bacia potiguar

Páginas: 7 (1504 palavras) Publicado: 15 de janeiro de 2015
1 ESCOLHA DO TEMA

No município Nova Lima (MG) encontra-se uma mina de exploração de ferro inativa conhecida como Mina do Tamanduá (Figura 1). Grande parte da região adjacente ainda não foi explorada, pois, por muitos anos essa área sofreu interferências sociais que restringiram a exploração do minério de ferro neste local.
A empresa VALE é a maior investidora na atividade mineradora dessemunicípio e visa dar continuidade a exploração desta mina, já que suas duas principais minas (Águas Claras e Mutuca) encontram-se em processo de exaustão e a demanda por esse mineral aumenta progressivamente.

Figura 1 – Mapa de localização da Mina do Tamanduá

Fonte: Menezes, 2012.



2 REVISÃO DE LITERATURA

Derby (1910) foi o primeiro autor a levantar dados sobre a estratigrafia daregião, os quais foram modificados posteriormente por Harder e Chamberlin (1915), Dorr (1969) e, recentemente, por Marshak e Alkmim (1989). Estes autores afirmam que a estratigrafia da região é constituída por quatro conjuntos litoestratigráficos: Complexos Metamórficos, compostos por terrenos granito-gnáissicos de idade arqueana; Supergrupo Rio das Velhas, formado por sequência arqueana de rochasmetavulcano-sedimentares tipo greenstone belt; Supergrupo Minas, formado por metassedimentos clásticos e químicos de idade proterozóica; e Grupo Itacolomi, formado por metassedimentos clásticos proterozóicos. Toda a sequência é secionada por diques máficos, sendo que a idade de 906 Ma representa a principal época de intrusão destes (Silva, 1992, Silva et al., 1992).
Segundo a Vale (2009), osminérios economicamente mineráveis na Mina do Tamanduá são principalmente as hematitas (Fe = 63% a 68%) e os itabiritos ricos (Fe = 58% a 63%).
De acordo com OPGPM (2004) o alvo da lavra de minério de ferro na mina, faz parte da Formação do Cauê e é constituída por hematitas compactas, médias, e diversos tipos de itabiritos. Dorr (1965) e Rosière (1983) dividem os minérios associados à Formação Cauê(Supergrupo Minas) em duas categorias principais: minério itabirítico e minério hematítico de alto grau.
Vilela et al. (2004) identificou diferentes tipos de hematita compacta na Mina do Tamanduá. Tal classificação foi corroborada pelas diferenças encontradas nas características da anisotropia de susceptibilidade magnética dos minérios.
Ventura (2009) relatou sobre a predominância de hematitascompactas, circundadas por hematitas médias a macias e algumas vezes itabiritos, em zonas de charneiras de dobras na área central da mina. O mesmo autor também descreveu a predominância de itabiritos macios, com teores variáveis de sílica e ferro, compactos a médios e itabiritos limoníticos na região sul e oeste da mina.
No leste e oeste da cava da mina ocorrem bacias sedimentares, com argilitos ediamictitos na base, com até 50 metros de espessura, de origem flúviolacustres e de idade terciária a quaternária (Ventura, 2009).
3 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA E DAS HIPÓTESES DE TRABALHO

A região que circunda a Mina do Tamanduá carece de informações geológica, geoquímicas e geofísicas que permitam a tomada de decisões em futuros investimentos da mineração na área. É necessário mapear e delimitarpontos estratégicos para que a empresa responsável tome conhecimento sobre a reserva mineral existente e avalie se é viável economicamente dar continuidade ao processo de lavra da mina.
A área estudada está inserida em um dos maiores campos de exploração de ferro do Brasil, conhecido como Quadrilátero Ferrífero. No local há grande concentração de hematita e itabirito, minerais minérios deferro bastante conhecidos. Com base nisso, acredita-se que em toda extensão da área pesquisada haverá a ocorrência desse recurso mineral e que após a integração dos dados geológicos, geoquímicos e geofísicos será possível identificar anomalias características desse tipo de depósito.

4 JUSTIFICATIVA

A presença de jazidas de ferro no município Nova Lima (MG) é uma característica marcante no...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bacia De Potiguar
  • Caracterização da bacia potiguar
  • Geopolítica
  • Caracterização físico-química nas águas subeterrâneas da bacia potiguar
  • Identificação de Falhas no Pós-Rifte da Bacia Potiguar Utilizando VANT e Dados Sísmicos
  • potiguar
  • Bacia
  • Bacia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!