Avanços da maricultura na primeira década do século XXI: piscicultura e carcinocultura marinha

Páginas: 35 (8659 palavras) Publicado: 9 de maio de 2014
Revista Brasileira de Zootecnia
© 2010 Sociedade Brasileira de Zootecnia
ISSN 1806-9290
www.sbz.org.br

R. Bras. Zootec., v.39, p.102-111, 2010 (supl. especial)

Avanços da maricultura na primeira década do século XXI: piscicultura e
carcinocultura marinha
Luís André Sampaio1, Marcelo Borges Tesser2, Wilson Wasielesky Júnior3
1

Laboratório de Piscicultura Estuarina e Marinha -Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia.
Laboratório de Nutrição de Organismos Aquáticos - Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia.
3 Laboratório de Carcinocultura - Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia.
2

RESUMO - A piscicultura marinha é um setor pouco desenvolvido na maricultura brasileira. Por vários anos foi avaliado
opotencial de cultivo de algumas espécies como o robalo-peva Centropomus parallelus e o linguado Paralichtys orbignyanus.
Entretanto, somente a partir do investimento sobre o bijupirá Rachycentron canadum é que empresas privadas passaram a
demonstrar maior interesse na atividade. Além dos sistemas tradicionais de piscicultura, o bijupirá pode ser criado em tanquesrede oceânicos. Esta espécie apresentacrescimento rápido, atingindo entre 4 e 8 kg em um ano de vida, e carne de excelente
qualidade. A carcinocultura tem sido questionada por questões ambientais, uso de insumos como farinha e óleo de peixe e
disseminação de doenças. A criação de camarões em sistemas sem renovação de água “ZEAH” (Zero Exchange, Aerobic,
Heterotrophic Culture Systems) ou cultivo em meio aos Bioflocos (BFT) aplicamétodos que minimizam estes problemas,
contribuindo para uma maricultura mais saudável.
Palavras-chave: piscicultura, bijupirá, camarão

Advances in mariculture on the first decade of the XXI century: marine fish
and shrimp culture
ABSTRACT - Marine fish culture is still in its infancy in Brazil. For several years the snook Centropomus parallelus
and the flounder Paralicithys orbignyanus wereconsidered for aquaculture, but their commercial application has not yet been
achieved. However, once technology for culture of cobia Rachycentron canadum became available, several private companies
showed interest for marine fish culture. Besides traditional rearing technologes, cobia is suitable for open ocean culture in
cages. This species shows fast growth rates, fish can achieve 4 or 8 kgwithin one year of age and its flesh is highly appreciated.
Shrimp farming has been questioned for environmental issues, use of fish oil and fish meal, and spreading diseases. Rearing
shrimp in systems without water exchange, know as ZEAH (Zero Exchange Aerobic Heterotrophic Culture systems) or
bioflocs applies methods that minimize these problems, contributing for the development of sustainableshrimp farming.
Key Words: cobia, fish culture, shrimp

Introdução
O bijupirá Rachycentron canadum é a única espécie
integrante da família Rachycentridae. São peixes pelágicos,
migratórios, com ampla distribuição em águas tropicais e
subtropicais. Estão presentes nos oceanos Atlântico,
Índico e Pacífico, com exceção de toda costa leste do
Oceano Pacífico e da costa européia (Shaffer &Nakamura
1989). No Brasil, o bijupirá está presente em todo o litoral,
mas é mais abundante em águas tropicais (Figueiredo &
Menezes, 1980).
O bijupirá atinge 68 kg até 2 m de comprimento, sua
expectativa de vida é de 15 anos (Shaffer &Nakamura, 1989).
Esta espécie apresenta hábito carnívoro, é bastante
apreciada na pesca esportiva (Kaiser & Holt 2005) e tem
Corresponding author:sampaio@mikrus.com.br

grande aceitação na culinária, especialmente na cozinha
asiática (Liao et al., 2004).
A produção comercial de bijupirá teve início partir dos
anos 90 em Taiwan com o domínio da tecnologia para a
produção de juvenis em larga escala (Liao et al., 2001). A sua
elevada taxa de crescimento, ao redor de 6 kg ou mais em um
ano (Chou et al., 2001; Liao et al., 2004; Weirich et al.,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Avanços da Botânica no Século XXI
  • Nas primeiras decadas do seculo XVI
  • As transformações das primeiras décadas do século xx
  • As transformações das primeiras décadas do século XX
  • Piscicultura marinha
  • Resumo artigo piscicultura marinha
  • Panorama da catalogação no Brasil: da década de 1930 aos primeiros anos do século XXI
  • Estratificação social: as mudanças na estratificação social do Brasil na 1° década do século XXI

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!