Atividade lúdica e a criança hospitalizada

Páginas: 5 (1012 palavras) Publicado: 7 de outubro de 2011
ATIVIDADE LÚDICA E A CRIANÇA HOSPITALIZADA

A ludicidade no desenvolvimento psicossocial da criança por meio de brinquedotecas tem por objetivo observar como as atividades lúdicas ajudam as crianças a superar o impacto psicológico gerado pelo ambiente hospitalar. A saída delas da rotina de brincadeiras para um lugar estranho, em vez de desenvolverem o lado psicossocial, elas ficam cada vez maisretraídas.
A doença e a hospitalização acarretam, frequentemente, as primeiras situações de crise com as quais as crianças se deparam. Devido ao fato de não disporem ainda de uma maior variedade de mecanismos psicológicos de defesa, durante os primeiros anos de vida, as crianças são particularmente vulneráveis ao estresse decorrente de doenças e hospitalização.
A hospitalização representa umamodificação do estado usual de saúde e da rotina ambiental, e nos primeiros anos as crianças possuem um número limitado de mecanismos de comportamento para resolver os eventos que causam o estresse.
A brincadeira como prática física possibilita que a criança hospitalizada passe de uma situação passiva de doente para outra ativa. Pesquisas constatam que pacientes deprimidos com a internação sealegram a apresentam melhoras após o lúdico orientado.
A internação, ainda que benéfica para o tratamento da criança, oferece situações de sujeição resultantes da rotina hospitalar, as quais podem gerar constrangimentos nas crianças de diversas maneiras, como: a privação da autonomia para andar, comer, brincar, dormir.
O desenvolvimento integral da criança implica em um equilíbrio entre osaspectos socioemocional, biológico e fisiológico. Ressalta-se, também, a respeito da importância das atividades lúdicas; o que ainda se precisa fundamentalmente, dentro do ambiente hospitalar, é de trato humanizado e carinhoso com essas crianças, que, ainda pequenas, passam por situações consideradas estressantes, como é o caso da hospitalização.
A respeito do espaço hospitalar e da hospitalizaçãocom a presença da ludicidade, percebe-se, principalmente em relação às crianças, uma mudança na maneira de se apropriar e conceber tal ambiente. Este passou a representar para muitas, um lugar com o qual se identificam, interagem com outras crianças e onde é lícita e possível a vivência da ludicidade em sua forma mais ampla.
O brinquedo possui muitas características dos objetos reais. Por ser detamanho reduzido, permite que a criança exerça domínio sobre ele, transformando-o num instrumento para o domínio de situações penosas, difíceis, traumáticas, que se engendram na relação com objetos reais.
Além disso, no jogo simbólico os objetos podem ter representações diversas, permitindo à criança experimentar, à vontade, situações prazerosas e, ou, dolorosas, as quais, de outra maneira, nãopodem reproduzir no mundo real. Ao brincar, a criança desloca para o seu íntimo medos, angústias e problemas internos, dominando-os por meio da ação.
De acordo com FRIEDMANN (1996), as atividades lúdicas no hospital abrangem brinquedos, brincadeiras e jogos que, por sua natureza, definem-se em: brincadeira, que se refere, basicamente, à ação de brincar, ao comportamento espontâneo, que resulta deuma atividade não-estruturada; jogo é compreendido como uma brincadeira que envolve regras; e brinquedo é utilizado para designar o sentido de objeto de brincar.
Através da ludicidade nota-se mudanças, comportamentos e olhares também dos pais e profissionais da saúde, como, por exemplo, uma maior interação destes com as crianças, ocorrida no momento em que brincam a espera do atendimento. Poroutro lado, o “ir ao médico”, configura-se num momento de possibilidades de vivência do lúdico, torna-se para a criança mais agradável e gerador de menos tensão e ansiedade.
As crianças atendidas no ambulatório são submetidas a exames dolorosos periódicos os quais, mesmo sendo de conhecimento da maioria, desperta tenção e medo naquelas que esperam pelo atendimento, já que tal experiência sempre...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A criança e a atividade ludica
  • Atividades ludicas e oniricas na criança e no adolescente
  • Uso de atividades lúdicas para crianças com necessidades especiais
  • Criança hospitalizada
  • criança hospitalizada
  • A IMPORTÂNCIA DE ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 6 À 8 ANOS
  • O desenvolvimento das crianças na educação infantil através de atividades lúdicas
  • A criança hospitalizada

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!