caialandari

Páginas: 5 (1189 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Introdução à Psicologia

Psicologia ou Psicologias?
 Quantas vezes, no nosso dia a dia, ouvimos o termo psicologia?
 Usamos o termo psicologia com vários sentidos:

 Poder de persuasão do vendedor – usa a “ psicologia” para
vender o produto

 A jovem estudante que usa seu poder de sedução para atrair o
rapaz- ela usa a “psicologia”

 Quando procuramos aquele amigo, que estásempre disposto a
ouvir nossos problemas – “psicologia” para entender as pessoas.

Psicologia ou Psicologias?
 Será essa a psicologia dos psicólogos?

 Essa psicologia usada no cotidiano das pessoas em
geral, é denominada de psicologia do senso comum.
• PSICOLOGIA DO SENSO COMUM
X
• PSICOLOGIA CIENTÍFICA

 SENSO COMUM
acumulando
cotidiano.

conhecimentos que vamos
do
nosso

Sem este conhecimento intuitivo, espontâneo, de
tentativas e erros, a nossa vida no dia a dia seria muito
complicada.

A ciência já é uma atividade eminentemente reflexiva.
Ela procura compreender, elucidar e alterar esse
cotidiano, a partir do seu estudo sistemático.
A ciência compõe-se de um conjunto de conhecimentos
sobre fatos ou aspectos da realidade (objeto de estudo),
expressopor meio de uma linguagem precisa e rigorosa.

Esses conhecimentos devem ser obtidos de maneira
programada, sistemática e controlada, para que permita a
verificação de sua validade.

Qual é o objeto de
estudo da Psicologia?

História da Psicologia
• Por trás de qualquer
produção existe
história.
• A Psicologia de cada
época foi influenciada
pelo momento histórico
em queaconteceu.

Psicologia entre os Gregos





Séc VIII A.C.
Construção das primeiras cidades-estado.
Pólis: Tróia, Atenas, Esparta.
Conquistas de novos territórios que geraram riquezas e
crescimento, exigindo soluções práticas para
arquitetura, agricultura e organização social.
• Tais avanços permitiram que as pessoas se ocupassem
das coisas do espírito.
• É entre os filósofos gregosque surge a primeira
tentativa de sistematizar a Psicologia.

Gregos
• Psyché- alma
• Logos- razão
• Psicologia- estudo da
alma.
• A alma ou espírito era
concebida como a parte
imaterial do ser
humano, responsável
pelo pensamento,
sentimentos, desejos e
percepções.

Gregos
• Platão (428- 348
A.C. Atenas)
• Definiu o lugar da
razão no corpo.
• A alma se
encontra na
cabeça. Quando alguém morre, a matéria
desaparecia e a alma tornava-se livre
para habitar outro corpo.
A alma era separada do corpo.

A medula é o elo de
ligação da alma ao
corpo.

Gregos
• Aristóteles- 384-322
A.C. Atenas
• Alma e corpo não
podem ser dissociados.
• Psyché seria todo
princípio ativo de vida.
Tudo aquilo que cresce,
se alimenta e se
reproduz possui uma
alma. Gregos
• Da anima- primeiro tratado em Psicologia
• 2.300 anos antes da Psicologia científica, já
existiam 2 correntes:

• Platônica: alma imortal e separada
do corpo.
• Aristotélica- alma mortal e
pertencente ao corpo.

Império Romano e Idade Média
• Séc V- XV
• Aparecimento e
desenvolvimento do
Cristianismo.
• Psicologia relacionada
com o conhecimento
religioso.
• A igreja católicamonopolizava o saber.

• Santo Agostinho• 354- 430 D.C. Argélia
• A alma era mais que
razão, era manifestação
divina no homem. Era
imortal, e ligava o
homem à Deus.
• Inspirado em Platão,
separava alma e corpo.

Império Romano e Idade Média
• São Tomás de Aquino
• 1225- 1274 D.C. Itália
• Ruptura da igreja católica,
Revolução Francesa e
Industrial.
• Questionamentos da Igrejae dos conhecimentos
produzidos por ela.
• O homem, na sua essência,
busca a perfeição através de
sua existência.
• Somente Deus seria capaz
de unir essência e
existência. A busca de
perfeição pelo homem seria
a busca de Deus.

Renascimento Séc XIII-XVII
• Descoberta de novas terras, acúmulo de
riquezas pelas nações em formação como
França, Itália, Espanha, Inglaterra.

• As...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!