AVALIAÇÃO IN VIVO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DO EXTRATO BRUTO DE Myrocarpus frondosus (CABREÚVA)

Páginas: 19 (4557 palavras) Publicado: 10 de novembro de 2014
UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA – UNOESC
ÁREA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE – ACBS
CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – ÊNFASE EM BIOTECNOLOGIA








LEILA CRISTINA WESCHENFELDER CARNEIRO













AVALIAÇÃO IN VIVO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DO EXTRATO BRUTO DE Myrocarpus frondosus (CABREÚVA)





















Joaçaba
2011

LEILACRISTINA WESCHENFELDER CARNEIRO














AVALIAÇÃO IN VIVO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DO EXTRATO BRUTO DE Myrocarpus frondosus (CABREÚVA)






























Joaçaba – SC
2011

LEILA CRISTINA WESCHENFELDER CARNEIRO






AVALIAÇÃO IN VIVO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DO EXTRATO BRUTO DE Myrocarpus frondosus (CABREÚVA)BANCA EXAMINADORA


_________________________________
Profª. Dra. Fabíola Iagher
Universidade do Oeste de Santa Catarina – Unoesc


_________________________________
Prof° Dr. Dib Ammar
Universidade do Oeste de Santa Catarina – Unoesc


________________________________

Prof°. Ms. Geisson Nardi
Universidade do Oeste de Santa Catarina – UnoescAGRADECIMENTOS


A Deus que me ilumina sempre e é fonte inesgotável de sabedoria.
À minha família, meu alicerce e refúgio em todos os momentos.
Ao Ministério Universidades Renovadas e todas as pessoas que se dedicam a concretizar esse sonho de amor para o mundo.
A Guilherme Marchetti, portodo amor, apoio e paciência.
A Professora Dra Fabíola Iagher, pelo empenho, dedicação e orientação concedida.
A Veterinária Andrea Pinto pela disposição e subsídio nas atividades realizadas no biotério.
Aos professores da Unoesc que foram grandes mestres e de suma importância em minha vida como futura profissional Bióloga.
A todos os meus colegas e amigos que fizeram parte dessa trajetóriaacadêmica.
E todas as pessoas que se fizeram presentes em cada detalhe desse trabalho.


















RESUMO

Myrocarpus frondosus, conhecida como Cabreúva, é uma planta muito encontrada na região do meio-oeste catarinense, e também muito utilizada pela população como planta medicinal para prevenção e tratamento de diferentes males. No entanto não há estudos científicosque apontem a existência de comprovada ação antioxidante, que é verificada em muitos produtos de origem vegetal e que contribuem para a redução de radicais livres causadores de danos celulares e doenças. Da mesma forma, não há estudos que verifiquem a segurança do consumo da planta, ou se há eventual efeito tóxico inerente a sua ingestão. Por isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar se a ingestãodo extrato bruto de M. frondosus apresentava capacidade de se contrapor a ação oxidante da ingestão aguda e em elevada concentração de paracetamol sobre tecido hepático. Para isso os animais receberam dose única de 1,7g/kg de peso corpóreo, e em seguida diferentes concentrações de extrato bruto: 30mg/kg de peso corpóreo (grupo E30), 100mg/kg (grupo E100) e 300mg (grupo E300). Vinte e quatro horasdepois, os animais foram mortos sob anestesia, e sangue foi coletado para dosagem das enzimas hepáticas aspartato transaminase (AST) e alanina transaminase (ALT), e amostras de fígado foram removidas após perfusão para dosagem de hidroperóxidos lipídicos. Foi observado que não houve diferença significativa entre os grupos tratados e o grupo P na concentração das enzimas AST e ALT no plasma. Osresultados obtidos para a concentração de hidroperóxidos lipídicos nos animais tratados com extrato na concentração de 30 e 100 mg/kg de peso corpóreo não foram diferentes daqueles obtidos nos animais tratados apenas com paracetamol. No entanto, a concentração de 300mg/kg foi eficaz em reduzir significativamente a peroxidação lipídica hepática. Apesar de os resultados referentes à concentração de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO EXTRATO BRUTO DA PLANTA Ilex paraguaiensis
  • AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE
  • Atividade antioxidante de extratos aquosos de Ruta Graveolens
  • Avaliação da capacidade antioxidante dos extratos e suas frações, de graviola
  • Avaliação da atividade antimicrobiana de extratos vegetais
  • AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DE EXTRATOS VEGETAIS DE PLANTAS AMAZÔNICAS
  • Obtenção do extrato bruto
  • Atividade Antioxidante

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!