Carreiras Jurídicas

Páginas: 51 (12708 palavras) Publicado: 27 de junho de 2014
DIREITO PENAL – TEORIA GERAL DA NORMA

Prof. Rogerio Sanches

Conceito:

- Sob o aspecto formal (estático): conjunto de normas que qualifica certos comportamentos humanos como infrações penais, define os seus agentes e fixa sanções a serem-lhes aplicadas.

- Sob o aspecto material: o direito penal refere-se a comportamentos considerados altamente reprováveis ou danosos ao organismosocial, afetando bens jurídicos indispensáveis à própria conservação e progresso da sociedade.

- Sob o aspecto sociológico (dinâmico): o direito penal é mais um instrumento de controle social, visando assegurar a necessária disciplina para a harmônica convivência dos membros da sociedade.

Quem viola regras, pratica infrações. E esse controle social existe em diversos ramos (penal, civil etc).Quando a conduta atenta contra bens jurídicos especialmente tutelados, merece reação mais severa por parte do Estado, valendo-se do direito penal.

Direito Penal x Criminologia x Política Criminal:

O direito penal estuda o crime enquanto norma. Define quais fatos devem ser rotulados como crimes ou contravenções, anunciando as penas. Define, por exemplo, a lesão no ambiente doméstico como crime.A criminologia é uma ciência que estuda o crime enquanto fato. Ela estuda o criminoso, a vítima, o comportamento da sociedade. Estuda, por exemplo, quais os fatores que contribuem para a violência doméstica.

A política criminal trabalha as estratégias e meios de controle social da criminalidade. Define o crime enquanto valor. Estuda, por exemplo, como diminuir a violência doméstica.Missão do Direito Penal:

-> Missão Mediata (indireta): são suas:
. controle social
. limitação ao poder de punir do Estado

Se de um lado o Estado controla o cidadão, de outro lado é necessário também limitar o seu próprio poder de controle, evitando hipertrofia da punição.

-> Missão Imediata:
2 correntes: - Proteger bens jurídicos (Roxin): funcionalismo teleológico- Assegurar o ordenamento jurídico, a vigência da norma: funcionalismo sistêmico




Direito Penal e a Classificação doutrinária:

1) Direito penal substantivo x adjetivo:

O dir. penal substantivo corresponde ao dir. penal material.
O dir. penal adjetivo corresponde ao dir. penal processual. É uma classificação ultrapassada, que existia quando o processo penal eraapenas um instrumento do direito penal, e não um direito autônomo.

2) Direito penal objetivo X subjetivo:

O dir. penal objetivo corresponde ao conjunto de leis penais em vigor no país.
O CP, a lei de drogas, lei de contravenções por exemplo, fazem parte do DPO.

O dir. penal subjetivo consiste no direito de punir do Estado.

Mas um não vive sem um outro.
O DPO de nada adianta se nãohouver para o Estado um direito de punir.
Também não adianta nada o Estado ter esse direito, mas não ter uma lei que não o embase.

O direito penal subjetivo se divide em:
- Positivo: trata da criação e execução das normas penais. A união, através do CN, edita normas. O Estado, através de seus órgãos, faz a administração penitenciária.
- Negativo: é o poder de derrogar normas penais, derestringir o seu alcance. Quem faz isso é o STF, principalmente, através do controle de constitucionalidade.

Mas o direito de punir do Estado não é absoluto, mas sim limitado, condicionado.
Como visto, o dir. penal tem como meta mediata limitar o poder de punir do Estado.
Existem alguns limites importantes a esse direito de punir. São garantias do cidadão, como:
- Quanto ao modo: o direito depunir deve respeitar direitos e garantias fundamentais (Ex: principio da dignidade da pessoa humana).
- Quanto ao espaço: em regra, aplica-se a lei penal aos fatos ocorridos no território nacional (artigo 5º do CP). É um limite que impede o Estado de ferir soberanias (há exceções).
- Quanto ao tempo: o direito de punir não é eterno. A maior prova disso é a prescrição.
Prescrição é o limite...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • carreiras juridicas
  • Carreiras jurídicas
  • Carreira juridica
  • A carreira juridica
  • Carreiras juridicas
  • Ética nas carreiras jurídicas
  • Poder judiciário
  • A Carreira Juridica No Brasil Cotemporâneo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!