Austêmpera

Páginas: 12 (2981 palavras) Publicado: 6 de abril de 2013
TRATAMENTOS TÉRMICOS DO AÇO: AUSTÊMPERA

“Aprender história quer dizer procurar e encontrar as forças que conduzem às causas das ações que vemos como acontecimentos históricos. A arte da leitura como da instrução consiste nisto: conservar o essencial, esquecer o dispensável.”
(Adolf Hitler)

RESUMO

Os tratamentos isotérmicos baseiam-se no conhecimento das curvas em C ou TTT e nosfenômenos que ocorrem durante o aquecimento e o resfriamento dos aços, possibilitando substituir com vantagens os tratamentos térmicos convencionais. Dentre esses tratamentos, destaca-se a austêmpera.
A austêmpera é um tratamento isotérmico aproveita as transformações da austenita que ocorrem a uma temperatura constante. O constituinte que se origina na austêmpera é a baianita, que se caracteriza pelaalta ductilidade, tenacidade e resistência mecânica, conhecida como “efeito mola”, portanto, com propriedades superiores à da martensita revenida. A austêmpera consiste em submeter o aço a uma sequencia de operações e transformações:
* Aquecimento a uma temperatura que possibilite a austenização; como regra, seguir os parâmetros de aquecimento da têmpera;
* Resfriamento num banho mantidoa uma temperatura constante, geralmente entre 260°C e 400°C;
* Permanência no banho a essa temperatura para, isotermicamente, ocorrer a transformação da austenita em baianita;
* Resfriamento até a temperatura ambiente, em ar livre ou banho de sal.

SUMÁRIO
INTRODUÇÃO 6
1. DEFINIÇÕES 7
1.1 DEFINIÇÃO DE BAINITA 8
1.1.1. BAINITA SUPERIOR 8
1.1.2. BAINITA INFERIOR 9
1.1.3.BAINITA ISENTA DE CARBONETOS 10
2. MEIOS DE ARREFECIMENTO NA AUSTÊMPERA 10
2.1. BANHOS DE SAIS PARA AUSTÊMPERA 10
2.2. CHUMBO DERRETIDO 11
2.3. ÓLEOS PARA AUSTÊMPERA 11
3. PROPRIEDADES 11
4. AÇOS PARA AUSTEMPERIZAÇÃO 12
5. CONTROLE DAS VARIÁVEIS DO PROCESSO 14
5.1. CONTROLE DIMENSIONAL 14
6. APLICAÇÃO 15
7. VANTAGENS E DESVANTAGENS 17
CONCLUSÃO 20
REFERÊNCIAS 21

ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕESFigura 1 - Aquecimento do material e temperatura de austenização. 9
Figura 2 - Formação da microestrutura metalográfica bainita. 10
Figura 3 - Bainita superior em diferentes concentrações de carbonos. 11
Figura 4 - Bainita inferior em diferentes concentrações de carbonetos. 11
Figura 5 - Características físicas dos banhos usados em austêmpera. 12
Figura 6 - Diagramas TTT dos aços 1080.15
Figura 7 - Diagramas TTT dos aços 4340 e 5140. 15
Figura 8 - Fitas de aço. 18
Figura 9 - Broca para madeira. 18
Figura 10 - Anéis Elásticos. 18
Figura 11 - Molas. 19

Tabela 1 - Propriedades mecânicas para um aço ABNT 1095. 13
Tabela 2 - Propriedades dos tratamentos térmicos. 20

INTRODUÇÃO

Existem vários métodos de tratamentos térmicos, cuja finalidade é alterar aspropriedades físico-químicas do aço e obter as características desejadas.
Tendo esse conceito em mente, fica muito fácil compreender o tratamento isotérmico de austêmpera, pois este é aplicado no aço quando se deseja mais tenacidade, ductilidade e resistência mecânica.
Portanto, esse trabalho tem por objetivo mostrar o que acontece no aço quando este é submetido ao tratamento de austêmpera, tendo emvista que essa estrutura que se forma é a bainita; esta por sua vez, vai substituir a martensita revenida, pois o tratamento da austêmpera dispensa o revenido posterior. Além disso, será realizada uma abordagem dos principais aços indicados para a operação de austêmpera, analisando através de gráficos para cada tipo de aço, e também os meios de resfriamento que estes serões submetidos.
Essetrabalho também mostra alguns exemplos de aplicação dos aços, e em seguida apresenta as vantagens e desvantagens para os aços que são austêmperados.

1. DEFINIÇÕES

Austêmpera é um processo de tratamento isotérmico dos aços, cujo objetivo é a obtenção de peças com alta tenacidade e resistência à fadiga, onde este se caracteriza pela formação de uma microestrutura metalográfica constituída...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Austempera e Martempera
  • Austêmpera e martêmpera
  • Trabalho austempera
  • Trabalho de martêmpera, austêmpera
  • Austempera em ferro fundido nodular

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!