case

Páginas: 21 (5132 palavras) Publicado: 14 de julho de 2014
De acordo com o site redepeabirus, uma prestadora de serviço e quando se coloca no mercado disposto a vender um serviço , estando certo que não conseguira evitar esse relacionamento direto para realizar o ato humano de troca.prestar serviço tem o objetivo de resolver o problema do outro com informações, sugestões ou atividades .Quem presta um serviço tem que se preparar profi9ssionalmentepara faze-lo , o pr4estador de serviço existe para fazer aquilo que a outra pessoa não, não pode,não quer ou não precisa fazer por si mesma.O profissional que presta um serviço tem por obrigação de prestar um serviço de alta qualidade que atenda e ate mesmo supere as expectativas do cliente.
E necessário que se tenha em mente que o comprador dos serviços e uma pessoa , mesmo que os serviçosesteja sendo pago por uma empresa .Salienta ainda o autor que algumas vezes quem oferece um serviço se preocupa apenas com o conteúdo do que esta apresentando e não com a forma, e uma engano, a forma abre caminho para um exame de copetencia . Em um mercado tao competitivo , não se pode acreditar exclusivamente na aparência e no valor insitrico de um serviço , tem que acreditar no capitalintelectual do prestador de serviço.
Conforme menciona no blog do professor Luiz Carlos Gaspareto, o Houve uma época na economia do país em que importante era a agricultura, que nos oferecia os alimentos necessários para vivermos. Os serviços oferecidos à população (poucos, diga-se de passagem) eram normalmente realizados ou por escravos ou por quem não podia, pelas suas condições físicasprincipalmente, trabalhar na dura labuta da lavoura: idosos, mulheres e deficientes.
Isso levou a prestação de serviços a ser considerada como uma atividade de segunda classe, porque os serviços eram prestados por pessoas também consideradas, na época, como de segunda classe.
Em seguida entramos na área industrial, surgem as fábricas e com isso a importância da agricultura na economia foi dividida com aindústria. As fábricas que começavam a surgir necessitavam de mão de obra especializada, mas ai encontravam uma dificuldade: a escassez de trabalhadores especializados. Nossa mão de obra era formada por trabalhadores do campo, por muitos imigrantes que também eram camponeses e ex-escravos. Todos sem especialização em indústria naturalmente.
As empresas começaram a treinar todo esse pessoal e ostransformaram numa categoria ainda inexistente: a de operários especializados. Enquanto isso, pessoas não qualificadas para a agricultura e indústria continuavam trabalhando apenas na prestação de serviços, e com isso era reforçada a imagem de atividade sem prestígio, de segunda categoria.
A imagem que se fazia, mesmo entre os que trabalhavam nessa área, era que prestar serviço era o mesmo do queservir, e isso era pejorativo, porque lembrava a época da escravidão, com o escravo servindo o seu senhor de maneira muitas vezes humilhante. Não fica difícil entender porque prestar serviços era algo que não conseguia comprometer as pessoas que se dedicavam a essa atividade, a maioria o fazendo de má vontade ou apenas até o momento em que conseguiria outra atividade melhor considerada.
Mas as coisasforam mudando. Dificuldades de transporte e locomoção, saturação de empresas e outras dificuldades forçaram as indústrias a se mudarem, saindo das cidades industrializadas e procurando novas regiões (principalmente no interior) que oferecessem melhores condições de operação.
E aí surgiram problemas para essas cidades “abandonadas” pelas indústrias: como manter a arrecadação? Como empregar ostrabalhadores que não acompanhariam as mudanças para o interior?
A saída foi apostar e incrementar em atividades de prestação de serviços e as regiões antes industrializadas assumiram de vez atividades ligadas ao lazer, a informática, a propaganda e todas aquelas ligadas ao profissional liberal ou pequenas empresas de prestação de serviços pessoais (lavanderias, livrarias etc).
E a prestação de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Cases
  • Case
  • CASE
  • case
  • Case
  • Case
  • case
  • Case

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!