Bullying na Escola

Páginas: 18 (4288 palavras) Publicado: 13 de outubro de 2014

RESUMO


De acordo com dados observados na vivencia escolar foi de grande importância este estágio em nossa vida profissional, possibilitando uma aprendizagem significativa, sendo uma referência positiva e fundamental diante dos resultados.
Com isso começamos a perceber o fenômeno bullying no âmbito escolar, e nessa abordagem pretende-se discorrer sobre o bullying na escola.
Naatualidade, as questões que envolvem o tema da violência nas escolas têm motivado numerosas discussões e reflexões de educadores de várias partes do mundo. Há um clima de perplexidade diante de atitudes cruéis que ferem diretamente um indivíduo porque, indiretamente, ferem a sociedade.
Num contínuo fluir de exigências ora pessoais, ora grupais, a escola é palco de conflitos de toda ordem. Parasolucioná-los, nem sempre bastam os saberes e as habilidades armazenados pela experiência, pois o problema surge invariavelmente como algo inédito no âmbito da vida escolar, para aqueles considerados corriqueiros, o ineditismo fica por conta do contexto e das pessoas envolvidas.
Quando a pauta é violência escolar, visualizamos trocas de xingamentos, palavrões, provocações verbais, desrespeito com o materialalheio, depredação do patrimônio escolar, ameaças dirigidas aos professores e agressões físicas, propriamente, entre alunos (e mais raramente de alunos contra professores e vice-versa), como chutes, tapas, beliscões etc. Contudo, aqui, o cerne da questão é ampliar os conhecimentos e sensibilizar para uma violência que é silenciada pelo medo e está presente, infelizmente, no mundo inteiro. Trata-sedo bullying, uma forma intencional e repetitiva de atitudes agressivas dentro da escola.
A palavra bullying é um verbo derivado do adjetivo inglês bully, que significa valentão, tirano. E o termo que designa o hábito de usar a superioridade física para intimidar, tiranizar, amedrontar e humilhar outra pessoa. A terminologia é adotada por educadores, em vários países, para definir o uso deapelidos maldosos e toda forma de atos desumanos empregados para atemorizar, excluir, humilhar, desprezar, ignorar e perseguir os outros.
No Brasil, a ONG ABRAPIA (Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência) desenvolveu no Rio de Janeiro um projeto com o patrocínio da PETROBRAS, por sua vez, levantamento (ABRAPIA), em 2002, envolvendo 5.482 estudantes de 5ª a 8ªséries, de 10 escolas do Município do Rio de Janeiro, revelou os seguintes dados: 16,9% dos alunos foram alvos de bullying; 10,9% foram alvos e, ao mesmo tempo, autores de bullying; 12,7% caracterizaram-se como autores de bullying; e 57,5% enquadraram-se como testemunhas de bullying.


O FENÔMENO BULLYING

O fenômeno bullying não escolhe classe social ou econômica, escola pública ou privada, ensinofundamental ou médio, área rural ou urbana. Está presente em grupos de crianças e de jovens, em escolas de países e culturas diferentes.
Reconhecer o fenômeno bullying numa perspectiva mundial significar ampliar os olhares e sensibilizar, para a questão, autoridades educacionais, pais e professores. No entanto, a transformação desse retrato vai além de seu reconhecimento.
Dados mundiais revelamque o fenômeno envolve entre 6% e 40% de crianças em idade escolar. Revelam também que os atos de bullying tendem a aumentar nos próximos anos, assim como a violência entre os jovens e na sociedade em geral.
Dan Olweus, professor da Universidade de Bergen, na Noruega, foi um dos precursores no estudo da violência no âmbito escolar. Em sua pesquisa, desenvolveu um questionário-padrão, com 25questões, para facilitar a vida dos entrevistados. Estimulado, porém, pelas curiosas informações que começaram a surgir dos primeiros questionários preenchidos, estendeu o tempo de pesquisa e ampliou o número de pessoas ouvidas. Ao final, tinha entrevistado 84 mil estudantes de diferentes níveis e períodos escolares, além de 400 professores e mil pais. O material coletado deu-lhe oportunidade de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bullying na Escola
  • Bullying Nas Escolas
  • Bullying na escola
  • Bullying na escola
  • Bullying na escola
  • BULLYING NAS ESCOLAS
  • Bullying na escola
  • bullying na escola

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!