Calculo estrutural

Páginas: 37 (9127 palavras) Publicado: 11 de setembro de 2014
UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP
Campus Anchieta
Engenharia Civil - 7° semestre

Cálculo Estrutural de uma Laje e Viga
de Concreto Armado

Jorge Luis Medeiros Paulino – RA: B01JIE-9
Marcelo Monteiro da Costa – RA: A768GA-3

São Paulo, 11 de abril de 2014.

Sumário
Introdução

4

1. Laje
1.2 Definição
2. Laje Maciça
2.1 Classificações quanto a Direção.

5
5
5
6

3.Vinculação nas Bordas

8

4. Ações a Considerar

13

4.1 Peso Próprio

14

4.2 Laje Armada em Duas Direções

15

4.3 Laje Armada em Uma Direção (Parede sobre a Laje)

16

4.4 Espessura Mínima

18

4.5 Momentos Fletores Solicitantes

19

4.6 Laje Armada em Uma Direção (Vão da Laje)

19

4.7 Laje Armada em Duas Direções

23

Exercício

26

5.1 Laje Armada em uma Direção26

5.2 Laje Armada em Cruz

29

Viga

32

6.1 Definição

32

6.2 Altura e Largura das Vigas

33

6.3 Estabilidade Lateral de Viga

34

6.4 Cargas Verticais nas Vigas

35

6.5 PESO PRÓPRIO

35

6.6 PAREDES

36

6.7 OUTRAS VIGAS

36

5

6

6.8 COMPORTAMENTO R ESISTENTE DE VIGAS SUBMETIDAS À FLEXÃO E A
FORÇA CORTANTE
7

37

DOMÍNIOS DE DEFORMAÇÃO41

7.1 DOMÍNIO 2

42

7.2 DOMÍNIO 4

43

7.3 SEÇÃO RETANGULAR COM ARMADURA S IMPLES

44

7.4 EQUAÇÃO DE EQUILÍBRIO

44

7.5 EQUILÍBRIO DE FORÇAS NORMAIS
7.6 EQUILÍBRIO DE MOMENTOS FLETORES.
8. EXERCÍCIOS

46
48

8.1 CALCULAR E DETALHAR A ARMADURA LONGITUDINAL PARA A VIGA DE
CONCRETO ARMADO ABAIXO, NA SEÇÃO DE MAIOR MOMENTO,
DIMENSIONANDO- A COMO PEÇA SUB- ARMADA.48

9. CONCLUSÃO

53

10. Referência Bibliográfica

53

Lista de Imagens

Imagem 1

Vão da laje retangular armada em uma direção.

4

Imagem 2

Vãos da laje retangular armada em duas direções.

5

Imagem 3

Viga de borda como apoio simples para a laje.

6

Imagem 4

Laje em balanço engastada na viga de apoio.

6

Imagem 5

Lajes adjacentes com espessurasmuito diferentes.

7

Imagem 6

Lajes parcialmente contínuas.

8

Imagem 7

Engastamento elástico na continuidade das lajes decorrente.

8

Imagem 8

Convenção de estilo de linha para os vínculos engaste.

9

Imagem 9

Tipos de lajes em função dos vínculos nas bordas.

10

Imagem 10

Peso próprio calculado para 1 m².

11

Imagem 11

Parede paralela à direçãoprincipal da laje armada em uma direção.

14

Imagem 12

Parede perpendicular à direção principal da laje armada em uma direção. 15

Imagem 13

Momentos fletores em laje armada em uma direção.

Imagem 14

Laje armada em uma direção sobre apoios simples e com carregamento.
17

Imagem 15

Laje armada em uma direção sobre apoio simples e engaste perfeito.

Imagem 16

Laje armada emuma direção biengastada com carregamento uniforme. 18

Imagem 17

Laje em balanço armada em uma direção.

19

Imagem 18

Lajes contínuas armadas em uma direção.

20

Imagem 19

Laje retangular com apoios simples nos quatro lados.

20

Imagem 20

Direção dos momentos fletores principais em lajes.

21

Imagem 21

Valores práticos para estimativa da altura das vigas.

31Imagem 22

Valores de β .

32

Imagem 23

Viga biapoiada e diagramas de esforços solicitantes.

35

Imagem 24

Tração e Compressão.

35

16

17

Imagem 25

Estádio I, II e III.

35

Imagem 26

Seção A e B.

35

Imagem 27

Estádio II.

36

Imagem28

Comportamento resistente de uma viga biapoiada.

36

Imagem 29

Trajetória das tensões principais deuma viga biapoiada.

37

Imagem 30

Componentes de tensão segundo os estados de tensão relativos.

38

Imagem 31

Diagrama dos domínios de deformações possíveis.

39

Imagem 32

Casos de solicitação e diagrama genérico de deformações do domínio.

40

Imagem 33

Casos de solicitação e diagrama genérico de deformações do domínio.

41

Imagem 34

Distribuição de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Calculos estruturais
  • Cálculo estrutural
  • Cálculo estrutural
  • Cálculo estrutural
  • Calculo estrutural
  • cALCULO ESTRUTURAL
  • Cálculo estrutural
  • Cálculo estrutural

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!