Bauman

Páginas: 13 (3024 palavras) Publicado: 25 de maio de 2013
COMO SABER O QUE É CERTO? MARINOFF, Lou. Pergunte a Platão. Rio de Janeiro: Record, 2009. Introdução Saber “a forma essencial do bem” para “agir com sabedoria” (Platão). Existem muitos “Princípios éticos”. Eles formam uma unidade? Podemos aplicalos aleatoriamente? 1) Por que devemos buscar a filosofia (para que serve a filosofia)? Os saberes técnicos e os saberes científicos são mais objetivosque os saberes filosóficos. Por isso às vezes temos a impressão de que a filosofia não tem utilidade. Procuramos um médico quando temos problemas de saúde e um mecânico de automóveis quando o carro dá defeito. Não buscamos um médico para consertar o nosso carro ou o mecânico para nos dar uma receita. Então, não podemos querer da filosofia aquilo que ela não nos pode dar (como também acontece com osoutros conhecimentos). A filosofia serve para filosofar! E filosofar significa refletir sobre o que sabemos de nós mesmos, dos outros e do mundo, quais os significados que podemos

atribuir ao mundo e como devemos nos conduzir diante dos outros – essa é a parte da filosofia que trata da ética. 2) Uma questão da nossa vida em que a filosofia pode ajudar é saber o que é bom, certo e justo. Sabero que é ético. Queremos saber o que é ético para compreender (justificar, julgar etc.) as nossas ações e as dos outros. Mas logo nos deparamos com o fato de que não há um conceito único do que é certo, bom ou justo. Ou seja, não há uma forma única da ética. 3) Como escolhemos os princípios éticos? Levamos em consideração os outros valores (culturais, religiosos etc.) mais gerais nos quais fomosformados; contamos com os valores que a nossa sociedade estabelece para o julgamento moral (aquilo que se considera bom ou mau). Mas ao fazermos nossas escolhas, o mais importante é sabermos que estamos assumindo uma postura, e que ela não pode ser contraditória em si mesma.

Dez maneiras de ser bom, certo e justo Tomemos o caso de Robin Hood. Quando o rei Ricardo Coração-de-leão partiu para aCruzada (século XIII), seu irmão cruel, o príncipe João, usurpou o trono e colocou no poder seus amigos despóticos, inclusive o xerife de Nottingham. O xerife oprimia o povo local e cobrava impostos extorsivos. Assim, Robin Hood e seu alegre bando se esconderam na Floresta de Sherwood, num tipo de ¨guerrilha¨ contra o regime opressor do xerife, roubando dos ricos e dando aos pobres, como dizia alenda. E tudo pela causa da justiça. Queremos saber se Robin estava certo quando roubava, e para isso analisaremos o assunto considerando diferentes sistemas éticos.

1) Deontologia: O que significa: Seguir as regras da moralidade, que são predefinidas como boas. Há um entendimento de que a maioria estabelece um sentido de justiça. Pensadores: Os Dez Mandamentos (judaico-cristão), os Oito Caminhos(budismo) e o imperativo categórico de Kant seguem tal princípio. Pressupostos: O princípio da ética deontológica considera que um bem, no sentido moral, deve ser assim considerado em qualquer circunstância, e que portanto, é possível estabelecer previamente o que seja uma conduta ética, estabelecendo-a como um imperativo, uma regra: “Age de tal modo que a tua ação possa ser considerada uma leiuniversal” (Kant). Como se aplica ao caso: Na perspectiva deontológica, o roubo é condenado em qualquer circunstância. A atitude de Robin Hood é imoral (e ilegal) em seu princípio, pois as regras instituídas que consideram uma ação moralmente boa não concordam que o roubo seja um bem em si. Vantagens e desvantagens: A vantagem é que há clareza quanto ao que pode e o que não pode ser consideradoético, pois as regras já estão estabelecidas; a desvantagem, é que se estabelecem dificuldades quanto à aplicação de exceções às regras.

Discussão: Quando trata das exceções, há uma tendência, por parte das posturas deontológicas, de estabelecer regras que tiram os atos da consideração de exceção? Como tratar o caso do furto famélico na perspectiva deontológica?

2) Teleologia: O que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bauman
  • bauman
  • Bauman
  • Bauman
  • Bauman
  • BAUMAN
  • bauman
  • Bauman

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!