avaliaçao diagnostica portugues 9° ano

Páginas: 9 (2098 palavras) Publicado: 8 de junho de 2015
ESCOLA MUNICIPAL DOUTOR CARLOS
Prof.:____________________________
Nome: ___________________________



Leia o texto abaixo e, a seguir, responda aos itens 1, 2, 3 e 4.
Confusão com São Pedro
Fernando Sabino

Você vai neste avião, eu vou no próximo – decidiu de súbito, no último instante, quando o alto falante já invocava os passageiros: queiram apresentar suas despedidas e boa viagem.
Ele deuum suspiro desalentado. Já fora um custo convencer a mulher a viajarem de avião. Ela dizia que tinha medo, por que não vamos de trem? E passara a noite toda naquela conversa, olha, meu bem, tenho um pressentimento ruim.
Quando já estavam quase embarcando, vinha com novidade.
- Que bobagem é essa?
- Eu vou no outro –insistiu ela, aflita: -Tem outro avião daqui a meia hora.
- Mas por que issode repente?
Ela o olhava nos olhos como se despedisse dele para sempre:
- Não podemos correr tanto risco juntos, meu bem, seja razoável. Temos nossos filhos, imagine se acontece alguma coisa.
- Não vai acontecer nada, mulher.
- Eu sei que não tem perigo, que é o transporte mais seguro do mundo, e as estatísticas, e essa coisa toda, você já me explicou. Mas pense um pouco nos nossos filhos, peloamor de Deus! Eu indo num e você noutro, sempre é uma chance de pelo menos um de nós dois escapar.
- Olha aí, já estão chamando de novo. Vamos embora, mulher.
Ela fincara pé, irredutível. Sem mais tempo para argumentar, ele acabou cedendo:
- Está bem, seja como você quiser! Mas então vai nesse, eu vou no outro. Se eu deixar você aqui, você acaba não indo.
Despediu-se dela, aborrecido, e foitratar da transferência de sua passagem.
A mulher entrou no avião como num túmulo, o coração aos pulos. A porta se fechou, desligando-a para sempre do mundo. A seu lado, viajava um padre, alheio a tudo, mergulhado no breviário.
De súbito o avião, já em pleno voo, começou a jogar. Eu não disse? Eu não disse? Entraram numa nuvem escura e nunca mais que saíam dela.
Em pânico, chamou o comissário:não é nada, minha senhora, uma pequena tempestade, estamos fazendo voo cego.
Voo cego! Sentindo-se perdida, voltou-se para o padre:
- Estou com tanto medo, seu padre.
O padre a olhou, desconfiado:
- Reza, que é melhor.
E voltou ao seu breviário. Rezar? Não, ela não sabia rezar.
Lembrou-se de São Pedro, que era quem devia manobrar chuvas e tempestades – juntou as mãos e pediu-lhe auxílio:
- SãoPedro, piedade de mim. Tenho meus filhos para criar. Fui criada sem mãe, o senhor não imagina a falta que uma mãe faz. Todos na minha família ficaram assim feito eu, só porque não tiveram mãe. Que será dos meus filhos sem mãe, São Pedro, mãe faz muito mais falta que pai, por favor, me protege, se for preciso, transfere essa tempestade para o avião dele, mas me salva desta que noutra eu nunca maishei de me meter.
A falta de mãe não lhe abalara o prestígio junto a São Pedro - tanto assim que em pouco o avião deixava para trás a tempestade e saía para um céu azul, e logo descia no aeroporto sem mais novidades. Estava salva!
Comprou uma revista, sentou-se e pôs-se a esperar o avião do marido. Esperou meia hora. Como ele nunca mais chegasse, correu já aflita, a informar-se no balcão. Soubeque não havia nada de especial: as más condições do tempo às vezes ocasionavam atraso.
- Más condições do tempo?
Não tinha dúvida, era a tempestade que mandara para ele. Roída de remorsos, juntou as mãos ali mesmo, em frente ao funcionário assombrado:
- São Pedro, essa não! Não faça isso comigo. Era mentira, o senhor não vai me levar a sério. O pai faz mais falta que a mãe, quem é que foi meteruma bobagem dessa na minha cabeça? Ele trabalha para sustentar a família, eu não faço nada que preste. E logo ele, tão bom que ele é, tão carinhoso, por favor, São Pedro, não faça isso com ele, joga essa tempestade para cima de outro que não tenha filhos, para cima dele não!
Em pouco São Pedro voltava a atendê-la, fazendo o marido desembarcar no aeroporto, são e salvo:
- Que cara é essa?...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Avaliação Diagnóstica de Português e Matemática- 3º ano
  • Avaliação diagnóstica final de português
  • Avaliação diagnóstica final de português
  • AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA NONO ANO
  • Avaliação diagnóstica
  • Avaliação Diagnóstica 6 ano
  • Português
  • aulas de português 9 ano

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!