CARVALHO OLAVO DE A ARTE DE ESTUDAR

Páginas: 73 (18010 palavras) Publicado: 8 de agosto de 2015
Sapientiam Autem Non Vincit Malitia
www.seminariodefilosofia.org

Sobre a Arte de Estudar
Curso intensivo por
OLAVO DE CARVALHO
Instituto Cultural Brasil-Alemanha, Salvador BA, 9-11 de novembro de 1995
COLEÇÃO DE TEXTOS AUXILIARES

1
ORGANIZAÇÃO DOS ESTUDOS. CONDIÇÕES PRÉVIAS

1. Antes de planejar o que quer que seja
Todo e qualquer plano é constituído basicamente de quatro coisas:
a) umadescrição do objetivo;
b) conhecimento e posse de um conjunto de meios;
c) escalonamento cronológico dos atos;
d) controle do estado das coisas em cada etapa.
Esses quatro itens, por sua vez, dependem de um criterioso conhecimento do terreno
onde vai se desenrolar a execução do plano. Começaremos, portanto, pela discussão do terreno, e
procederemos mediante comparação com outros terrenos onde outraspessoas conceberam e
levaram a cabo planos semelhantes.
Vamos citar alguns exemplos. No seu livro Como se Faz uma Tese, Umberto Eco enuncia
uma série de regras para a organização dos estudos tendo em vista que o aluno tenha por objetivo
tornar-se um intelectual de profissão no quadro dos estudos humanísticos da universidade
européia e mais particularmente italiana. O terreno escolhido delimitaclaramente o objetivo, os
meios, o cronograma e as formas de controle. É claro que uma parte das técnicas sugeridas pelo
autor se aplica com utilidade em outros contextos, podendo servir a um estudante universitário
brasileiro ou mesmo a um pesquisador independente fora do quadro universitário; também é
claro que grande parte das sugestões indicadas se transforma, neste último caso, em sobrecarga
inútil, eque o pesquisador independente encontraria outros problemas, para os quais o livro
dirigido ao universitário italiano não oferece solução.
Um outro livro muito conhecido é A Arte de Ler, de Mortimer J. Adler. Ele se dirige
essencialmente ao homem comum, ao comerciante, ao trabalhador, ao pai de família, dotado de
boa formação ginasial, de um conhecimento suficiente da língua inglesa, masprofissionalmente
alheio à ocupação intelectual. Suas técnicas destinam-se a fornecer a este homem os meios de
posicionar-se no quadro das idéias e valores cujo intercâmbio e conflito constituem a trama
básica da cultura Ocidental, e fazê-lo num prazo razoavelmente curto, quatro ou cinco anos. O
ideal é fazer do cidadão comum um observador consciente desse teatro das idéias, não
propriamente umparticipante ativo.
Ambos esses livros pressupõem um quadro social estável e perfeitamente definido, no
qual a função intelectual ocupa um lugar bastante claro. Se as universidades italianas estivessem
em fase de experiência e mudassem de programa e de exigências curriculares todo ano, ou se a
sociedade americana estivesse num estado de crise permanente que dissolvesse o quadro de
estabilidade que garanteos lazeres e o equilíbrio psicológico da classe média, nem Umberto Eco
Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra pode ser reproduzida, arquivada ou
transmitida de nenhuma forma ou por nenhum meio, sem a permissão expressa do autor.

1

Sapientiam Autem Non Vincit Malitia
www.seminariodefilosofia.org

poderia descrever com tanta facilidade os caminhos que levam ao sucesso acadêmico,nem Adler
conseguiria com tanta desenvoltura comunicar ao cidadão americano uma imagem de conjunto
da cultura do Ocidente.
Os quadros sociais críticos e turvos embaralham os dados necessários à compreensão do
terreno, à delimitação da nossa posição nele e à concepção do plano. No quadro brasileiro, a
descrição dos meios e etapas para uma formação intelectual não podem de maneira alguma
resumir-senem nas receitas de sucesso acadêmico de Umberto Eco, nem no otimismo
humanístico da idéia de ″cultura geral( pressuposta por Adler. O problema, para nós, é
enormemente mais complexo. Temos de levar em conta alguns fatos que intimidariam o mais
arrogante dos acadêmicos europeus e fariam desanimar o mais confiante dos americanos.
Dentre esses fatos, o mais desanimador é a enorme complexidade da...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • olavo carvalho
  • OLAVO DE CARVALHO
  • Olavo de carvalho
  • Olavo de carvalho
  • OLAVO DE CARVALHO
  • Olavo de Carvalho
  • A filosofia e seu inverso, por Olavo de Carvalho
  • 245413707 Apostilas Olavo De Carvalho

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!