas duas cenas.

Aos 12 anos (idade na qual já existe uma maturidade sexual por parte da paciente), o evento passado foi ressignificado, a partir de uma liberação sexual convertendo em angústia, o que a fez ela saísse correndo da loja (temendo que os vendedores pudessem repetir o episódioanterior). Ou seja: o primeiro evento foi ressignificado num segundo tempo. A partir dessa lembrança, forma o sintoma (recalque). - uma excitação sexual que aparece transformada em pânico

O fato de Emma se sentir atraída por um dos vendedores aos doze anos é o que permite a ligação associativa com o atentado anterior.

Deste modo, a lembrança desperta um afeto que não pôde ser suscitado nopassado. A puberdade tornou possível uma interpretação diferente do acontecimento.

Modelo da formação do sintoma, continua sendo 2 tempos – desenvolvimento lógico a um primeiro evento.

Esquema da formação do sintoma:

Pontos negros: aquilo que foi lembrado: os vendedores da cena I, o riso da cena I, a roupa da cena I e a liberação sexual.

Pontos brancos: aquilo que foi recalcado: oproprietário da confeitaria da cena II, o atentado, as roupas e o sintoma (não conseguir entrar em lojas sozinha e sair correndo).

Nada do processo penetrou na consciência, a não ser o elemento “roupas”; e o pensamento conscientemente operante estabeleceu duas conexões falsas: 1) que riam dela por causa da roupa e, 2), que ela havia ficado sexualmente excitada por um dos vendedores.

Pontos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Livro emma jane austen
  • Perfil Bibliográfico Emma Bovary
  • Obra e vida emma goldman
  • Fichamento emma matheus
  • Biografia de EMMA GOLDMAN
  • vida de Emma Wedgwood e filhos
  • Analise Do Texto Emma Zunz
  • Casos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!