CAPÍTULO 3 A ESCOLA E A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO (RESENHA)

Páginas: 5 (1084 palavras) Publicado: 23 de novembro de 2013
“A escola e a construção do conhecimento”, o autor Mario Sergio Cortella faz uma análise sobre o processo de construção do conhecimento, mostrando que a escola possui, ainda, uma visão do conhecimento como algo pronto em si mesmo e sem nenhuma relação com a produção histórica. Outra visão presente no meio escolar é a de que o conhecimento também pode ser visto como um objeto mágico,transcendental.
O conhecimento repassado aos alunos é de um conhecimento não relacionado com a vida real dos alunos, uma vez que não se permite aos alunos perceberem como ocorre o processo de construção do conhecimento e a relação existente entre o conhecimento científico e o senso comum no cotidiano das pessoas. Enquanto isso, a visão de mundo transmitida pela mídia, por exemplo, é de uma noção triunfalistada ciência como sendo um saber infalível e absoluto.
Cortella deixa bem claro que todo profissional que trabalha com a educação, antes de tudo, ele trabalho com uma ferramenta chamada conhecimento, que será o objeto principal de nossas atividades. Portanto, não podemos olhar para este objeto apenas com um olhar cientifico. E como diferenciar esta visão? Observando o conhecimento que é produzidono dia-a-dia no interior da escola.
Relativizar: Caminho para romper a mitificação, negar a compreensão das condições históricas, culturais do conhecimento ao educando acaba se reforçando a mitificação, incapacitando o de pensar. Os conhecimentos precisam de uma relativização para se configurar, o conhecimento é fruto de uma convenção.
O papel da relativização como uma necessidade paraconstrução do conhecimento e um caminho para se vencer a mitificação. Por isso, escreve que o conhecimento nasce de acordos circunstanciais e convencionais apresentando-se como verdade absoluta. Entretanto, tais acordos não devem ser encarados como a única possibilidade de interpretação.
A relativização permite compreender que os mitos têm a função de transformar as coisas naturais em objetos ouacontecimentos sobrenaturais, coisas simples, que muitas vezes podem ser explicadas em coisas fantásticas ou mágicas. Criando assim, uma compreensão distorcida da realidade. Logo, a necessidade de compreender e de “relativizar” a realidade do mito, da religião e do senso-comum é uma forma de construção do saber.
Intencionalidade: Erro e pré-ocupação saber pressupõe intencionalidade, o método é a ferramentade execução, não garante exatidão, mas aproximação da verdade que depende da intencionalidade que é social e histórica. O conhecimento não é neutro, há valores embutidos. O ensino do conhecimento científico é resultado do processo e não estão isento de equívocos. Errar é decorrência da busca, só quem não busca não erra. É através de uma pré-ocupação prévia de um assunto que se constrói o saber,porque a partir dela se instiga a pesquisa.
A intencionalidade, a pré-ocupação e o erro como instrumentos para elaboração e reelaboração do conhecimento, pois todo saber pressupõe uma intencionalidade. Sendo assim, não existe busca pelo saber sem uma finalidade.
O método é visto como instrumento de intencionalidade, onde propiciar a mais completa consecução da finalidade é fazer uso de um bommétodo. Já a relação existente entre intencionalidade e a aproximação com a verdade depende dos valores sociais e históricos presentes nessa intencionalidade, uma vez que é através dessa intencionalidade que pode ser produzida a visão que se tem do mundo. Assim, os seres humanos como geradores de intenção passam a ser vistos também como métodos, pois a nossa existência é resultado do que pensamos efazemos.
O erro através das experiências sucessivas tem a função de elaboração e reelaboração no processo de construção do conhecimento. Por isso, o ensino deve partir das preocupações do mundo real, com suas contradições e acertos.
Ritualismo: encantamento e princípios o universo do aluno e os conteúdos escolares resultam de diferentes avaliações da escola por docentes e discentes. O...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo capítulo 3 do livro GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTOS Lana cavalcanti
  • conhecimento cientifico capitulo 3
  • A Escola e a construçao do conhecimento
  • Capitulo 3
  • Resenha Capítulo 3 Giambiagi
  • Resenha Papanek
  • Resenha critica do capitulo 3.
  • Resenha Dos Capitulos 2 E 3

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!