autismo

Páginas: 8 (1973 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
REFERÊNCIA
ARZENO, M.E.G. Psicodiagnóstico Clínico: Novas contribuições. Porto Alegre: Artmed, 1995. Capítulo 1 – O Psicodiagnóstico Clínico na Atualidade.
“... insisto na importância da etapa diagnóstica, sejam quais forem os instrumentos científicos utilizados na mesma.” (p. 6).
O autor defende a etapa diagnóstica no trabalho clinico, porque com ela conseguimos informações sobre as causasque levaram o paciente a consulta, conseguimos verificar também se podemos ou não atender o paciente diante das suas queixas e caso o profissional perceba que não pode prosseguir com o atendimento, ele já pode fazer a interrupção do tratamento logo no inicio. Dessa forma o autor defende que o tempo do diagnóstico não deve ser longo para não estabelecer uma relação transferencial muito difícil dedissolver.

“Diagnóstico. Conforme o exposto acima é obvio que a primeira e principal finalidade de um estudo psicodiagnóstico é a de estabelecer um diagnóstico. E cabe esclarecer que isto não equivale a “colocar um rótulo”, mas a explicar o que ocorre além do que o paciente pode descrever conscientemente.” (p. 6).

“Outra forma de utilizar os psicodiagnóstico é como meio para avaliar oandamento do tratamento. É o que se denomina “re-testes” e consiste em aplicar novamente a mesma bateria de testes aplicados na primeira ocasião.” (p.8).
Nessa segunda forma pode-se utilizar uma bateria de testes similares ou equivalentes a aqueles que foram aplicados da primeira vez.

“Existem pacientes com dificuldades para conversar espontaneamente sobre sua vida e sobre seus problemas.” (p. 8).
Aterceira finalidade do psicodiagnóstico consiste em favorecer o rapport. Muitos pacientes tem grande dificuldade de falar sobre si, ou no caso das crianças muito pequenas, é interessante a aplicação de testes. Isso para que o paciente venha a ter a consciência do seu sofrimento e para que possa superá-lo.

“Na investigação. No que se refere à investigação, devemos distinguir dois objetivos: um,é a criação de novos instrumentos de exploração da personalidade que podem ser incluídos na tarefa de psicodiagnóstica. Outro, o de planejar a investigação para o estudo de uma determinada patologia, algum problema trabalhista, educacional ou forence, etc. Neste caso, usa-se o psicodiagnóstico como uma das ferramentas uteis para chegar a conclusões confiáveis e, portanto, válidas.” (p.9).

“...acredito que a entrevista clinica não é uma ferramenta infalível, a não ser quando em mãos de grandes mestres, e ás vezes, nem mesmo nesses casos.
Os testes tampouco o são. Mas se utilizarmos ambos os instrumentos de forma complementar há uma margem de segurança maior para chegar a um diagnóstico correto, especialmente se incluirmos testes padronizados.” (p. 6).
Aqui o autor descreve que autilização de vários instrumentos diagnósticos permite estudar o paciente através de todas as vias de comunicação, ou seja, pode falar livremente, pode fazer um desenho, pode imaginar o que gostaria de ser etc.

“O psicodiagnóstico inclui, além das entrevistas iniciais, os testes, a hora de jogo com crianças, entrevistar familiares, vinculares, etc. As conclusões de todo o material obtido sãodiscutidas com o interessado, com seus pais, ou com a família completa, conforme o caso e o sistema profissional.” (p. 10).


Capítulo 2: Objetivos e Etapas do Processo Psicodiagnóstico
Curso: Psicologia
Disciplina: Psicodiagnóstico
Aluno (a): Jenniffer Lucas

REFERÊNCIA
ARZENO, M.E.G. Psicodiagnóstico Clínico: Novas contribuições. Porto Alegre: Artmed, 1995. Capítulo 2 – Objetivos e Etapas doProcesso Psicodiagnóstico.
“O psicodiagnóstico é um estudo profundo da personalidade do ponto de vista fundamentalmente clínico.” (p. 13).
Aqui parte-se do pressuposto psicanalítico de que existem aspectos conscientes e inconscientes para que se entenda melhor a personalidade do individuo. É necessário se compreender também o contexto sociocultural e familiar no estudo dessa personalidade....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Autismo
  • Autismo
  • Autismo
  • Autismo
  • autismo
  • AUTISMO
  • Autismo
  • autismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!