Avaliação dos efeitos da utilização da semente de linhaça para constipação intestinal e redução do colesterol.

Páginas: 6 (1253 palavras) Publicado: 19 de agosto de 2012
Avaliação dos Efeitos da utilização da semente de linhaça para constipação intestinal e redução do colesterol.


INTRODUÇÃO

Numerosos estudos experimentais, epidemiológicos, ensaios clínicos e metanálises estabeleceram claramente a associação entre dislipidemia e aumento do risco de morte. A elevação dos níveis plasmáticos de colesterol de baixa densidade (LDL-C), a redução dos níveis decolesterol de alta densidade (HDL-C) e também o aumento de triglicerídios (TG) são fatores de risco para eventos cardiovasculares, sendo esta a principal causa de morte no mundo. O Brasil acompanha este fenômeno internacional, apresentando estatísticas onde as principais causas de morte são as doenças cardiovasculares, com valores percentuais em torno de 25%, responsáveis por cerca de 250.000mortes ao ano (Ministério da Saúde, 2009).
De acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em parceria com o Ministério da Saúde, num universo de 95,5 milhões de pessoas de 20 anos ou mais de idade há 38,8 milhões (40,6%) com excesso de peso, das quais 10,5 milhões são consideradas obesas. Esse padrão se reproduz, com poucas variações, na maioria dos grupospopulacionais analisados no país (IBGE, 2002-2003). Isso se torna um problema de saúde pública, uma vez que as conseqüências da obesidade para saúde são muitas, e variam do risco aumentado de morte prematura a graves doenças não letais, mas debilitantes que afetam diretamente a qualidade de vida destes indivíduos. A obesidade é frequentemente associada com hiperlipidemia e diabetes mellitus tipo 2, duascondições intimamente relacionadas com doenças cardiovasculares (PEREIRA, 2003).
Esta pesquisa tem como objetivo verificar os efeitos da utilização da semente de linhaça para o tratamento da constipação e para a redução do colesterol

REVISÃO DE LITERATURA

O linho (Linum usitatissimum L.), pertencente à família das Lináceas, é originário da Ásia e cultivado em todo o mundo. No Brasil, épopularmente conhecido como linhaça. Consiste em uma planta herbácea que varia de 30cm a 130cm de altura, apresenta talos eretos, folhas estreitas e flores de coloração azul, vermelha ou branca. O fruto consiste em uma cápsula globosa, de cor amarronzada da qual saem as sementes, brilhantes e planas (CREDIDIO, 2005).
As sementes apresentam duas variedades – marrom e dourada. A marrom é cultivadaem regiões de clima quente e úmido e a dourada, em regiões frias. No cultivo da linhaça marrom são utilizados agrotóxicos, o que não ocorre com a variedade dourada (LIMA, 2008). As sementes de linhaça são ricas em ácidos graxos essenciais, fibras e compostos fenólicos, que exercem atividade antioxidante (GALVÃO, 2008). A linhaça é a semente oleaginosa mais estudada, já que é a maior fonte deômega-3 existente na natureza, além de ser uma fonte substancial de fibras e lignanas. Tais componentes são particularmente atrativos para o desenvolvimento de produtos benéficos à saúde, o que a classifica como alimento funcional (OOMAH, 2001).
Para cada 10% de aumento no peso corporal, há aumento na incidência de doenças coronarianas em aproximadamente 20%, além da elevação no colesterol plasmáticoem torno de 12 mg/dl.. Esse risco pode se tornar mais acentuado quando o ganho de peso está acompanhado por redução na atividade física e alta ingestão de ácidos graxos saturados (FRANCISCHI et al., 2000).
Segundo Cardoso (2004), indivíduos com deficiências hereditárias dos mecanismos de
regulação, podem ser vítimas de perturbações da formação e do consumo do colesterol, e como conseqüênciaapresentarem valores sanguíneos elevados com maior ou menor dependência do regime alimentar. O colesterol alimentar não é assim precursor do colesterol sérico em todos os indivíduos. As razões das diferenças na resposta à dieta com redução do seu conteúdo não são claras, mas parecem incluir a quantidade de colesterol da dieta absorvido a nível intestinal e a eficácia do fígado na conversão do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Constipaçao intestinal
  • constipação intestinal
  • Constipação intestinal
  • Constipação intestinal
  • Constipação Intestinal
  • CONSTIPAÇÃO INTESTINAL
  • Constipaçao intestinal
  • EFEITOS ANTIGENOTÓXICOS, ANTIMUTAGÊNICOS E IMUNOMODULARORES DA SEMENTE DE LINHAÇA IN VIVO.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!