Atenção Farmacêutica para gestantes portadoras de HIV/AIDS

Páginas: 9 (2002 palavras) Publicado: 24 de novembro de 2014
Atenção Farmacêutica para gestantes portadoras do vírus da imunodeficiência humana.
Estima-se que no Brasil, mais de 17 mil gestantes infectadas pelo HIV dão à luz todos os anos, no entanto, apenas cerca de sete mil mulheres recebem profilaxia com antirretroviral (ARV) durante o pré-natal (Falci, Bay, 2006).
A transmissão materno-infantil do HIV continua a ser o principal caminho de infecçãodo recém-nascido, um fato que é responsável por mais de 90% dos casos notificados de síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) nesta população (Castro et al., 2001; Falci, Bay, 2006; Sbalqueiro . et al, 2004; Yoshimoto, Diniz, Vaz, 2005).
Até 2005 junho, 370.499 casos de infecção por HIV / AIDS havia sido relatada no Brasil, sendo 118.520 em mulheres (31,9%) (Romanelli et al., 2006). Devido aeste crescimento progressivo do número de casos de AIDS entre as mulheres, principalmente em mulheres em idade reprodutiva, a transmissão vertical (VT) está assumindo grande importância epidemiológica (Brito et al., 2006; Cavalcante et al., 2004; Lemos, Gurgel, Fabbro, 2005 ; Romanelli et al., 2006).
Devido à gravidade da infecção e tendo em conta a possibilidade de uma diminuição VT, torna-seimportante o acesso das gestantes a um Serviço de Assistência Farmacêutica, durante o uso de ARV na fase pré-natal (Sbalqueiro et al. , 2004). Neste tipo de serviço especializado, o farmacêutico passa a acompanhar melhor o paciente, sabendo não só a medicação utilizada, mas também a forma como o paciente utiliza, além de obter informações sobre os sentimentos pessoais do paciente, respeitando otratamento e respectivo problema de saúde. Na prática, o farmacêutico, de uma forma organizada, recolhe e avalia informação a respeito do paciente, incluindo a identificação de possíveis problemas relacionados ao uso de medicamentos, que são conhecidos como Problemas Relacionados a Medicamentos (DRP). Uma vez identificado um problema, o farmacêutico procura por uma solução, formula, e põe em práticaum plano terapêutico para corrigi-lo. A Assistência Farmacêutica é muito difundida nos dias de hoje e representa uma atividade desejada por muitos farmacêuticos (Cebrim / CFF, 2006).
No entanto, a orientação fornecida pelo farmacêutico visa não apenas a prevenção, a detecção de DRP e resolução de resultados negativos associados aos medicamentos (medicação resultados negativos - MNR), mas também aeducação dos pacientes respeitando o uso de medicamentos, a interação entre o farmacêutico e outros profissionais de saúde, um patológico acompanhamento do paciente, a fim de aperfeiçoar a farmacoterapia e a efetiva participação do profissional na comunidade (Cebrim / CFF, 2006).
A farmacoterapia AIDS inadequada, além de constituir um importante problema de saúde pública em todo o mundo, comgrandes consequências sociais e econômicas, traz o risco de transmissão para a criança, no caso de gestantes infectadas pelo HIV. A sensibilização desses pacientes, respeitando a importância da adesão ao tratamento e uso adequado de medicamentos, proporciona maior eficácia e segurança para o seu tratamento farmacológico.
Foi desenvolvido um estudo do tipo longitudinal quali-quantitativa, no períodoentre janeiro e setembro de 2007, no Hospital Distrital Gonzaga Mota de Messejana (DHGMM), um hospital secundário localizado em Fortaleza-Ceará-Brasil, atendendo principalmente as mulheres que procuram os serviços de ginecologia e obstetrícia , com 84 leitos. Em média, cerca de seis mil mulheres são atendidas mensalmente por lá.
Este é um estudo longitudinal quali-quantitativa, desenvolvida noperíodo entre janeiro e setembro de 2007, no Hospital Distrital Gonzaga Mota de Messejana (DHGMM), um hospital secundário localizada em Fortaleza-Ceará-Brasil, atendendo principalmente as mulheres que procuram os serviços de ginecologia e obstetrícia, e com 84 camas. Em média, cerca de seis mil mulheres são atendidas mensalmente por lá.
O Serviço de Atendimento Especializado em materno-infantil...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Aplicabilidade da atenção farmacêutica no tratamento de pacientes com hiv/aids
  • Gestantes hiv aids
  • MULHERES GESTANTES COM HIV/AIDS
  • Atenção farmaceutica aos gestantes
  • Enfermagem na atenção primária: HIV/AIDS
  • O papel do enfermeiro na assistencia a gestante portadora do hiv
  • Representações sociais de aids e atividade física para crianças portadoras de hiv
  • TERAPIA ANTIRETROVIRAL CONTRA O VÍRUS HIV/AIDS EM GESTANTES: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!