Atuação fisioterapêutica hospitalar em paciente com neurofibromatose tipo ii, após realização de atrodese cervical anterior: relato de caso

Páginas: 8 (1857 palavras) Publicado: 3 de agosto de 2012
Atuação fisioterapêutica hospitalar em paciente com neurofibromatose tipo II, após realização de atrodese cervical anterior: relato de caso
Intervención fisioterapéutica hospitalaria en paciente con neurofibromatosis tipo II, luego de la realización de atrodesis cervical anterior: relato de caso
Alunas do Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento Humano, UDESC Santa Catarina (Brasil)Caroline Pereira Martins Janeisa Franck Virtuoso

janeisav@yahoo.com.br Resumo A neurofibromatose tipo II é caracterizada por uma facomatose rara autossômica dominante no cromossomo 22, com incidência de 1 caso para cerca de 40.000 pessoas, sendo gerlamnet diagnosticada pela presença de um parente de primeiro grau com a síndrome e também em dois dos seguintes critérios: a presença de umneurofibroma, um meningioma, um glioma, um schwannoma ou catarata lenticular posterior juvenil subcapsular. O estudo de caso a seguir tem a finalidade de relatar o tratamento fisioterapêutico aplicado a paciente L.M.V. do sexo feminino, de 33 anos, internada na Unidade de Neurocirurgia do Hospital Governador Celso Ramos (HGCR) após ressecção cirúrgica de um tumor na região cervical (entre C5 e C6),seguida de uma artrodese cervical anterior. Foram realizadas 7 sessões de fisioterapia, no período pósoperatório, com duração de aproximadamente cinquenta minutos cada. Foram utilizados recursos fisioterapêuticos tais como: exercícios respiratórios, mobilizações e alongamentos passivo e ativo-assistido, fortalecimentos, trocas de decúbito e treino de marcha. Como resultado obteve-se melhora do padrãorespiratório, do padrão flexor do MSE e diminuição do clônus aparente devido à espasticidade em membros inferiores. Unitermos: Nurofibromatose. Artrodese cervical. Fisioterapia http://www.efdeportes.com/ Revista Digital - Buenos Aires - Año 14 - Nº 134 - Julio de 2009

1/1

1.

Introdução

A NF (neurofibromatose) tipo II é uma facomatose rara, autossômica dominante, com uma incidência de 1caso para cerca de 40 000 nascidos vivos. O gene responsável pela ocorrência da síndrome está localizado no braço longo do cromossomo 22. Em cerca de 50% dos casos mutações germinais são herdadas dos genitores. Os outros casos são provavelmente mutações esporádicas e representam um mosaicismo somático. Sob aspecto clínico, a síndrome da neurofibromatose tipo 2 apresenta uma variada possibilidadede quadros clínicos, e a correlação fenótipo-genótipo indica uma grande variabilidade da expressão clínica da doença. Há, basicamente, dois tipos de apresentação: uma forma infrequente - grave e precoce, e a outra, habitual, de aparecimento mais tardio e de curso um pouco menos agressivo (Rondinelli et al, 2007). O diagnóstico de neurofibromatose tipo II é baseado na presença de um parente deprimeiro grau com a síndrome e também em dois dos seguintes critérios: um neurofibroma, e/ou um meningioma, ou glioma, ou schwannoma ou catarata lenticular posterior juvenil subcapsular2. Os tumores cerebrais são freqüentes na NF 2, os principais são os schwannomas bilaterais do nervo acústico, os meningiomas, os ependimomas, outros tumores de bainhas de nervos

periféricos, e mais raramente osastrocitomas de baixo grau de malignidade. Alguns dados adicionais podem auxiliar nestes diagnósticos (Rondinelli et al, 2007). O acesso anterior para o tratamento cirúrgico das diversas patologias que acometem a coluna cervical está sendo cada vez mais utilizado desde sua introdução em 1955 por Robinson & Smith, e sua popularização descrita por Cloward no mesmo ano. Deformidades, tumores, traumas oudoenças degenerativas na coluna cervical associadas ou não a mielopatia ou radiculopatia necessitam com freqüência de tratamento cirúrgico que inclua a artrodese com enxerto ósseo intersomático (Cavali et al, 1998). As patologias complexas da coluna cervical acompanhadas de deformidade grave ou que são submetidas a grandes reconstruções apresentam pequena taxa de fusão, a menos que um sistema...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Reabilitação fisioterapêutica em paciente pós tenorrafias: Relato de Caso.
  • Atuação fisioterapêutica na reabilitação de paciente queimado
  • ATUAÇÃO FISIOTERAPEUTICA NA REABILITAÇÃO DO PACIATUAÇÃO FISIOTERAPEUTICA NA REABILITAÇÃO DO PACIENTE...
  • Relato de caso: intervenção cognitiva em paciente com síndrome de asperger
  • Eliptocitose hereditária diagnosticada em paciente idosa. Relato de caso
  • relato de caso paciente submetido a cirurgia de artrodese da coluna
  • Avaliação Fisioterapeutica da Coluna Cervical
  • Análise da atuação do fisioterapeuta no paciente com bronquite crônica na fase hospitalar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!