avaliação 90 graus

Páginas: 37 (9002 palavras) Publicado: 28 de julho de 2015
2
Referencial teórico

O estabelecimento do referencial teórico para o desenvolvimento da
dissertação implicou um levantamento bibliográfico na área de gestão estratégica,
em particular da literatura recente sobre competências e vantagem competitiva. As
variáveis, constructos e indicadores para a identificação de competências foram
em grande parte fundamentados nos trabalhos de King et al (2001),Duncan et al
(1998), Ulrich & Smallwood (2004) e nos conceitos definidos por Barney (1991 e
2002) e Prahalad e Hamel (1990).
Primeiramente são descritos os resultados da revisão bibliográfica sobre o
modelo Resource-Based View of the Firm. Em seguida são apresentados os
PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0212553/CA

conceitos

de

competências,

competências

essenciais

e

competênciasorganizacionais, cadeia de valor, canais de distribuição, redes estratégicas, gestão
do conhecimento e os modelos de identificação de competências de King et al
(2001), Duncan et al (1998) e Ulrich & Smallwood (2004) que serão utilizados
como

referência

para

o

modelo

de

identificação

das

competências

organizacionais.

2.1.
Resource-Based View of the Firm
Em seu artigo de 1984, A Resource-BasedView of the Firm, Wernerfelt
chama a atenção para os recursos idiossincráticos e difíceis de copiar encontrados
em uma empresa, recursos esses que, se devidamente explorados, podem gerar
vantagem competitiva sustentada.
O modelo Resource-Based View of the Firm fundamenta-se em duas
suposições básicas. A

primeira, heterogeneidade de recursos, baseada no

trabalho de Penrose (Barney apudPenrose,1959), assume que as firmas podem ser
vistas como conjuntos de recursos produtivos e cada firma possui seu próprio
conjunto de recursos, cada um diferente dos outros. A segunda, baseada nos
trabalhos de Selznick (Barney apud Selznick, 1957) e Ricardo (Barney apud

Ricardo, 1817), imobilidade de recursos, assume que alguns recursos são muito
caros de se copiar ou possuem oferta inelástica. Se umadeterminada firma possui
recursos que a possibilitam explorar oportunidades do mercado ou neutralizar
ameaças, apenas poucos concorrentes os possuem, e se eles são difíceis de se
copiar ou inelásticos na oferta, então, esses recursos são fontes potenciais de
vantagem competitiva sustentada (Barney, 2002).
Como os conceitos de heterogeneidade e imobilidade dos recursos são um
tanto quanto abstratos, umaforma de tornar esses conceitos mais aplicáveis é
utilizando o modelo VRIO (Barney, 2002). O modelo é baseado em quatro
perguntas que devem ser feitas sobre as atividades desempenhadas por uma firma:
(1) questão de valor, (2) questão de raridade, (3) questão de imitabilidade e (4)
questão da organização. As respostas a essas quatro perguntas determinam se um
determinado recurso ou competência dafirma é uma força ou fraqueza. O Quadro
PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0212553/CA

1 apresenta estas quatro questões.
Quadro 1. Perguntas necessárias para se conduzir uma análise
Resource-Based de forças e fraquezas de uma firma
1- A questão de valor: Os recursos e competências da firma a possibilitam
responder a oportunidades e ameaças do ambiente?
2- A questão de raridade: Um determinadorecurso é controlado apenas por um
pequeno número de firmas concorrentes?
3- A questão de imitabilidade: Firmas que não possuem determinado recurso
enfrentam desvantagens de custo para obtê-lo ou desenvolvê-lo?
4- A questão da organização: As demais políticas e procedimentos da firma são
organizados para suportar a exploração de seus recursos valiosos, raros e caros de
imitar?
Fonte: Barney, 2002
Omodelo Resource-based View of the Firm e o VRIO possuem algumas
limitações. A primeira é que eles só devem ser usados enquanto as regras e
características da indústria permanecem estáveis. Principalmente em indústrias
hipercompetitivas ou em cenários onde ocorram uma variação brusca de demanda,
rápidos avanços tecnológicos ou violentas alterações políticas, o que era força
pode se tornar fraqueza...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Avaliação 360 graus
  • Avaliação de desempenho 360 graus
  • Avaliação de Desempenho 360 graus
  • AVALIAÇÃO 360 GRAUS
  • avaliação 360 graus
  • Avaliação 360 graus
  • Avaliação de desempenho 180º graus
  • AVALIAÇÃO 360 GRAUS

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!