BOURDIEU Pierre

Páginas: 310 (77488 palavras) Publicado: 25 de julho de 2015
Copyright © by Éditions de Minuit, 1987
Título original em fancês: Choses Dites
Copyright © da tradução brasileira:
Editora Brasiliense S. A.
Nenhuma parte desta publicação pode ser gravada,
armazenada em sistemas eletrônicos, fotocopiada,
reproduzida por meios mecânicos ou outros quaisquer
sem autorização prévia da editora.

Sumário

ISBN: 85-11-08069-4
1a edição, 1990
I' reimpressão, 2004Copydesk: Mineo Takama
Revisão: Carmem T. S. Costa e Shizuka Kuchiki
Capa: Isabel Carballo

Prólogo

9
Primeira Parte:
ITINERARIO

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

15

"Fieldwork in phi1osophy"
Pontos de referência,

Bourdieu, Pierre, 1930-2002.
Coisas ditas / Pierre Bourdieu ; tradução Cássia R. da Silveira e
Denise Moreno Pegorim ;revisão técnica Paula Montero. - São Paulo :
Brasiliense, 2004.

49

Segunda Parte:
CONFRONTAÇÕES
Da regra às estratégias
,A codificação
Sociólogos da crença e crenças de sociólogos
Objetivar o sujeito objetivante
A dissolução do religioso
O interesse do sociólogo
Leitura, leitores, letrados, literatura

Título original: Choses dites
1a reimpr. da 1. ed. de 1990
ISBN 85-11-08069-4
1. Bourdieu,Pierre, 1930 - 2002 2. Cientistas sociais - FrançaBiografia I. Título.

77
96

108
114
119
126

134

CDD-923

04-3329

Índices para catálogo sistemático:
1. Cientistas sociais: Biografia
923
editora brasiliense s.a.
Rua Airi, 22 - Tatuapé - CEP 03310-010 - São Paulo - SP
Fone/Fax: (Oxx11) 6198-1488
E-mail: brasilienseedit@uol.com.br
www.editorabrasiliense.com.br
livraria brasiliense s.a.
Rua EmíliaMarengo, 216 - Tatuapé - CEP 03336-000 - São Paulo - SP
Fone/Fax (Oxx11) 6675-0188

Terceira Parte:
ABERTURAS
Espaço social e poder simbólico
O campo intelectual: um mundo à parte
Os usos do "povo"
A delegação e o fetichismo político
Programa para uma sociologia do esporte
A sondagem: uma "ciência" sem cientista

149
.169

Índice remissivo

229

181
188
207
221

Prólogo

"O espírito da fortaleza ê aponte levadiça."
Renê Char

À memória de meu pai

Já disse o bastante sobre as dificuldades particulares da
escrita em sociologia, e os textos deste livro talvez falem sobre
isso em demasia. Mas elas justificam, creio, a publicação dessas
transcrições - aliviadas das repetições e inabilidades mais gritantes - de palestras, entrevistas, conferências e comunicações. O discurso escrito é um produtoestranho, que se
inventa, no confronto puro entre aquele que escreve e "o que
ele tem a dizer", à margem de qualquer experiência direta de
uma relação social, à margem também dos constrangimentos e
das solicitações de uma demanda imediatamente percebida,
que se manifesta por todo tipo de signos de resistência ou de
aprovação. Não preciso mencionar as virtudes insubstituíveis
desse fechamento sobresi: é claro que, entre outros efeitos, ele
funda a autonomia de um texto do qual o autor se retirou tanto
quanto possível, levando consigo os efeitos retóricos apropriados para manifestar sua intervenção e seu comprometimento
com o discurso (nem que seja pelo simples uso da primeira
pessoa), como para deixar inteira a liberdade do leitor.
Mas nem todos os efeitos da presença de um ouvinte, esobretudode um auditório, são negativos, principalmente quando se trata de comunicar ao mesmo tempo uma análise e uma
experiência e de retirar obstáculos à comunicação que, muitas
vezes, situam-se menos na ordem do entendimento do que na
ordem da vontade: se a urgência e a linearidade do discurso
falado acarretam simplificações e repetições (favorecidas tam-

10

PIERRE BOURDIEU

bém pelo retomo dasmesmas questões), as facilidades proporcionadas pela fala, que permite ir rapidamente de um ponto a
outro, queimando as etapas que um raciocínio rigoroso deve
marcar uma por uma, autorizam contrações, abreviações,
aproximações, favoráveis à evocação de totalidades complexas
que a escrita desdobra e desenvolve na interminável sucessão
de parágrafos ou capítulos. A preocupação de fazer-se perceber...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu
  • Pierre Bourdieu

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!