ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL Frente ao Código de Ética

Páginas: 7 (1664 palavras) Publicado: 24 de setembro de 2014













































































SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
3 CONCLUSÃO 9
REFERÊNCIAS 10
1 INTRODUÇÃO
Atualmente o Serviço Social se tornou uma profissão interventiva que busca principalmente a garantia e o acesso de direitos às camadas popularestrabalhadoras.
È dotado de formação intelectual e cultural generalista crítica, competente em sua área de desempenho, com capacidade de inserção criativa e propositiva no conjunto de relações sociais e no mercado de trabalho. Profissional comprometido com os valores e princípios norteados do Código de Ética do Assistente Social.
Portanto, pensar esta área como política social é uma possibilidaderecente. Mas, há um legado de concepções, ações e práticas de assistência social que precisa ser capturado para análise do movimento de construção dessa política social.
Os serviços sócio- assistenciais foram organizados por níveis de complexidade do SUAS, de acordo com a seguinte disposição: Proteção Social Básica, Proteção Social Especial de Média Complexidade e Proteção Social Especial de AltaComplexidade.



2 DESENVOLVIMENTO
O Serviço Social amplia os campos de atuação, passando a atuar no chamado terceiro setor, nos Conselhos de Direitos e ocupa funções de assessoria entre outros.
O Código representa a dimensão ética da profissão, tendo caráter normativo e jurídico, delineia parâmetros para o exercício profissional, define os direitos e deveres dos assistentes sociais a fim dagarantia da qualidade dos serviços prestados. Ele expressa a renovação e o amadurecimento teórico-político do Serviço Social às exigências do seu tempo; evidencia em seus princípios fundamentais o compromisso ético-político assumido pela categoria, sendo hoje, sem dúvida, uma profissão reconhecida e legitimada socialmente.
A política de Assistência Social, legalmente reconhecida como direito sociale dever estatal pela Constituição de 1988 e pela Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), vem sendo regulamentada intensivamente pelo Governo Federal, com aprovação pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), por meio da Política Nacional de Assistência Social (2004) e do Sistema Único de Assistência Social (2005). O objetivo com esse processo é consolidar a Assistência Social comopolítica de Estado; para estabelecer critérios objetivos de partilha de recursos entre os serviços sócio-assistenciais e entre estados, DF e municípios; para estabelecer uma relação sistemática e interdependente entre programas, projetos, serviços e benefícios, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Bolsa Família, para fortalecer a relação democrática entre planos, fundos, conselhos e órgãogestor; para garantir repasse automático e regular de recursos fundo a fundo e para instituir um sistema informatizado de acompanhamento e monitoramento, até então inexistente.
Na Proteção Social Básica temos três serviços: O Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; o Serviço de Proteção Social Básica no Domicílio paraPessoas com Deficiência e Idosas.
Na Proteção Social Especial De Média Complexidade temos cinco serviços: O Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias Indivíduos (PAEFI), o Serviço Especializado em Abordagem Social, o Serviço de Proteção Social a Adolescentes em cumprimento de medida sócio- educativa de Liberdade Assistida (LA) e de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC), oServiço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias e o Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua.
Na Proteção Social Especial de Alta Complexidade, temos quatro serviços: Serviço de Acolhimento Institucional (abrigo institucional, Casa-lar, Casa de Passagem, Residência Inclusiva), Serviço de Acolhimento em República; Serviço de Acolhimento em Família...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CÓDIGO DE ÉTICA.
  • ATUAÇÃO DO(A) ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CÓDIGO DE ÉTICA.
  • ATUAÇÃO DO (A) ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CÓDIGO DE ÉTICA
  • ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CÓDIGO DE ÉTICA
  • ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CÓDIGO DE ÉTICA
  • ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CÓDIGO DE ÉTICA
  • Atuação do Assistente social Frente ao Código de Ética
  • ATUAÇAO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE AO CODIGO DE ETICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!