Capelania Hospitalar

Páginas: 15 (3511 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
CAPELANIA HOSPITALAR
ESCOLA INTERNACIONAL DE MINISTÉRIOS

INTRODUÇÃO

O sofrimento, a
dor, a enfermidade e o
momento
de
crise
destes
pequeninos
irmãos, justificam
a
presença do cuidado
pastoral no campo da
saúde
espiritual
e
emocional solicitando
como um facho de luz.
Por todas as evidências
percebemos que Jesus
dava
enorme
importância à visitação
dos enfermos.

d)
e)f)
g)

h)
i)

j)

PORTANTO, VISITAR
E CONFORTAR SÃO:
a) Empatizar com os
que sofrem;
b) Levar uma palavra
de esperança aos
desesperados;
c) Dizer que vale a
pena viver apesar

k)

das
dificuldades
existentes na vida;
Amar a Deus e ao
próximo;
Levar alguém a ter
alegria de aceitar o
que
é
e,
se
conformar, com o
que tem;
Fazer uma vida feliz
e ser feliz também;Compartilhar
o
amor, a paz e a
realização que Deus
nos dá;
Excluir da nossa vida
as palavras: Derrota
e Desesperança;
Levar aos pés de
Cristo, toda causa
dos
oprimidos,
amargurados,
desesperançosos;
Compartilhar
com
alguém,
que
o
sofrimento,
as
dificuldades da vida
é um meio pelo qual
crescemos
em
direção Deus, do
próximo, e de nós
mesmos.
A importância do
Ministérioda
Visitação está ligada
diretamente
ao
número de pessoas
que
passa
pelos
hospitais em todo o

A Escola
Internacional de
Ministérios –
Estem Brasil é
uma entidade
cristã, assistencial,
educacional e
cultural que tem
como finalidade
preparar capelães
e visitadores
religiosos,
organizar e reunir
capelanias
hospitalares,
oferecendo-lhes
um contínuo
aprimoramento emquestões de
teologia e saúde.
“Trabalhando sempre
para valorizar o ser
humano”.
Pr. Márcio Rodrigues
Diretor Geral

Capelania Hospitalar

Ao visitarmos um
Interno ou enfermo no
hospital, como diz as
escrituras
estamos
visitando
o
próprio
Senhor Jesus: "... Estive
enfermo
e,
me
visitastes; ... sempre que
o fizestes a um destes
meus irmãos, mesmo
dos mais pequeninos, a
mim ofizestes”.

INSTITUCIONAL

1

ESCOLA INTERNACIONAL DE MINISTÉRIOS

O VISITADOR, SUA
FUNÇAO E SUAS
ATIVIDADES
Assuntos que devem
ser
avaliados
com
respeito ao trabalho
com os enfermos:
Temos
que
respeitar o ambiente, a
estrutura
local
e
trabalhar dentro das

normas estabelecidas.
Como evangélicos a
Constituição Brasileira
nos dá direitos de
atender os doentes,
porém não éum direito
absoluto.
Devemos
fazer nosso trabalho
numa forma que não
atinja os direitos dos
outros.

esperança de maneira
realística
e
com
integridade.
Tenha
cuidado
com
promessas feitas em
nome
de
Deus.
Podemos
levar
palavras seguras, mas
devemos
evitar
a
criação
de
uma
esperança falsa.

Como é que você
encara uma doença
ou
o
sofrimento
humano? Tem que
avaliarsuas atitudes,
seus
medos,
suas
ansiedades, etc.

Observar
e
respeitar as visitas de
outros grupos. Faça seu
ministério sem competir
ou entrar em conflitos.
Seja
uma
boa
testemunha.

Nem todos podem
entrar numa enfermaria
ou visitar um doente no
lar, porque não é fácil
lidar com situações
que
envolvem
o
sofrimento humano.

Saiba utilizar bem
nossos instrumentos deapoio que são: oração,
a Bíblia, apoio da
igreja, e a esperança
em Jesus Cristo, o
Médico dos Médicos.

Quando visitamos
os pacientes devemos
estar
atentos
aos
sentimentos
e
preocupações
deles.
Nossa agenda precisa
priorizar os assuntos que
eles desejam abordar.

Ore e confie no
Espírito Santo para lhe
ajudar.

Como cristão em
Jesus temos algo que
todos
desejam:
Esperança.Deve
expressar
esta

Aprenda algumas
normas,
regras,
e
orientações para visitar
aos Enfermos.

Aprenda os textos
Bíblicos
apropriados
para usar nas visitas ou
nos lares dos enfermos.

Capelania Hospitalar

mundo, que é bem
maior
que
pelas
igrejas. No hospital, a
mente e o coração
estão
geralmente
abertos
à
mensagem
do
evangelho.
l) Hoje,
a
ciência
médica...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Capelania Hospitalar
  • Capelania Hospitalar
  • Apostila de Capelania Hospitalar
  • Capelania
  • CAPELANIA
  • Capelania
  • Capelania
  • Capelania

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!