BOAS PRATICAS DROGARIAS

Páginas: 11 (2717 palavras) Publicado: 4 de maio de 2015

Manual de Boas Práticas
FARMÁCIA

1. Identificação do Estabelecimento.

1.1 Nome do Estabelecimento:
CNPJ:

1.2 Responsável Técnico : Fulano de tal– CRF/UF
1.3 Responsável legal : Beltrano

2. Objetivo do estabelecimento.

2.1 Finalizar a consulta médica, fornecendo ao paciente informações confiáveis sobre o uso racional dos medicamentos, prevenção e educaçãosanitária;

2.2 Verificar a adesão e a eficácia da terapia medicamentosa.

2.3 Assumir uma política de total assistência à terapia medicamentosa do paciente oferecendo propostas práticas de farmacoterapia, farmacovigilância, farmácia clínica e controle sobre aquisição e dispensação dos medicamentos de venda livre.

3. Objetivo do Manual.

Estabelecer os requisitos gerais de Boas Práticas a seremobservadas na assistência farmacêutica aplicada a aquisição, armazenamento, conservação e dispensação de produtos industrializados em farmácias e drogarias.

4. Referências.
Resolução ANVISA nº 328/99
Resolução CFF nº 357/01
Código de Ética Farmacêutica
RDC nº 306, de 07 de dezembro de 2004
5. Definições adotadas por este manual.

Dispensação: ato de fornecimento e orientação ao consumidor dedrogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos a título remunerado ou não.

Especialidade Farmacêutica: produto oriundo da indústria farmacêutica com registro no Ministério da Saúde e disponível no mercado.

FARMÁCIA E DROGARIA: estabelecimento de dispensação e comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos em suas embalagens originais.

Responsável Técnico:profissional habilitado inscrito no Conselho Regional de Farmácia, na forma da lei.

Sanitização: conjunto de procedimentos que visam a manutenção das condições de higiene.

Produto: substância ou mistura de substâncias naturais (minerais, animais e vegetais) ou de síntese usada com finalidades terapêuticas, profiláticas ou de diagnóstico.
Medicamento: produto farmacêutico, tecnicamente obtido ouelaborado, com finalidade: profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico.

Medicamento de Referência: produto inovador registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária e comercializado no país, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovados cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro.
Medicamento Genérico: medicamento similar a umproduto de referência ou inovador, que se pretende ser por este intercambiável, geralmente produzido após expiração ou renúncia da proteção patentá ria ou de outros direitos de exclusividade, comprovada a sua eficácia, segurança e qualidade, e designado pela DCB ou na sua ausência pela DCI.
Medicamento Similar: aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos, apresenta a mesmaconcentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, preventiva ou diagnóstico, do medicamento de referência registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária, podendo diferir somente em características relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipiente, veículos e devendo ser identificado por nome comercial oumarca
Correlato: é toda substância, produto, aparelho ou acessório, cujo uso ou aplicação esteja ligado à defesa e proteção da saúde individual ou coletiva, à higiene pessoal ou de ambientes, ou a fins diagnósticos e analíticos.
Armazenamento/estocagem: procedimento que possibilita o estoque ordenado e racional de várias categorias de materiais e produtos.
Registro do produto: ato privativo doórgão competente do Ministério da Saúde, destinado a comprovar o direito de fabricação do produto, submetido ao regime de vigilância sanitária.
Número de lote: designação impressa na etiqueta de um medicamento e de produtos submetidos ao regime de vigilância sanitária, que permita identificar o lote ou partida a que pertença.
Produto descartável: qualquer produto de uso único.
Prazo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Manual de boas praticas drogaria
  • Boas práticas de dispensação para drogaria
  • Boas praticas farmaceuticas em drogarias
  • manual de boas praticas em drogaria
  • Manual de boas praticas
  • Boas práticas de dispensação para farmácias e drogarias
  • Manual de Boas práticas para Drogaria Santa Inês
  • Boas praticas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!