ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO JUNTO AO IDOSO INSTITUCIONALIZADO PORTADOR DE DOENÇA DE ALZHEIMER

Páginas: 18 (4447 palavras) Publicado: 29 de janeiro de 2014
UNIVERSIDADE GAMA FILHO
VICE-REITORIA ACADÊMICA
COORDENAÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM
ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO JUNTO
AO IDOSO INSTITUCIONALIZADO
PORTADOR DE DOENÇA DE ALZHEIMER

Autor
IVAN BASTO CABRAL

Rio de Janeiro – RJ
2005.2


1 INTRODUÇÃO

Nas últimas décadas observou-se um nítido processo deenvelhecimento demográfico em todo o mundo, sendo considerado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o período de 1975 a 2025 como a Era do Envelhecimento.
No Brasil, segundo dados do IBGE, na década de 1970, cerca de 4,95% da população brasileira era de idosos, percentual que pulou para 8,47% na década de 1990, havendo a expectativa de alcançar 9,2% em 2010. No Brasil, os idosos representam8% da população e, conforme a tendência para as próximas décadas, no ano de 2025 o Brasil terá a sexta maior população de idosos do mundo - cerca de trinta e dois milhões de pessoas com sessenta anos ou mais.
Esse processo de envelhecimento demográfico repercutiu e continua repercutindo nas diferentes esferas da estrutura social, econômica, política e cultural da sociedade, uma vez que osidosos, da mesma forma que os demais segmentos etários (crianças, jovens e adultos), possuem demandas específicas para obtenção de adequadas condições de vida.
As mudanças que ocorrem durante o desenvolvimento do processo de envelhecimento, são sentidas de forma particular por cada um. Conforme PEDROSO (2000:17), “A preocupação do ser humano com o seu cuidado está sendo mais valorizado, comoconseqüência do aumento da expectativa de vida e a busca do entendimento para um viver mais saudável. As adaptações podem acontecer dependendo da história de vida, do bem estar sócio-econômico e da vivência atual das modificações, perdas e medos.”
Com a crescente elevação da expectativa de vida, mundialmente, resultando em uma maior população de idosos, surgiram doenças consideradas da terceira idade, quevêm sendo investigadas e reconhecidas nos meios médico e científico. Dentre essas doenças, aparece a Doença de Alzheimer (DA) com grande incidência e a sua importância vem sendo constantemente investigada.
O estudo trará a seguinte questão norteadora: Que cuidados o enfermeiro pode aplicar ao idoso com Doença de Alzheimer, interno em instituições azilares, a fim de lhe proporcionar uma melhoriaem sua qualidade de vida?
A DA é um tipo de doença demencial, sendo considerada dentro os vários tipos de demências, como a mais comum. Não há uma causa específica que motiva o seu aparecimento nem tampouco, tratamento eficaz que resulte em uma cura definitiva.
Principalmente em pacientes com o estágio mais avançado da doença, GREENBERG (1996:59) explica que “...podem necessitar de cuidadosintensivos de enfermagem e o uso de medicações psicoativas. Estes pacientes devem ser protegidos e prevenidos contra danos a eles próprios e aos seus familiares, por atos ou decisões injudiciosas.”
Existe uma parcela de idosos que necessitam de abrigos institucionais por questões vinculadas, principalmente a enfermidades que exigem um maior suporte de cuidado por parte da família e dos serviços desaúde. Geralmente a família é sempre a primeira a ser incumbida a dar esse suporte ao idoso fragilizado e por não conseguir ampará-lo, acabam internando seus idosos em instituições asilares. A família continua sendo a melhor garantia do bem estar material, espiritual e emocional de seus membros idosos.
Os lares para idosos oferecem uma variedade de serviços de saúde e pessoais que incluemenfermagem especializada e reabilitação. O enfermeiro vai desempenhar um papel muito importante já que ele deve ter entre seus objetivos, o estímulo e a manutenção da independência e do autocuidado do idoso.
RUIPÉREZ (2002:344) diz que “O enfermeiro e a equipe de enfermagem são peças-chave nas atividades assistências do lar.As atividades destinadas a este profissional são múltiplas e variadas, com...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A atuação da terapia ocupacional junto ao idoso institucionalizado
  • A visão da enfermagem voltada para o cuidador do idoso portador da doença de alzheimer
  • a atuação do assistente social junto ao idoso
  • A atuação do assistente social junto ao idoso
  • Atuação do enfermeiro no processo saúde
  • Qual é a diferença entre a enfermagem e a neuropsicologia em relação com os idosos portadores de Alzheimer?
  • A atuação do psicólogo na reabilitação cognitiva dos portadores de alzheimer
  • Relações interpessoais em famílias com portador da doença de Alzheimer

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!