AVALIAÇÃO NUTRICIONAL E RISCO CARDIOVASCULAR EM MULHERES NO CLIMATERIO

Páginas: 38 (9301 palavras) Publicado: 18 de março de 2014
1. NTRODUÇÃO

A partir dos anos 80, o envelhecimento populacional tornou-se um fenômeno
global, inicialmente observado nos países desenvolvidos e mais recentemente, nos
países em desenvolvimento. Segundo projeções da Organização Mundial da Saúde,
entre 1990 e 2025, o número de idosos aumentará entre sete e oito vezes em vários
países da América Latina, África e Ásia (LORENZI et al., 2009).Estudos mostram que a população em geral indicou um crescimento de
15,5% enquanto indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos aumentou cerca
de 35,6%. Estima-se que a população idosa poderá exceder 30 milhões em 20 anos.
No Brasil, cerca de 15% da população feminina tem mais de 50 anos com uma expectativa de vida ao nascer de 72,5 anos enquanto a expectativa do homem é de
64,7 anos. Àsemelhança de outros países latino americanos o Brasil passa por um
processo de envelhecimento populacional acelerado e intenso podendo chegar a
14% até 2025, o que representará uma das maiores populações de idosos no mundo (RAMOS, et al., 2007; UCHÔA, 2003; ORSATTI, et al., 2008).

O climatério é o período que compreende a transição entre a fase reprodutiva
para a não reprodutiva (DOUBOVAet al., 2011). Trata-se de um fenômeno endócrino decorrente do esgotamento dos fólicos ovarianos que ocorre em todas as mulheres de meia idade, seguido de queda progressiva da secreção de estradiol, culminando com a interrupção definitiva dos ciclos menstruais (menopausa) e o surgimento de sintomas característicos. Esse período inicia-se por volta dos 40 anos e termina aos 65 anos (LORENZI et al.,2006; GALLON, 2009).

O climatério, nas últimas décadas, tem sido reconhecido como mais do que
apenas o encerramento da vida reprodutiva feminina. No entanto, ainda que referências a seu respeito encontrem-se descritas em textos escritos por Aristóteles (384322 a.C.), até recentemente a condição de mulher “menopausada“ era raramente
expressa em público, sendo considerada inclusive motivo deconstrangimento. Em
parte, a pouca atenção prestada ao climatério até o início do século passado deveuse à menor expectativa de vida feminina até então, que não permitia à maioria das

16

mulheres viverem o suficiente para atingir o climatério. No entanto, o aumento progressivo da expectativa de vida feminina a partir da segunda metade do século XX,
em virtude dos progressivos avançostecnológicos no campo da saúde, mudou essa
situação e desencadeou um interesse crescente pelas questões relacionadas ao
envelhecimento feminino (LORENZI et al., 2009).

O climatério tem sete estágios, sendo que cinco precedem e dois sucedem o
período menstrual final conforme a FIGURA1.

FIGURA 1 - Estágios do climatério normal da mulher.

O climatério caracteriza-se pelos períodos:perimenopausa, que compreende
o período entre 45 a 50 anos e a pós-menopausa de 50 a 65 anos. Quando sintomáticas, caracterizam-se pelo aparecimento de sinais e sintomas que incluem: cansaço
64,1%, diminuição da memória 58,1%, ondas de calor 29,5% e sudorese noturna
18,8%. Na fase final do climatério, sinais de osteoporose e doença cardiovascular
aterogênica podem estar presentes, decorrentes não só daperda de função hormonal, mas também de mudanças no estilo de vida (FRANÇA, 2003).

17

Fatores como a dieta, estilo de vida, metabólicos e hormonais influenciam a
composição corporal da mulher. Com o a chegada da menopausa, são frequentes o
ganho de peso e as modificações na distribuição da gordura. O sedentarismo e a
diminuição do gasto energético do metabolismo, associados ao aumento naingestão
alimentar, contribuem para o ganho de peso com a idade. As alterações hormonais
da menopausa estariam mais relacionadas às modificações na distribuição da massa gordurosa do que propriamente ao ganho de peso. Há também aumento do depósito de gordura abdominal influenciado pelo hipoestrogenismo e hiperandrogenismo relativo. Estudos relataram aumento de 49% da gordura abdominal e de 22%...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Avaliação da qualidade de vida da mulher no climatério
  • Programas de educa o nutricional sobre o risco cardiovascular 1
  • O perfil nutricional de acadêmicos da unievangélica associado aos riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares
  • Riscos cardiovasculares
  • avaliação nutricional
  • Avaliação nutricional
  • avaliação nutricional
  • Avaliação cardiovascular

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!