Atuação do enfermeiro no setor terciario

Páginas: 11 (2621 palavras) Publicado: 5 de maio de 2014
Atuação do Enfermeiro no Setor Terciário

A atenção à saúde de nível terciário é integrada pelos serviços ambulatoriais e hospitais especializados. Esses hospitais concentram tecnologia de maior complexidade e devem oferecer a população atendimento de excelência e servir de referência.
As áreas hospitalares que compõem o atendimento de grande complexidade no Sistema único de Saúde-SUS, estãoorganizadas para a realização de procedimentos que envolvem alta tecnologia e alto custo. São tratamentos de oncologia, cardiologia, oftalmologia, transplantes, urgências e emergências, etc. O setor terciário envolve também a assistência em cirurgias: reparadoras, bariátricas e reprodutivas, principalmente genética clínica e terapia nutricional. O nível ambulatorial está à quimioterapia,radioterapia, ressonância magnética e o fornecimento de medicamentos.
Hospital, segundo o ministério da saúde é a parte integrante de uma organização médica e social, cuja função básica, consiste em proporcionar a população Assistência Médica Sanitária completa, tanto curativa como preventiva sob qualquer regime de atendimento, inclusive o domiciliar, cujos serviços externos irradiam até o âmbitofamiliar, constituindo-se também, em centro de educação, capacitação de recursos humanos e de pesquisa em saúde, bem como de encaminhamento de pacientes, cabendo-lhe supervisionar e orientar os estabelecimentos de saúde a ele vinculados tecnicamente.
Humanização da Saúde nos Hospitais
A concentração da universalidade, integralidade e equidade no cotidiano das instituições de saúde, depara-secom inúmeros problemas que persistem sem solução.
Assim para enfrentar os desafios e tornar esses princípios do SUS- Sistema Único de Saúde operativo na prática, o ministério da saúde elaborou a política nacional de humanização (PNH).
Essa proposta de humanização de saúde surge no cenário das políticas públicas como proposta de mudança cultural do atendimento vigente no SUS equebrar as fronteiras históricas.
O acolhimento como classificação de risco representa a mudança da relação profissional, usuário por meio de parâmetros técnicos, éticos, humanitários e de solidariedade. Estas duas tecnologias complementares tem por objetivo acolher todo usuário que procurar a instituição, fazendo uma escuta qualificada, responsável e resolutiva.
Para a construção dessaspráticas destaca-se a importância do comprometimento institucional, a garantia da participação de todos os envolvidos, com ações concretas que perpetuem a crença dos atores na irreversibilidade da mudança através de um processo permanente de aprendizagem.
Mas, nas instituições em geral, existe uma cultura que inibe essa aprendizagem, caracterizada pelo autoritarismo; pelo foco no sistemae não nas pessoas; o descrédito da possibilidade de mudanças; falta de tempo para as capacitações e o predomínio de uma visão de tratamento de sintomas. Essas características dificultam, porém não impossibilita a implantação desse projeto.
Segundo Artmann e Rivera, o grande desafio é o modo de gestão como apoio no atendimento humanizado. A questão é a de como programar um modelo de gestãoque supere principalmente as dificuldades decorrentes da resistência dos profissionais às mudanças propostas; da profissionalização gerencial necessária à concretização de ações e da frequente descontinuidade gestora.
Artman e Rivera propõem um sistema de gestão comunicativa para operar indiretamente como reforço dos traços da nova cultura que emerge e que traga elementos de humanização.Estas dificuldades poderiam ser superadas com base no respeito ao dado cultural da autonomia profissional, valorizando estratégias de negociação e cooperação.

Acolhimento e Classificação de Risco

O acolhimento é uma das diretrizes de maior relevância política, ética e estética da política nacional de humanização (PNH) e da atenção e gestão do SUS. Sendo o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO SETOR DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA – LEVANDO-O AO ESTRESSE
  • Setor Terciário
  • Setor Terciário
  • Setor Terciario
  • Setor Terciário
  • Setor Terciário
  • Setor Terciario
  • Setor terciário

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!