blubleman bitch

Páginas: 13 (3182 palavras) Publicado: 21 de outubro de 2014
1

NATALIE ESTÁ ENROLANDO o mesmo cacho de cabelo há dez minutos, e isso está começando a me deixar louca. Eu balanço a cabeça e aproximo
meu latte gelado, colocando estrategicamente os lábios no canudinho. Natalie
está sentada à minha frente com os cotovelos apoiados na mesinha redonda,
segurando o queixo com uma das mãos.
— Ele é lindo — afirma Nat, olhando para o sujeito que acabou deentrar na fila. — Sério, Cam, quer fazer o favor de olhar pra ele?
Eu reviro os olhos e tomo mais um gole.
— Nat — respondo, apoiando a bebida na mesa —, você tem namorado.
Eu preciso mesmo ficar sempre te lembrando?
Natalie faz uma careta bem-humorada de desdém.
— Não sabia que você era minha mãe! — Mas Nat não consegue ficar
muito tempo prestando atenção em mim, não enquanto aquele poço desensualidade ambulante está de pé diante da caixa, pedindo café e bolinhos. — E
Damon nem liga se eu olhar, desde que eu fique de quatro pra ele toda noite.
Eu bufo e fico vermelha.
— Viu? U-hu — ela diz, abrindo um sorrisão. — Consegui te fazer rir.
— Nat estende a mão para a sua bolsinha violeta. — Preciso fazer uma anotação — continua, pegando o celular e abrindo o diário digital. — Sábado.15 de junho. — Ela corre o dedo pela tela. — 13h54: Camryn Bennett riu de
uma das minhas piadinhas sexuais. — Depois ela enfia de novo o celular na
bolsa e me olha com aquela expressão pensativa que sempre faz quando está
para entrar no modo psicanalista. — Dá só uma olhadinha — insiste, sem
brincar.
Só para ela sossegar, viro o queixo um pouco de lado para olhar rapidamente o sujeito. Elese afasta da caixa e vai para a ponta do balcão, onde pega
sua bebida. Alto. Maçãs do rosto perfeitamente esculpidas. Olhos verdes cativantes de modelo e cabelo castanho espetado.
— Tá — admito, voltando a olhar para Natalie —, ele é gato, mas e daí?
Natalie precisa admirá-lo enquanto ele sai pela porta dupla de vidro e passa em frente às vidraças antes de conseguir olhar para mim de novo eresponder.
— Meu. Deus. Do céu! — ela exclama, de olhos arregalados e incrédulos.
7

— É só um cara, Nat. — Eu coloco os lábios no canudinho de novo.
— Você devia andar com “obcecada” escrito na testa. Pra ser completamente
obcecada, você só falta babar.
— Tá brincando comigo? — Sua expressão se transformou em puro choque. — Camryn, você tem um problema sério. Sabe disso, não sabe? — Ela seencosta na cadeira. — Precisa aumentar a dose do teu remédio. É sério.
— Parei de tomar em abril.
— Quê? Por quê?
— Porque é ridículo — retruco com decisão. — Não tenho impulsos
suicidas, então não tenho nenhum motivo pra continuar tomando aquilo.
Ela balança a cabeça e cruza os braços sobre o peito.
— Você acha que eles receitam esse negócio só pra quem tem impulsos
suicidas? Não. Não é bemassim. — Ela aponta para mim rapidamente e volta a
cruzar os braços. — É um lance de desequilíbrio químico, alguma porra dessas.
Eu abro um sorrisinho.
— Ah, é? Desde quando você entende tanto de saúde mental e dos remédios usados pra tratar as centenas de transtornos? — Ergo as sobrancelhas só
um pouco, o bastante para mostrar o quanto sei que ela não faz ideia do que
está dizendo.
QuandoNat franze o nariz para mim em vez de responder, eu continuo:
— Vou me curar no meu ritmo, e não preciso de um comprimido pra
consertar as coisas. — Minha explicação começou delicada, mas inesperadamente ficou amarga antes que eu conseguisse acabar de dizer a última frase.
Isso acontece muito.
Natalie suspira, e o sorriso desaparece completamente de seu rosto.
— Desculpa — digo, com remorsopela resposta atravessada. — Olha,
eu sei que você tá certa. Não posso negar que tenho uns problemas emocionais
bem complicados e que às vezes sou meio grossa...
— Às vezes? — Ela resmunga, mas está sorrindo de novo e já me perdoou.
Isso também acontece muito.
Abro um meio sorriso também.
— Só quero encontrar as respostas por conta própria, sabe?
— Encontrar que respostas? — Nat está...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • bitch
  • Bitch please
  • WORK BITCH
  • shitty bitch
  • Mestre das Artes Ocultas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!