CASO CHEVRON BACIA DE CAMPOS

Páginas: 8 (1781 palavras) Publicado: 4 de junho de 2015
CHEVRON E A BACIA DE CAMPOS
INTRODUÇÃO
O Campo Frade fica na Bacia de Campos, a uma profundidade de 1.128 m (3,700 pés), a cerca de 370 km (230 milhas) a nordeste do Rio de Janeiro.
A Chevron Brasil Upstream Frade, afiliada da Chevron Corporation, opera e detém uma participação de 51,74% deste campo em parceria com a Petrobras (30%) e a Frade Japão Petróleo Ltda.(18,26%). A primeira produção noCampo Frade teve início em 2009.
O VAZAMENTO
7/11: Início do vazamento. Neste dia, Chevron detecta uma falha durante a perfuração
8/11: Chevron recebe um telefonema da Petrobras informando que havia uma mancha de óleo próxima a uma plataforma da estatal no Campo de Roncador
9/11: À noite, Chevron descobre o vazamento e avisa ao Ibama e à Agência Nacional do Petróleo (ANP) no dia seguinte
10/11:Chevron estima volume da mancha em 60 barris, a 120 km da costa, e diz que a causa é desconhecida
(Imagem explicando o panorama do vazamento)

*Comentário OFICIAL E ATUAL da Chevron a respeito:
“Em novembro de 2011, foi identificado um afloramento no Campo Frade. A resposta da Chevron ao incidente foi rápida e responsável, dentro dos melhores padrões da indústria”


PROPORÇÕES E CONSEQUÊNCIAS11/11: Mancha já atinge 60km2, segundo dados preliminares do Ibama, que considera o acidente como de porte médio
12/11: Chevron informa que mancha é formada por entre 404 barris e 650 barris de petróleo
13/11: Petroleira americana diz que volume total do vazamento continua em até 650 barris e informa que uma frota de 17 navios de apoio trabalham na operação de controle da mancha. Segundo a empresa,neste dia, a fonte do vazamento é estancada
14/11: Mancha de óleo dobra de tamanho e extensão, atingindo 163km2, segundo a ANP. Já a Chevron volta a afirmar que o volume da mancha continua estimado entre 404 barris e pouco mais de 650 barris. A ANP, porém, estima que vazamento seja de 200 a 300 barris por dia
15/11: Empresa diz estar avançando no selamento do poço. O volume da mancha ainda éestimado em 650 barris pela companhia americana.
16/11: Polícia Federal (PF) anuncia a instauração de inquérito para apurar o acidente. Segundo o delegado Fábio Scliar, a Chevron estaria "omitindo informações" e "o acidente parece ser mais grave". Ainda segundo ele, a rachadura no solo de onde o óleo vaza tem extensão de 280 metros a 300 metros. Petroleira mantém informação de que volume vazado desde oinício do acidente é de 400 barris a 650 barris. Para a ANP, o volume é de mil barris. Agência diz que fechamento do poço começou às 12h30m deste dia e que seria concluído em 20 horas, enquanto Chevron dissera que o fechamento começara no dia 13. Delegado diz que equipe só viu um barco dando apoio à operação, já a Chevron dissera, também no dia 13, que havia 17 embarcações
17/11: Para a Chevron,volume da mancha na superfície cai para 65 barris. Já o geólogo John Amos, da ONG SkyTruth, estima que entre 9 e 12 de novembro tenham vazado 3.738 barris por dia, totalizando ao menos 15 mil barris no oceano. A ANP, por outra parte, diz que derramamento seria de 3,3 mil barris desde o dia 7. Chevron informa que operação de cimentação do poço continua
18/11: O delegado da PF Scliar investigadenúncia de que Chevron teria trazido funcionários estrangeiros sem autorização para trabalhar em suas plataformas de petróleo. Presidente da petroleira no Brasil, George Buck, dá a primeira entrevista coletiva sobre o acidente e diz que, desde o dia 13, a fonte do vazamento de petróleo foi interrompida. Para isso, foi injetada lama pesada. Segundo Buck, o óleo que continua a vazar é residual e éimpossível calcular o volume que vazou porque uma parte evapora ou se degrada e a outra é dispersada pelas correntes marinhas. Para Buck, volume de óleo ainda existente no local é de apenas 18 barris. Já ANP, Ibama e Marinha informam que, em sete dias, de 1.400 barris a 2.310 barris vazaram no Campo de Frade. A Chevron insiste no vazamento de 650 barris. A extensão da mancha cai para 18 km e área, para...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Caso Chevron
  • Bacia de Campos
  • BACIA DE CAMPOS
  • Bacia de campos
  • O vazamento de óleo na bacia de campos
  • Sistema petrolífero bacia de campos
  • Petróleo na Bacia de Campos e Santos
  • Desastre na bacia de campos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!