auxiliar de enfermagem

Páginas: 11 (2602 palavras) Publicado: 25 de junho de 2013


SENAC TIRADENTES
DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM
TCC- TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO







“Drogadição: um grande desafio a ser vencido”








São Paulo
2013
“Drogadição um grande desafio a ser vencido”






























São Paulo
2013Sumário

1.0 Introdução
2.0 Objetivo
3.0 Justificativa
4.0 Metodologia
5.0 Desenvolvimento
6.0 Conclusão
Referencias
Anexo




















1.0 Introdução

Atualmente nos deparamos com um grande problema de saúde pública no mundo, estamos nos referindo a drogadição. Realidade vivenciada no nosso país (Brasil), que vem sendo divulgado e discutidoincansavelmente, haja vista sua grande importância e consequências clinicas e sociais para o ser humano.
Drogas é uma palavra que vem do holandês antigo droog que significa folha seca, pois antigamente muitos medicamentos eram preparados utilizando folhas secas de plantas diversas. Hoje na linguagem medica drogas significa “qualquer substancia capaz de produzir alterações no organismo, de maneira amodificar a atividade dos órgãos ou o comportamento do individuo”.
( PAULINO, 1996).
Segundo Paulino,1996, existem três formas de dependência: psicológica, química e física.
A dependência psicológica baseia-se no desejo de continuar utilizando uma droga para induzir o prazer ou aliviar a tensão e evitar o desconforto.
( PAULINO, 1996).
Na dependência física e química o corpoadapta-se à droga quando ela é usada continuamente, acarretando tolerância e sintomas de abstinência quando o seu uso é interrompido. (PAULINO, 1996).
O termo droga na linguagem popular é sinônimo de coisa chata, ruim, de baixa qualidade. (PAULINO, 1996).
Depois que as drogas entram no corpo elas precisam ultrapassar sucessivamente algumas barreiras corporais para finalmente chegar ao localonde produzem seus efeitos. Dentre os diversos tipos de drogas chamamos atenção para: drogas depressoras como bebidas alcoólicas, calmantes, inalantes entre outros. Drogas estimulantes: anfetaminas, cocaína, nicotina. Drogas perturbadoras maconha, LSD, cogumelo. Chain, C, Costa; 2004.
De fato, a adolescência é um período de desafios, inquietações e turbulência, segundo o Estatuto da Criança edo Adolescente começa aos 12 e vai até os 18 anos, onde acontecem diversas mudanças físicas, psicológicas e comportamentais. Disponível em:
acesso em 01 de fevereiro de 2013
E é principalmente nesse momento em que a pessoa se vê diante de obstáculos a serem superados, a partir de então se tenta achar o seu rumo na vida, que normalmente entra em contato com outro grande desafio: o mundo dasdrogas. “É o momento em que surgi a “fumaça” que relaxa a “picada” que dá prazer, a “bola” que afasta o cansaço, a “pílula” que tranquiliza o “pó” que realça a vida, o “cheiro que dá alegria e o “chá” que faz viajar, entre outras coisas”. (PAULINO, 1996)
Enorme resistência para reconhecer e aceitar as próprias mazelas, sejam estas constitucionais ou adquiridas no imediato contexto dafamília. Em tais circunstâncias, é muito mais fácil imputar aquelas mazelas a agentes externos — e as drogas possuem características que as tornam particularmente adequadas para essa imputação. A psicoatividade e toxicidade das drogas são especialmente invocadas para respaldarem a origem de doença mental, ingresso em movimentos de contracultura, envolvimento em marginalidade e criminalidade. Em nossosestudos ficamos surpresos como alguns pais, pelo fato de o filho incluir-se numa dessas condições, falavam do costume do filho fumar maconha, de tal sorte que pareciam exibir um troféu! Sem dúvida que seria muito difícil a esses pais perceberem que de modo algum a maconha fora o agente responsável pelo problema do filho. Morganato, Anastácio, F. Cadernos saúde publica 1995, vol.1

2.0 Objetivo:...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • auxiliar de enfermagem
  • Auxiliar de enfermagem
  • Auxiliar de Enfermagem
  • Auxiliar de enfermagem
  • Rotina do técnico e auxiliar de enfermagem
  • No Hospital o auxiliar de enfermagem
  • Relatorio auxiliar de enfermagem
  • Percepção do auxiliar e técnico de enfermagem sobre a liderança do enfermeiro

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!