Atendimento neurofuncional através da terapia em grupo: a percepção dos atores envolvidos no processo

Páginas: 33 (8075 palavras) Publicado: 14 de abril de 2013
ATENDIMENTO NEUROFUNCIONAL ATRAVÉS DA TERAPIA EM GRUPO: A PERCEPÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NO PROCESSO

Dayane Claudia de Souza DiasI; Mariana Neves PeresI; Michele Couto ColomboI; Karla Toledo Candido MullerII

I Acadêmicas do 8º semestre de fisioterapia da Universidade Católica Dom Bosco
IIDocente e Msc. do curso de fisioterapia da Universidade Católica Dom Bosco e orientadora da pesquisa.Resumo: O acidente vascular cerebral provoca morte celular e produz disfunções cerebrais podendo conduzir à morte ou graves seqüelas neurológicas permanentes, com limitações e incapacidades físicas. Objetivo: Identificar a opinião dos usuários e terapeutas sobre o trabalho em grupo realizado. Metodologia: Estudo quanti-qualitativo com amostra composta por 12 usuários e 10 acadêmicos do curso defisioterapia atuantes como terapeutas, participantes do atendimento fisioterapêutico neurofuncional através da terapia em grupo realizada na Clínica-Escola da Universidade Católica Dom Bosco – UCDB, em Campo Grande, MS. A percepção dos usuários e terapeutas sobre o atendimento em grupo foi obtida através da aplicação de entrevistas contendo questões objetivas e subjetivas. As entrevistas foramgravadas e posteriormente transcritas. Através da identificação da idéia central e da análise do discurso do sujeito coletivo os dados coletados foram compilados e posteriormente discutidos. Resultados: Os terapeutas em sua maioria (80%) eram do sexo feminino com idade variando entre 19 e 45 anos, já os usuários sendo maioria (58%) do sexo masculino com idade variando entre 40 e 72 anos. Os usuáriossão, majoritariamente, casados com baixo nível de escolaridade e renda familiar. A socialização entre os integrantes, manutenção do quadro clínico e independência funcional que a terapia em grupo fornece foram citados pelos entrevistados, contudo é observado despreparo dos acadêmicos frente à nova abordagem. Considerações Finais: A quebra de paradigmas foi difícil para ambos os atores queiniciaram o processo de mudança no modelo de atendimento ambulatorial, mas estes se mostraram capazes de novas adaptações e reorganizações.

Palavras-chaves: Acidente Vascular Cerebral, Fisioterapia, Terapia em Grupo.


Introdução

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define o Acidente Vascular Cerebral (AVC) como uma síndrome clínica caracterizada pelo rápido aparecimento de distúrbios dafunção cerebral que duram mais de 24 horas ou conduzem à morte. Aproximadamente 80% dos casos são decorrentes de alterações vasculares por obstrução (AVC Isquêmico) e os demais causados pelo extravasamento de sangue (AVC Hemorrágico), levando à morte de várias células cerebrais1.
O AVC é em todo o mundo a segunda maior causa de óbitos - 5,7 milhões de pessoas por ano - e responsável em2005, por 10% de todos os óbitos mundiais, sendo 85% dos casos em países não desenvolvidos ou em desenvolvimento. O Brasil ocupa o sexto lugar na lista das maiores vítimas de AVC, um terço dessas vítimas são pessoas economicamente ativas, integrando a doença como grande causadora de incapacitação precoce e de redução da qualidade de vida2,3.
Após a lesão cerebral, em caso de sobrevida, adepender da área cerebral afetada, da extensão da lesão e da duração para o socorro à vítima, surgem seqüelas neurológicas permanentes com diferentes graus de comprometimento, incluindo distúrbios de linguagem, deglutição e motores. Se não houver tratamento especializado e constante há potencialização das limitações físicas ou incapacidades resultantes do AVC4.
A fisioterapia se tornaindispensável uma vez que surgem sintomas de incoordenação motora, irregularidades no tônus muscular e inervação recíproca, provocando interferências nas reações de endireitamento, equilíbrio e atividade reflexa, promovendo movimentos e arranjos posturais inadequados e típicos nos pacientes, devido às atividades inferiores liberadas de um controle inibitório do neurônio superior decorrente à lesão...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TERAPIA DE GRUPO
  • Proposta de atendimento de terapia individual e terapia de grupo aos aposentados e pensionistas do Sindipetro/RJ
  • Coaching Na Percepcao Dos Envolvidos
  • TERAPIA DE GRUPO
  • Terapia de Grupo
  • Terapia em grupo
  • O processo de percepção
  • A Percepção através do Problema

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!