AUTISMO

Páginas: 7 (1618 palavras) Publicado: 10 de setembro de 2014
INTRODUÇÃO
O presente trabalho foi produzido na disciplina de Psicologia do
Desenvolvimento, com a professora XXXXXXX, no
curso de Psicologia da XXXX. Nele falaremos sobre o Transtorno do Espectro do
Autismo (TEA) ou Autismo Infantil e tem como objetivo descrever sua história, o
desenvolvimento, as características e as devidas conquistas alcançadas para garantir
os direitos e inclusão dosindivíduos portadores dessa patologia, que afeta seu
campo cognitivo, afetivo, imagético, modo de interação social seletiva ou quase
inexistente.
O TEA, pode ser compreendido, dentre os principais fatores as causas de
alterações sociais, comunicativas e comportamentais, transtorno este, que implica
em uma mudança de vida principalmente no seio familiar, pois o autista não tem
noção de taltranstorno, vivi em seu mundo particular, único, mas, isso não significa
que este não possa vir realizar alguma tarefa em seu cotidiano, por contrário, acaba
optando por tarefas repetitivas, ou interesses anormais, como por exemplo, observar
por várias vezes a roda de um carrinho de brinquedo girar. Para que, tais
comportamentos não se agravem, é fundamental que haja um diagnóstico preciso(podendo ocorrer ainda na primeira infância), e um ótimo trabalho interdisciplinar.

DESENVOLVIMENTO
O apanhado histórico se inicia na virada do século XVIII para o XIX, o
diagnóstico de “idiota” cobria todo o campo da psicopatologia de crianças e
adolescentes. Logo a “idiotia” é considerada a precursora não só do atual retardo
mental, mas das psicoses infantis, da esquizofrenia infantil e doTranstorno do
Espectro do Autismo (Bercherie, 1998).
Nos anos 40 dois médicos, Kanner e Asperger, apresentaram as primeiras
descrições modernas daquilo que hoje é nomeado de Transtorno do Espectro do
Autismo (TEA) ou Transtorno Infantil.
Leo Kanner, psiquiatra austríaco, mudou-se para os Estados Unidos em 1924,
tornando-se chefe do serviço de psiquiatria infantil do Hospital de Baltimore,publicou em 1943 o artigo “Os Distúrbios Autísticos do Contato Afetivo”,
descrevendo 11 casos clínicos de criança, cujo distúrbio patognômico seria “a
incapacidade de se relacionarem de maneira normal com pessoas e situações, desde
o princípio de suas vidas”, falha no uso da linguagem para comunicação e desejo
obsessivo ansioso para a manutenção da mesmice.
Segundo Kanner, o autismo infantil eracausado por pais altamente
intelectualizados, pessoas emocionalmente frias e com pouco interesse nas relações
humanas da criança.

Hans Asperger, um pediatra também Austríaco, em 1944, escreveu outro artigo
intitulado “Psicopatologia Autista na Infância”, nele Asperger descreveu crianças
que tinham dificuldades de integrar-se socialmente em grupos, denominando esta
condição de “PsicopatiaAutista” para transmitir a natureza estável do transtorno.
Estas crianças exibiam um prejuízo social marcado, assemelhavam-se com as
descritas por Kanner, porém tinham linguagem bem preservada e pareciam mais
inteligentes, tornando-se conhecido como o “Transtorno de Asperger”.
Atribui-se a Kanner e Asperger a identificação do autismo mesmo que com
suas diferenças. Com a evolução das pesquisascientíficas, concluiu-se que o
Autismo não é um distúrbio do contato afetivo, mas sim um distúrbio do
desenvolvimento.
“O autismo – chamado de autismo infantil pela CID – 10 e de transtorno
autístico infantil pelo DSM – IV – manifesta-se desde a primeira infância, ou seja,
antes dos três anos de idade. Atinge 3 a 4 vezes mais meninos que meninas.
Caracteriza-se por problemas sérios nasinterações sociais, na comunicação e no
comportamento, o qual é bastante limitado e de natureza repetitiva e estereotipada.”
( Jean E. Dumas, p. 98. 2011)

CRITÉRIO DE DIAGNÓSTICO
Segundo o CID-10, antes dos três anos de idade é possível observar
comportamentos peculiares, como, a criança não manifesta interesse nos laços
afetivos, sua linguagem é desenvolvida bem mais tarde do que as...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Autismo
  • Autismo
  • Autismo
  • Autismo
  • autismo
  • Autismo
  • autismo
  • Autismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!